06 abril 2018

Seja leve, meu bem

É que a vida não é isso, sabe? Não é essa grande chateação que geralmente colocamos como característica principal. A vida é leve. É feita de brincadeiras, bom-humor, piadas sem graça, abraços apertados, carinhos fora de hora, troca de olhares confidentes e muita zoação. Ora com resultados positivos, ora não. E a verdade é que a gente precisa aprender a não levar tudo tão a sério, com tanta convicção, com tanto mau-humor e desprezo. Isso só causa ruga e dor de cabeça. E, meu bem, para ser sincera, já me bastam os cabelos brancos que aparecem esporadicamente com o estresse. 
Nós vivemos em meio a uma sociedade doente. Falta amor, amizade, confiança, sinceridade, olho no olho e sorrisos abertos. Tá todo mundo perdido, querendo encontrar uma forma de não se perder ainda mais. Eu vivo assim. Meu vizinho vive assim. O cara que passeia bêbado de madrugada, cantarolando alto uma música que não consigo entender, também vive assim. E é só isso. Todo dia levantamos e temos aquele fatídico pensamento de "poxa, hoje pode ser diferente, não é?", e a verdade é que pode mesmo, mas não nos damos ao luxo de entrar no clima. No fim das contas, colocamos um sorriso amarelo estampado no rosto e seguimos a vida.

Mas aprendi, em tempo, que a vida não se resume a isso. 

Caramba! Você já parou para pensar que aquela discussão bizarra que aconteceu dias atrás poderia ter sido evitada se as pessoas se permitissem mais? A gente tem essa mania chata de querer controlar os momentos e o que as pessoas fazem em sã consciência, só que, nisso, esquecemos que cada um possui características particulares. Sinceramente, eu não aguentaria viver em um mundo com pessoas iguais a mim. E aquela empolgação que só aquele seu amigo de infância tem e que te motiva também? E o jeitinho dramático de encarar os fatos que aquele seu colega possui? E as brincadeiras que deixam seu dia mais leve porque aquela outra pessoa entrou na sua vida?

Sei lá.

Dia desses, em uma conversa com um desconhecido, reparei que as pessoas pararam de tentar conquistar umas as outras. Todo mundo tem preguiça de dar um passo em frente. Sentamos e esperamos que as coisas aconteçam por conta própria, como uma intervenção divina. Então esquecemos que não é assim que funciona. Acho que já passou da hora de as pessoas entenderem que tudo se baseia em curtir o momento, porque ele não vai voltar, e nenhum outro vai ser igual ao anterior.

Então, se está tocando aquela música chiclete que você odeia, mas sua vontade é de sair cantando por aí, faça um favor a si mesmo: cante! E se a sua vontade é de chegar em alguém e dizer à ela o quanto te cativou, diga. Não se afogue com palavras engasgadas. Não se recuse a fazer alguma coisa porque o outro vai achar ridículo. Se permita viver e ser vivido. Se permita compartilhar momentos de bobeira. Se permita!

Quando paramos de reclamar tanto, as coisas começam a ter mais sentido, sabe?

6 comentários:

  1. Oi querida
    Que texto lindo. A gente tem essa mania de cultivar coisas ruins na gente, né? Ainda bem que não somos plantas, porque se fossemos, não crescíamos não. Lindo de mais seu texto. Estou encantada, de verdade.
    Um beijo de brigadeiro pra ti

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos essa mania mesmo. Nós aprendemos desde cedo que o mundo é um lugar horrível, mas, na verdade, não é bem por aí. Cada um tem aquilo que cativa. Sem mais, sem menos. Fico muito feliz que tenha gostado do texto ♥

      Excluir
  2. Nossa, muito legal! A gente precisa sair do automático, entender que reclamação não é ação, que a gente não se alinha à vida evitando as experiências. Adorei

    Elisa Alecrin ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos mesmo sair do modo automático. Aprender a olhar ao redor, não com desprezo, mas com curiosidade ♥

      Excluir
  3. Você não tem ideia de como o texto fez diferença para mim hoje! Precisava ler algo assim e perceber que a gente só tem o agora mesmo, porque do futuro ninguém sabe. E a gente tem que aproveitar fazendo o que ama :)

    Adorei!

    Beijinhos,
    Liz
    https://lizmakeupx.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que delícia saber dessa contribuição para o teu dia ♥ Não sabemos mesmo o dia de amanhã, acho que precisamos pensar mais nisso, né? Entender que tem muita coisa boa para distribuir.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤