29 maio 2018

Mutável

De acordo com o dicionário da minha estante, "mutável" é tudo aquilo passível de mudanças, que se adapta ao novo. A verdade é que todos nós somos mutáveis. Nossos pensamentos duram tanto quanto aquela ideia de "qual roupa vou usar hoje?". Isso porque não somos mais fixos. Eu, por exemplo, mudei muito de dois anos para cá. Se, naquela época, me perguntassem como estaria minha vida hoje, provavelmente a resposta não chegaria nem perto da realidade. E não digo isso somente com relação ao ser, mas, também, quanto a forma como tenho levado a vida. Hoje, tempo é um artigo de luxo no meu vocabulário. Não porque não tenho tempo para nada, mas porque aprendi a priorizar o que realmente ele vale.
Quando estou em casa, qualquer coisa é mais importante para mim do que estar na frente do computador. Eu leio um livro, assisto filmes, maratono seriados, pratico meus desenhos, pratico fotografia e escrevo em meu caderninho que não largo por nada. Saio com os amigos quando surge a oportunidade, vou ver um filme no cinema quando a grana coopera, me perco em uma livraria quando vou ao shopping e até aprendi a tomar café quando o frio fala mais alto. Faço doces em datas especiais, falo besteira em meio a um almoço de família e também tô aprendendo a gostar de coisas diferentes. Enquanto escrevo isto aqui, minha cabeça está em todas as coisas que poderia estar fazendo nesse mundão a fora. 

Eu não tenho uma rotina coerente. Para falar a verdade, se tivesse o mínimo de sanidade, nem a teria, de fato. Mas tenho, e amo cada coisinha, mesmo que reclame de vez em sempre (porque a gente ama reclamar de tudo, não é?). Gosto do fato de sair cedo de casa e ir ganhar o mundo. Gosto de saber que tenho um intervalo no meio disso para colocar a cabeça no lugar e conversar com pessoas que sentem as mesmas frustrações. Gosto de comer a mesma comida horrível todos os dias, e gosto mais ainda de comer comidinha de mãe nos finais de semana. Aliás, a gente passa a valorizar as miudezas da vida quando ela não é mais tão pequena assim.

E, com tudo isso, por mais que não queira admitir, o blog, em si, não é mais parte de mim. O Caligrafando-te sim, mas a plataforma me faz ficar presa a um cronograma de postagens, com data e hora marcadas, layout clean, domínio pago, hospedagem e tantos outros artefatos indispensáveis para se ter um lugar na internet. A real é que não quero surpreender empresa nenhuma, ganhar milhares de mimos e ser cobrada insistentemente por eles ficarem em evidência. Quero ser livre, sabe? Escrever um texto bacana quando realmente tiver inspiração, resenhar aquele livro novo que encontrei perdido na estante do quarto, falar meias verdades sem me preocupar se isso será bem visto. 

Mas, vejam bem, não estou matando o Caligra, apenas quero adaptá-lo a minha rotina, justamente para ficar mais próxima. Por isso, a partir de hoje, o blog entra em hiatus. Contudo, criei um perfil no Instagram para ele, assim como já existe a página no Facebook, onde vou continuar publicando textos e resenhas. É uma coisa nova da qual tenho medo, só que, no momento, é a mais viável para não largar mão de uma coisa que gosto tanto. E como vivo nas redes sociais (apesar de elas estarem morrendo aos poucos), nada mais válido do que juntar o útil ao agradável, não é? Espero que continuem acompanhando o Caligra por lá com o mesmo carinho que acompanham aqui, pois nada além do meio irá mudar. Será a mesma pessoa antiquada escrevendo sobre sentimentos que vos escreve, só que em um lugar diferente, com uma roupagem diferente, quem sabe até sem tanta vergonha, publicando vídeos de vez em quando.

Eu sou imensamente grata por tudo que conquistei aqui, pelas pessoas incríveis que pude conhecer e que também se abriram para me desvendar. Sou grata pelos comentários, pela troca de sentimentos e por toda palavra de carinho que recebi. Fico torcendo para que isso também seja mutável, e que possa ter a mesma experiência positiva lá pelo Insta. Aliás, não irei desativar o blog, até porque, mês que vem, temos o sorteio do livro. Sendo assim, se alguém tiver um conselho ou qualquer outra coisa para ser dita, tô aqui de braços e coração abertos ♥.

9 comentários:

  1. Ah, fico triste que vai dar um tempo aqui porque adoro seu conteúdo, mas entendo que a gente tem que dar uma afastada de vez em quando e olhar as cosias de outro ângulo e mudar tudo ao nosso redor pra nos encontrarmos.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou dar um tempo para o blog em si, apenas. Vou continuar produzindo conteúdo, só que em outro formato, em outro lugar. Quem sabe seja mais atrativo, mais adaptável a minha rotina de atualmente ♥ Espero que acompanhe por lá também e continue gostando dos textinhos clichês rs.

      Excluir
  2. Eu te entendo e sei muito bem o que tu tá sentindo. Parei um tempo também, mas pensava todos os dias no blog. Eu sinto vontade as vezes de ser blogueiro há famosa, mas não quero perder a essência do meu blog e a minha por causa do dinheiro, acho que tudo o que escrevemos de coração é mais forte do que tudo isso, mais importante. Vou te seguir no Instagram pra não parar de te ler. Beijos

    Mundo de Nati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, espero que continue gostando das coisas por lá também ♥ Também já tive esse desejo de ser famosa, ser reconhecida, ter milhares de seguidores, mas acaba que comecei a pensar nisso como algo meio egoísta, fora da realidade e do que realmente quero para mim.

      Excluir
  3. Primeiramente, deixa eu me recompor... NÃO ACREDITO, tô triste mas ao mesmo tempo torcendo para que você se sinta feliz nessa nova fase da sua vida. Kelly, sempre te admirei e sempre vou, e vou continuar te seguindo nessas redes sociais da vida, que apesar de as vezes me sufocar, agradeço a essas redes por me fazer conhecer pessoas como você ❤️ sucesso sempre, e até breve. Beijos Lê!

    http://sinceramente-le.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que coisa mais linda ♥ Garanto que vai gostar do Insta tanto quanto gosta aqui do blog, porque minha interação vai ser a mesma, o conteúdo vai continuar na mesma linha, só com uma roupagem diferente, mais adaptável rs.

      Excluir
  4. Kel, entendo tanto você! Cada palavra sua formulou um tesouro que traz um lembre fundamental: o de que pausar é ainda estar fazendo! Adoraria que você compartilhasse com a gente esse tantão de séries, livros e afins que tem devorado... afinal, tudo isso é também meio de produção - e não um 'abandono' ou algo semelhante. Você é de verdade! E isso a gente sente, justamente, por essa falta de pressão no que produz. É lindo de observar seus desabafos e suas reflexões sabendo que tem tanta alma! Que nada no mundo seja capaz de burlar isso.

    semquases.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu chorei com seu comentário ♥ Com tamanha certeza também vou adorar compartilhar essas miudezas da vida. Vou tentar encontrar uma forma de fazer isso nesse novo formato de rede social, quem sabe até seja uma proximidade maior com quem me lê. Fiquei imensamente feliz com teu comentário e carinho.

      Excluir
  5. Espero que seja apenas um hiatinho de leve. Adoro suas postagens e espero que volte com um formato e uma pauta que esteja em alinhamento com o que você quer para você.

    Beijo, bonita!

    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤