07 setembro 2017

Imperfeitos, de Cecelia Ahern

No final do ano passado, recebi uma caixa com alguns livros que a editora mandou de presente para os parceiros, o que incluía este livro. Admito que, em um primeiro momento, não me simpatizei muito com ele ou com a história, já que as distopias atuais andam com o mesmo contexto, mas acabei cativada pela personagem principal. Senti que a Cecelia quis sair do comum e conseguiu com perfeição. Ela abordou a história de maneira intensa, trazendo o leitor para o mundo dos personagens. Pude sentir as marcas, as dores e o peso que a sociedade pode ter perante os indivíduos. Tive raiva, chorei e me coloquei na pele da Celestine, o que foi angustiante, mas serviu como um resumo completo do que estamos vivendo atualmente.
Celestine é uma adolescente comum, tem um namorado incrível, pais amorosos e uma irmã não muito fã da sua existência perfeita. Sabendo de todas as regras da sociedade em que vive, e sendo namorada do filho do juiz Crevan, ela passa seus dias em linha reta. Sua irmã, por outro lado, é totalmente contrária as regras da qual as famílias são submetidas, levantando a voz quando necessário e negando aquilo que acredita estar errado. No entanto, não é ela quem ajuda um imperfeito que está passando mal dentro de um ônibus. Os imperfeitos não podem ser ajudados, não podem ser amados, ninguém pode sentir compaixão por suas vidas, mas Celestine sentiu.

Título: Imperfeitos
Autor: Cecelia Ahern
Páginas: 320 páginas
Editora: Novo Conceito
Celestine North vive em uma sociedade que rejeita a imperfeição. Todos aqueles que praticam algum ato julgado como errado são marcados para sempre, rechaçados da comunidade. São seres não merecedores de compaixão. Por isso, Celestine procura viver uma vida perfeita. Ela é um exemplo de filha e de irmã, é uma aluna excepcional e namora Art Crevan, filho da autoridade máxima da cidade, o juiz Crevan. Em meio a essa vida perfeita, um dia quando está a caminho da escola, Celestine se encontra em uma situação incomum, que a faz tomar uma decisão instintiva. Ela faz uma escolha que pode mudar o seu futuro e o das pessoas ao seu redor.
Seu dia tinha tudo para ser perfeito, mas a imperfeição a abraçou. De uma hora para outra, o dia maravilhoso na escola e os planos com Art ficaram em segundo plano. Ela é levada ao tribunal, é julgada, vira notícia em todos os lugares. Sua perfeição é quebrada quando seus sentimentos falam mais alto do que a racionalidade. Todos os preceitos que lhe foram ensinados passam a não ter valor perto da situação da qual está envolvida, afinal, para ela, deixar que um senhor de idade que está passando muito mal seja ignorado e pisoteado pelas outras pessoas é um erro imenso. Seu coração não é tão duro para praticar um ato como esse. Ela precisava fazer alguma coisa, e fez. 

Mas ser um imperfeito é inevitável. Celestine não só é marcada a ferro com o I que a tirará inúmeros privilégios, como também bate o recorde de marcações. O juiz Crevan, indignado e exaltado pelas atitudes da garota, se revela um grande manipulador. As mídias se dividem entre a verdade e a expectativa de uma sociedade seduzida pelo poder. No entanto, Crevan possui uma realidade absoluta, enquanto que Celestine carrega em si as marcas de uma sociedade desfalcada e fora do controle.
Imperfeitos virou um dos meus livros preferidos. Sei que sou facilmente cativada por novas histórias, mas a Cecelia fez um trabalho excepcional. Sua escrita é leve e pesada ao mesmo tempo, descrevendo detalhes sórdidos que fazem o leitor sentir cada sensação narrada. Os personagens são marcantes e inesperados, indo de encontro a surpresas que provavelmente não são imaginadas. Ainda assim, conseguem explorar o melhor de suas próprias características, deliciando o leitor com momentos sensacionais. Sabe aquela coisa que acontece quando lemos algo forte que mexe com nossos sentidos? Tive inúmeros delírios com o passar dos capítulos.

A diagramação também ficou incrível. A capa é linda e tem um detalhe super importante, que é a marcação. As folhas são amareladas, há espaçamento suficiente e os capítulos são pequenos, fazendo com que o ritmo de leitura seja maior, apesar das trezentas páginas. Seu único ponto negativo é a continuação. Eu não sei ao certo se é uma série, uma trilogia ou apenas dois livros, já que não encontrei informações concretas sobre o assunto, mas sei que o segundo livro já está sendo escrito e é provável que venha para o Brasil daqui um tempo. Sinceramente? Espero que chegue logo, porque é muita crueldade ficar com a história pela metade.
Quanto ao contexto em que a obra está inserida, posso afirmar que é um grande "tapa na cara". Nós vivemos, atualmente, em uma sociedade em que as diferenças estão começando a ser aceitas, no entanto, ainda existe uma parcela gigantesca da população que não entende essas mudanças. Aqueles indivíduos que vão contra o governo ou qualquer tipo de regra autoritária ou religiosa, por exemplo, são considerados como os imperfeitos da história. Ninguém tem voz. Somos fantoches manipulados por pessoas poderosas que só desejam mais. A mídia, principalmente, controla as opiniões da sociedade e coloca as pessoas umas contra as outras por diversão e audiência.

Eu não só acredito que este livro seja um exemplo digno daquilo que estamos vendo pelo mundo, como também é de uma realidade próxima. As distopias da qual estamos acostumados gira em torno de mundos pós-apocalípticos, mas aqui não existe isso. O fim é a própria sociedade. E não sei ao certo se me agarrei tanto a história por conta disso ou de tantos outros motivos, mas confesso que fiquei fascinada. É um livro que recomendaria de olhos fechados, mesmo sabendo que inúmeros indivíduos farão questão de colocar pontos negativos.

26 comentários:

  1. Eu gostei tanto desse livro que não vejo a hora de sair o segundo.
    Porém a editora enrola TANTO que quando sai a gente já até esqueceu da história haiuhaiuhaiuhaiuha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é pura verdade aiuheiuah. Eu não faço ideia de quando será lançado o segundo, mas confesso que minhas expectativas estão indo lá no alto com a demora ♥

      Excluir
  2. Que resenha bem detalhada, enlaçada e com gostinho que atiça o devorar. Quantas quebras fundamentais de estereótipos e das errôneas noções de padrões. Fiquei encantada pela forma metáfora e repleta de entrelinhas críticas que a obra parece abordar tantas problemáticas importantes para discussões e mergulhos de autoconhecimento e de visão dos entornos. Creio que todas as distopias que já li, servem como metáforas para reflexões sobre o que já temos nas nossas portas e pés, mas é uma delícia observar uma forma ainda mais singular de ter tal tratamento e críticas diferenciadas em meio a uma conjunção de entregas e abordagens intensas. Fiquei louca para conferir!

    semquases.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Por mais que seja uma ficção, a distopia anda se assemelhando muito ao real, ao que estamos vivendo atualmente, então nada no livro me parece distante. Eu também aprendi muito com as distopias que li, todas me renderam reflexões super importantes, sejam elas pessoas, sociais ou políticas. Espero que possa ler esta também e que absorva cada palavrinha ♥

      Excluir
  3. Menina do céu, acabei de inserir na minha wislist do Skoob! Eu amooooo distopias, e sim, normalmente elas têm o mesmo contexto, mas quando nos cativamos por algum personagemm.. aii <3 Adorei a tua resenha, muito completaaaa!
    Apaixonada pelo teu bloog!! <3
    Muitos beeijos, Morgana PZK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que delícia ler seu comentário ♥ Imperfeitos é uma distopia bem diferente do que eu imaginava, e isso fez com que meu amor pelos personagens e pela história fosse além.

      Excluir
  4. Não conhecia a autora, adorei a sinopse e sim concordo totalmente com contigo, remete-nos para a sociedade actual que não aceita as diferenças, julgando quem é diferente ou fora dos padrões ditos "normais". Obrigado pela dica :)

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu a indicação ♥ É bem bacana quando a gente percebe essa semelhança entre a história de ficção e o real, não é? Seria uma pena que fosse com relação a algo tão negativo.

      Excluir
  5. Há muito tempo ouvia falar sobre a autora Cecelia Ahern mas nunca peguei firme para ler um de seus livros, esse me deixou bem intrigada, vou colocar na wishlist, ótima resenha !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste da leitura e que consiga conhecer os personagens e a história em breve ♥ A autora tem uma escrita ótima.

      Excluir
  6. Verdade, vivemos em um mundo cheio de manipulações.
    Parece uma leitura intensa, pois com você falou, a autora descreve bem os detalhes.
    Eu gosto de livros que não contam histórias simplesmente, mas deixam uma reflexão.
    Ultimamente estou mais na ficção, estou lendo A breve segunda vida de Bree Tunne da Stephenie Meyer, bem nostálgica, rs.
    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A breve segunda vida de Bree Tunner é de Crepúsculo, né? Eu não gostei tanto da história, mas também senti essa coisa nostálgica, que deixa certa reflexão no final ♥ Aliás, sou suspeita para falar, já que amo a série rs.

      Excluir
  7. Oi Kelly, tudo bem? Sempre fico encantada com suas resenhas. Você traz uma visão tão real e humana das histórias que dá vontade de ler todos. Acredito que essa distopia não ocorre somente nos livros em nosso meio há aqueles que são a favor do sistema e os rebeldes que nunca estão contentes ou satisfeitos com nossa sociedade. Nunca li nenhum livro da autora mas gostei da indicação. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora é incrível, os três livros que li dela só me restaram elogios, principalmente pela escrita envolvente ♥ Imperfeitos traz uma reflexão muito intensa e bacana, que, aliás, todos deveríamos ler para aprender determinadas coisas, como o valor da empatia. Espero que possa ler em breve e que goste tanto quanto eu.

      Excluir
  8. Sempre que vejo alguma resenha de livros faço questão de destacar que sou bem preguiçosa para leitura, mas postagens como a sua sempre despertam meu interesse, porque é muito legal conhecer pontos de vista diversos. Se ficou fascinada, já confio e fico curiosa!
    Beijo
    Blog Criativíssimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria dar uma chance a leitura, sabe? Por mais que tenha preguiça de ler um livro mais grosso, ou o simples ato da leitura, começa com histórias que talvez você goste, que te agradam logo de cara ♥

      Excluir
  9. Uau! Só a resenha já me prendeu, fiquei muito interessada em viajar nessa estória.
    Beijo

    www.universomacherie.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu, tomara que possa ler logo ♥

      Excluir
  10. Wow! Adorei sua resenha! Já vi muito esse livro por aí, mas agora foi a primeira vez que li uma resenha sobre. Confesso que me chamou MUITO a atenção. Fiquei com muita vontade de ler mesmo. Parabéns pelo post.
    By: atravesdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, viu? ♥ Fico bem contente em saber que gostou e que a história te chamou atenção, ela vale a pena ser lida e relida rs.

      Excluir
  11. Kelly, quanto amor.
    Fico super feliz em visitar seu blog, seus posts e conteúdos são ótimos, já te disse muito isso haha
    Adorei sua resenha e a forma que a desenvolveu, realmente esse livro chamou muito minha atenção. Quero ler! <3
    Obrigado por compartilha sua opinião conosco, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que delícia saber disso, moço ♥ O livro é sensacional, vale a pena dar uma chance, mesmo que pareça ser mais do mesmo. Ele é surpreendente.

      Excluir
  12. Adorei a resenha! Não conhecia a autora, mas fiquei bem curiosa para ler!!!
    Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. EITA RESENHA hahaah Eu nunca tinha visto esse livro e me interessei pelo fato de estar relacionado com a sociedade que temos.
    http://kombichic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muita relação, e é ótimo que conseguimos refletir sobre o que estamos vivendo atualmente ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤