01 fevereiro 2018

Ação e reação que chama, não é?

Li um comentário dias atrás sobre aquela velha história de que temos exatamente o que cativamos. Isso pode incluir teorias, energias, comportamento, atitudes e inúmeros outros fatores que talvez não caberiam ser explicados aqui. Lembra de O Pequeno Príncipe? Pois é! Contudo, vale lembrar que o fato é verídico. Por exemplo, semana passada, em meio a uma chuva de cobranças no trabalho e uma dor de cabeça insuportável, minha vontade era de jogar tudo para o alto e ir embora. E o resultado? Tudo deu errado. E quando digo tudo, quero dizer que absolutamente tudo foi por água abaixo. Foi como se eu tivesse comido um morango embolorado que já estava estragado há semanas e estivesse vendo tudo meio fora de contexto. 
Se eu gostei disso? Obviamente que não, mas, às vezes, a gente precisa se dar ao luxo de surtar um pouco. O problema, meu bem, é que tudo volta em algum momento. Aquela picuinha que você resolveu contar em um churrasco com os amigos vai te dar o troco um dia. E aquela coisa horrível que você desejou para o coleguinha vai acabar acontecendo com você, queira ou não que isso seja verdade. E sabe o por quê? Porque o universo gosta de pregar essas peças insanas com a gente. Porque a energia que a gente transmite para o outro é a mesma que nos rodeia.

Lembro de ter escutado um conselho quando era mais nova sobre nunca fazer aquilo que não quero que façam comigo. É claro que eu não prestei atenção na época. E é claro que também não coloquei em prática. Mas, veja bem, isso não significa que a gente não possa aprender com os nossos erros, não é? 

Hoje em dia já até criei uma tática pessoal para saber exatamente quem vale a pena, mas, ainda assim, tenho o costume bobo de querer confiar em gente que não vale a Coca-Cola que toma. E sabe de outra coisa? Eu não me importo mais. Simplesmente deixo que o universo faça o seu trabalho. Ora, se eu desejar tudo de ruim que houver no mundo, provavelmente essas coisas vão surgiu no meu caminho, certo? Então faço o contrário: desejo tudo de incrível que a vida proporciona, porque não tem nada mais impactante do que ver uma pessoa feliz num mundo de desgraças.

Quando aquele indivíduo te fizer cara feia, abre um sorriso e segue o baile. Se der certo, ótimo, mas se não der, ao menos você continuará com sua leveza. Tenta julgar menos, reclamar menos, criticar menos, ter menos dias de mau-humor.

Meu bem, a gratidão só te traz coisas boas. Não custa nada tentar!

18 comentários:

  1. Adorei! É bem isso mesmo. Quando a gente muda, o mundo nos acompanha. Essa dica de cativar os outros com bondade e espalhar amor pelo mundo é super válida, pois um dia teremos essa retribuição.
    Bom final de semana!

    O blog está em 'Hiatus de verão' mas o colaborador Layon Yonaller preparou um post interessante sobre os últimos detalhes da TV. Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Por mais que tenhamos experiências negativas a todo instante, são as positivas que nos fazem querer continuar tentando, então, por que não desejar mais coisas boas? Espalhar gentileza por aí é incrível ♥

      Excluir
  2. Exatamente! Eu também já me fechei por ter me magoado e tudo mais, mas quem estava perdendo? Eu mesma! Vale mais doar amor, mesmo que o coração sinta dor, do que doar dor para o mundo que já está cheio disso né... um beijo :*

    https://suave-pensamento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade. A gente precisa aprender a doar aquilo que tem de melhor, independentemente de o mundo exigir o contrário. No fim das contas, o que vale é a intenção ♥

      Excluir
  3. Sabe que aprendi isso recentemente? Antes quando uma pessoa me fazia o mal eu ficava p da vida, mas graças a Deus consegui ser mais leve. Hoje em dia quando vem falar que fulano falou isso de mim, ou ciclano fez algo de ruim para me atingir, é obvio que eu fico chateada, mas eu não ligo, deixo pra lá e sigo vivendo minha vida e tentando resolver os problemas que a vida me dá, é sempre bom lembrar: fruta podre caí sozinha.
    Amei o seu texto <3

    VIENA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha vó sempre dizia isso rs. A gente, de vez em quando, fica com aquele sentimento de que poderia estar melhor e que a grama do vizinho é mais verde, mas, cá entre nós, não existe nada disso. Precisamos dar aquilo que queremos receber ♥ Fico feliz que tenha gostado do texto.

      Excluir
  4. Tem uma passagem na Bíblia muito forte que fala sobre essa sua observação.

    Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.
    (Mateus 7:2)

    Gente, não é conto da carochinha. É simplesmente a lei da semeadura. Aquilo que a gente planta( bom ou ruim), a gente acaba colhendo sim. Nenhum pensamento mora de graça na nossa mente. Eles levam à sentimentos, que levam à decisões, que levam à ações, que levam à destinos.

    A melhor maneira de garantir bons frutos é plantando boas sementes, e nada melhor que a água da gratidão para regar nosso jardim.

    Ótimo texto!
    Beijos!

    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é bem verdade, moça. A gente não pensa muito nisso quando tomamos nossas atitudes, mas aí acontece a mesma coisa e aí que nos damos conta do quanto o universo conspira. Tudo que plantamos, colhemos um dia, queiramos isso ou não.

      E sobre a gratidão, essa é essencial. Sem ela, o que somos, não é mesmo?
      Obrigada pelas palavras ♥

      Excluir
  5. PISA MENOS
    AAAAH, VOCÊ ESCREVE DEMAIS!!!!
    Eu também acredito que tudo o que fazemos volta em algum momento para nós. Então, vamos esbanjar amor por aí, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que lindeza ♥ Tudo volta, com certeza. Vai de cada um espalhar aquilo que quer para si, não é?

      Excluir
  6. Amei o texto! A lei da atração é real, carma existe, tudo que desejamos ou fazemos para os outros volta pra nós, sempre! E é um aprendizado diário parar de falar coisas ruins, pensar coisas ruins, não desejar coisas ruins. Por isso temos que nos esforçar sempre em pensar coisas boas, emanar energia positiva. Não é fácil, mas vale a pena. Você falou em gratidão no final, e tem uma frase que eu levo pra vida: "agradecer é a arte de atrair coisas boas". Adorei ler seu texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou da leitura e da reflexão ♥ Muita gente acha bobagem essa coisa de karma, né? Mas todo dia percebo o peso dele e o quanto ele é real. Costumamos ignorar e fingir que não é isso, mas, lá no fundinho, sabemos exatamente o que praticamos e o que nos resta receber de volta.

      Excluir
  7. Goostei do texto pois na vida tudo reflete naquilo que plantamos hoje recebemos amanhã.
    www.robsondemorais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo ♥ A vida, de fato, é uma roda gigante, uma hora estamos por cima, na outra estamos por baixo. Não dá para cultivar somente coisas ruins.

      Excluir
  8. Sempre tive comigo que gratidão só atrai gratidão e como diz meus pais "pensar positivo sempre". Adorei o seu texto, é uma reflexão muito válida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico bem feliz por saber que gostou ♥ Acho que esse mantra é muito sábio e verdadeiro. A gente atrai aquilo que cultiva, sempre.

      Excluir
  9. Adorei o fato de você dizer que podemos surtar de vez em quando! As vezes sinto que rola uma pressão de que temos que sempre nos sentir bem com tudo. Mas a vida é dificil, né. Porém ser grato realmente nos traz as melhores coisas da vida.

    Sorria sempre :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente precisa — mesmo — surtar de vez em quando. Não é como se a vida fosse uma grande realização de coisas boas e positivas. Tem muita ruindade e energias negativas por aí. Precisamos colocar para fora isso também ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤