09 abril 2018

Queria ter feito o que queria fazer

É engraçado pensar que tudo acontece na vida por algum motivo, não é? A gente se descabela, chora, desaba, se arrepende, pensa milhões de vezes o que poderia ter feito de diferente. Mas, se tivesse mesmo sido diferente, não estaríamos onde estamos agora. Não seríamos o que somos. Não teríamos aprendido aquela lição dura, porém necessária. E acho que isso vale por qualquer chateação. Vale pelas lágrimas. Vale pelos machucados internos. Vale pelos pensamentos confusos. A verdade é que nem escrevo isso para alguém, mas para mim mesmo. Para lembrar que a vida prega umas peças doloridas, mas que elas nos mostram para que vivemos.
Confesso que tenho tido dias complicados. Tenho estado perdida. Olho para trás e penso "caramba, onde foi que eu errei?". Só que é aí que a vida, o destino ou o que quer que você chame, aparece com algo novo. E esse algo novo nem sempre é positivo, mas ele acaba nos fazendo cair na real. Entender que nunca vamos estar preparados. Seja para decepções, seja para perdas. E para aqueles que sentem demais... Caralho, como é difícil.

Mas tá tudo bem, sabe?

De uma forma ou de outra entendi que a gente não precisa encarar os imprevistos de cara feia. Eles acontecem porque precisávamos entender alguma coisa naquele fatídico momento. Porque precisávamos olhar com carinho para nós mesmos. Porque precisávamos enxergar o outro. Porque precisávamos sentir alguma coisa.

E nisso fico pensando que todas as lições aprendidas vieram de momentos assim. Momentos complicados que eu não fazia ideia do que fazer na época, mas que, hoje, vejo como uma bagagem complexa que carrego comigo. E eu amo essa bagagem, porque nenhum desses aprendizados me fizeram pensar "droga, não deveria ter feito isso". É claro que a gente fala isso na hora, se descontrola, mas é só. Depois passa, e então me dou conta de que deveria ter feito, sim. E, se possível, deveria ter feito com mais intensidade. Deveria ter arriscado mais.

4 comentários:

  1. Me identifiquei muito com este teu texto.
    Ás vezes me vem uma insegurança na hora por ter vivido alguns pequenos momentos. Mas apesar dá pequena vergonha,depois eu penso: "Que bom que fiz isso afinal" Porque só nesses momentos que nós nos arriscamos, é que levamos algum grande aprendizado. Eu quero muito poder fazer mais daqui pra frente. Quero menos arrependimentos, quero viver aquilo que tanto quero, que tanto entendo. - Embora seja meio difícil, pelo fato de nunca estarmos preparados, para aproveitar tão bem, o que a vida de repente, nos dá. Mas a gente tem que tentar ♡
    https://noitecer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente tem muito disso, né? Esquecemos que precisamos arriscar mais e dar mais a cara à tapa. Acho que só assim conseguimos coisas grandiosas ♥ Que bom que gostou e se identificou com o texto, fico muito feliz sabendo disso.

      Excluir
  2. É bem fácil se identificar com seu texto. Todos nós passamos por momentos assim. O grande problema são aqueles que tentam fugir das coisas ruins que nos acontecem. Quer dizer, todo mundo ri e chora, faz parte do viver, de ser humano, assim como somos machucados também iremos machucar e nem sempre isso é intencional. Precisamos aprender a lidar com a dor da mesma forma que sabemos lidar com a felicidade (essa é mais fácil né). Ajuda a seguir em frente ♥
    www.prettythings.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente ♥ Se não nos damos ao luxo de tentar seguir adiante, fica aquele vazio incessante que nada nem ninguém consegue preencher além de nós mesmos. A vida é complicada, mas como escolhemos vivê-la é muito nosso.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤