02 abril 2018

Perdi o jeito ou algo mais

As bolinhas de papel ao redor da minha mesa me dizem que não tenho mais a habilidade de colocar em palavras aquilo que o coração sente. Mas é o turbilhão de pensamentos que me fazem tentar novamente. E de novo. E de novo. E de novo. Até finalmente conseguir tirar da confusão um rascunho sensato que me diga algo. Não que eu não saiba o que estou fazendo, mas ver as palavras no papel me ajudam — ao menos em partes — a organizar as sensações internas. Só que sempre tem algo a mais. Minha mente não para nem por um segundo. E isso me faz perder o foco. Me faz perder a vontade de tentar colocar em ordem o que se mantém uma bagunça.
Para ser sincera, acho que não é somente isso. Talvez tenha a ver com as pessoas, com minhas escolhas, com a vida em si. Talvez não seja o momento de organizar nada. Talvez seja um daqueles momentos em que a gente tira tudo de dentro do guarda roupa e vê o que ainda se encaixa, o que ainda pode continuar ou o que precisa, urgentemente, ser jogado fora. E se quer saber, acho que é a parte mais complicada.

Então eu levanto, pego um café forte e torço para não perder a cabeça.

Tenho feito muito disso ultimamente. Perder a cabeça, digo. Não pela falta de coerência, mas porque a vida não para. Ao final do dia, nunca tenho nada de bom para falar. Foram tantas cenas em sequência que sequer me lembro com detalhes de alguma em específico. E assim elas se tornam uma bola de neve que me engole e me cobre de preocupações. E é por isso que cá estou novamente em frente a uma pilha de papéis amassados. Porque escrever me desafoga.

Talvez assim eu me encontre. Talvez dessa forma seja mais fácil não perder as coisas ou os sentidos ou as pessoas. Talvez escrevendo eu continue descobrindo novas possibilidades, novos sonhos, novas formas de organizar esse armário de lembranças que chamo de vida. Quem sabe assim tudo se encaixe novamente.

22 comentários:

  1. Me vi muito no seu texto, Kelly. É o que estou passando atualmente. Espero que isso passe logo.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há de passar ♥ Escrever sempre dá aquela sensação de paz, não é?

      Excluir
  2. Talvez você sinta falta da sua essência, e ela há de aparecer, mas será preciso parar, lembrar de quem és e viver a vida com mais plenitude. Já passei por isso, você descreve muito bem os momentos em seus textos. Que a escrita te ajuda a se reencontrar como me ajudou :)
    -
    https://suave-pensamento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é isso mesmo. A gente se perde sem querer, mas, quando reencontra, é outra coisa, né? Fico super feliz sabendo que gosta do que escrevo ♥

      Excluir
  3. Amiga você e fera,escreve super bem,adorei seu texto e sabe que também sou assim,me identifiquei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu a leitura e se identificou com o texto ♥

      Excluir
  4. Menina, você não perdeu o jeito coisa nenhuma! Que talento para escrever e colocar em palavras o que você sente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que lindeza ♥ Obrigada pelas palavras.

      Excluir
  5. Primeiramente,amei o post. Me identifico muito na parte em que escrever nos alivia. Durante muito tempo eu descontava os meus sentimentos nas linhas de uma folha ou um papel qualquer. Pra mim,escrever é terapia.

    Parabénsx pelo seu texto que eu amei. Consegui perceber que você colocou pra fora o que realmente está sentindo. Mas não esqueça que são coisas passageiras. Continue depositando seus sentimentos em textos. ♥️ AMEI!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever é quase como fazer uma limpa na alma, não é? Parece que aquele peso gritante sai das nossas costas e tudo fica mais leve, mais fluído. No fim, a escrita tem um poder incrível para aqueles que a praticam de coração ♥ E realmente, tudo passa. Obrigada pelas palavras e pelo carinho, moça.

      Excluir
  6. Muito reflexivo seu texto!! Gostei bastante :)
    Me vi demais nele, principalmente nessa parte “Tenho feito muito disso ultimamente. Perder a cabeça, digo. Não pela falta de coerência, mas porque a vida não para.” ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou do texto, moça ♥ Ótimo saber que se identificou com ele.

      Excluir
  7. É incrível como sempre me identifico com os teus textos. Amei muito esse e veio num momento em que preciso muito reorganizar meus pensamentos, minha vida. Nossa, não aguento mais perder a cabeça! Espero que um dia tudo se encaixe novamente mesmo <3

    Sorria sempre :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É estranho perder a cabeça de vez em quando, mas também faz bem, faz a gente crescer e aprender com as topadas. Tudo vai se encaixar mesmo, de certeza. Sempre há outros dias ♥

      Excluir
  8. Escrever sempre ajuda, mesmo quando a gente não sabe ao certo sobre o que. Terminei um relacionamento dia desses e o que me ajudou foi a escrita, desabafei com meu caderno e com o notebook, me fez muito bem. Infelizmente ou felizmente, sou tipo uma Taylor Swift, términos me deixam inspirada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho disso, sabe? Términos ou afastamentos sempre me inspiram para escrever mais e mais. E isso é muito bom, porque desafogamos na escrita e não pagamos mico falando o que não devemos aiuehiuahe ♥

      Excluir
  9. "Talvez escrevendo eu continue descobrindo novas possibilidades, novos sonhos, novas formas de organizar esse armário de lembranças que chamo de vida. Quem sabe assim tudo se encaixe novamente." Esse trecho resume bem a minha vida, assim com a parte que você fala sobre que talvez a gente precise colocar tudo pra fora e ver o que ainda nos serve em vez de tentar organizar tudo. Parabéns pelo texto me identifiquei muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é sempre válido reorganizar nossas prioridades, né? Em vez de fazermos besteira, conseguimos colocar as ideias no lugar. Isso faz um bem ♥ É igual tirar as roupas paradas do guarda-roupa rs.

      Excluir
  10. Eu ando me sentindo bem perdida ultimamente, alguns fatos aconteceram na minha vida que me deixaram sem saber o que fazer. A vida ainda está em uma bagunça, mas estou tentando organizar e colocar as coisas no lugar. Não tem sido tarefa fácil, mas espero que logo tudo se encaixe.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito complicado quando acabamos de cabeça para baixo, sem fazer ideia de como consertar as coisas, mas deixa te falar: vai dar tudo certo, mesmo que você não veja aquela luzinha no fim do túnel ♥

      Excluir
  11. As vezes é preciso dar uma pausa, não se forçar a tentar descobrir e só deixar as coisas fluírem, pode ser falta de algo que te inspire, e isso pode surgir/voltar do nada quando tu menos esperar.

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito verdade isso. Quando a gente menos espera, as coisas ficam bem novamente e o mundo volta a girar ♥ Resta-nos ter paciência.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤