22 agosto 2017

Sobre a vida adulta e mousse de maracujá

Reparou que o blog anda um tanto quanto paradinho nas últimas semanas? Também faz quase um mês que não consigo atualizar minhas próprias redes sociais, principalmente o Instagram, lugar onde em constantemente dava sinal de vida, mesmo que a realidade estivesse um caos. A academia foi por água abaixo há duas semanas, quando percebi que precisava deixar alguma coisa de lado. Os livros das editoras também estão acumulando, mas ontem mesmo fiz uma planilha (aprendi a amar essa coisa!) com todos os títulos que preciso ler e resenhar até o final do ano. Quanto ao meu emprego, para ser sincera, só tenho pensamentos ruins ultimamente, então talvez seja melhor nem mencioná-lo. Mas há um ladinho positivo nisso tudo: aprendi a fazer mousse de maracujá.
Eu definitivamente comecei esse semestre com o pé esquerdo. Faz semanas que minha saúde mandou um beijo e resolveu tirar férias, juntamente com meu bom humor, que deu lugar à vontade incessável de jogar tudo para cima e dormir pelo resto do ano. É claro que a vida não permite esse tipo de atitude, então ando tentando levar como posso, torcendo para ter sanidade mental suficiente.

Na faculdade, por exemplo, meu plano de fazer a monografia separada das outras disciplinas no semestre que vem se tornou uma doce ilusão, já que precisei organizar minha grade conforme as matérias disponibilizadas. Sendo assim, cá estou eu tentando achar um tema bacana para escrever, rezando para que a primeira entrega esteja certa e que a minha orientadora me dê uma luz. Já procurei referências e até tenho algumas ideias em mente, mas tenho ficado bem ansiosa com os prazos e não sei se vou conseguir dar conta de todos os tópicos.

Com a preocupação e o tempo escasso, minha imunidade resolveu que era o momento certo de me informar que eu estava passando dos limites. Já estou indo para a quinta caixa de antibiótico e não vejo melhora alguma. Como vou resolver isso? Não faço ideia, mas é justamente por esse motivo que me afastei um pouco das redes sociais e até aqui do blog. Como sei que preciso me cuidar ao máximo para não piorar o quadro, tenho me isolado quando os dias permitem para não enlouquecer por completo.

Aliás, o clima na empresa em que trabalho anda de mal a pior. Há dias que venho para casa com a sensação de estar fazendo a coisa errada, com as pessoas erradas, em um serviço que não explora em nada o meu potencial. Muita coisa mudou desde que fui contratada. Aquela imagem bonita que eu tinha da empresa em si e das pessoas que lá trabalham foram se transformando entre reuniões e atrasos de entrega. Hoje, só consigo enxergar indivíduos automáticos que passam um por cima dos outros.

Mas sabe de uma coisa? Sempre fui o tipo de pessoa que gosta de enxergar aquela luz no fim do túnel, e vivo fazendo isso toda vez que algo dá errado. Na minha situação atual, por exemplo, enquanto fiquei de molho em casa procurando coisas para fazer, meu irmão me apareceu com uma receita diferente de como fazer um mousse de maracujá cremoso. Eu estava mesmo falando sério sobre o mousse. Há anos tento entender como fazer essa sobremesa sem deixar ela muito ácida ou muito dura por conta da gelatina. E não é que a bendita receita deu certo? Meu mousse ficou lindo. 

Talvez eu procure uma receita de caipirinha para aproveitar os azedos da vida.

26 comentários:

  1. Aquele texto que apesar de diferente da minha realidade me retratou em muita coisa. Estou um caos, imunidade baixa desde que entrei na faculdade (ano passado), hoje inclusive estou um bagaço hahaha. Desejo melhoras para você e que tudo se acerte!! Não sou muito fã de mousse de maracujá, mas fico feliz em saber que em meio a coisas ruins a vida te proporcionou algo bom. Ah, boa monografia <3

    Beijos,
    www.verifiqueapagina.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que acaba sendo um sentimento coletivo, né? Por mais que a gente esteja em um momento bom, sempre acontece alguma que nos coloca no chão. Espero que você também melhore quanto a sua saúde ♥ Obrigada pelas palavras de carinho.

      Excluir
  2. Oi, Moça.
    Eita que desabafo compartilhado. Estou com o mesmo sentimento em relação ao meu trabalho desde que voltei de licença maternidade, não tem um dia que não sinto aquela sensação de que estou desperdiçando meu tempo e minha inteligência em um lugar que nunca irá me oferecer oportunidade de crescimento, mas estou naquela "aguenta mais um pouco, toma mais um café" e prático esse pensamento toda vez que levanto.
    Sobre sua saúde, sinto muito. Não tem coisa pior que ficar doente, espero que melhore em breve.
    Um beijo e um abraço apertado ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até tento pensar assim, mas sabe quando você tem a certeza de que poderia estar fazendo algo melhor? Tem dias que saio do expediente com vontade de sumir, irritada e com uma ansiedade fora do normal. Acho que a partir do momento que afeta teu psicológico, é melhor dar um jeito ou dar boas-vindas a mudanças. Mas enfim, espero que consiga se ver de forma melhor no serviço ♥
      Obrigada pelo carinho.

      Excluir
  3. amo mousse de maracujá, não tanto quanto de chocolate, mas faz parte haah
    a vida é assim mesmo, ela nos enche de expectativa e depois simplesmente tira o tapete dos nosso pés, te desejo sorte no seu trabalho tomara que as coisas fiquem melhores

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo até mais do que de chocolate aiuhhiue ♥ Obrigada pelo incentivo, no fim das contas, tudo se ajeita, de um jeito ou de outro rs.

      Excluir
  4. AMO mousse de maracujá,mais que de chocolate, acredita? Aliás, foi o doce primordial no meu chá de panela (ai, deu saudade).
    Tenha calma e fé, pois tudo sempre se ajeita. Engana-se quem acha que entrar pra faculdade é que é difícil.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mousse de maracujá é uma delícia rs ♥♥ Que bom saber que essa sobremesa se tornou destaque no seu chá.
      Vai dar tudo certo sim!

      Excluir
  5. ''Talvez eu procure uma receita de caipirinha para aproveitar os azedos da vida.''

    Essa é totalmente uma frase que eu poderia dizer no momento.
    Minha vida anda bastante caótica também e eu me identifiquei real com seu desabafo. Tem horas que apenas precisamos fazê-lo.
    Fique firme. A nuvem negra passa e dias melhores virão. Enquanto isso é uma droga mesmo, eu sei. Mas cê pode começar tentando se cobrar ou se exigir um pouco menos a cada dia e se propor a fazer algumas coisas novas, tais quais o pudim. Se der certo, vira sobremesa. Se der errado, história.

    =)

    Baú de Canto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que um papel em branco é sempre mais amigo do que guardar esse tipo de coisa, né? Às vezes desabafar deixa o coração mais levinho, mais aberto para novas experiências. Tenho a certeza de que, no fim das contas, tudo vai dar certo, mas é mesmo uma droga ter de passar por esses momentos de montanha russa.

      Adorei isso aqui: "Se der certo, vira sobremesa. Se der errado, história", vou levar pra vida ♥

      Excluir
  6. Já passei por muito caos e se afastar realmente é uma das melhores opções. Te desejo dias melhores e mais receitas para aprender, rs. Amo tudo que é de maracujá e mousse tem um espaço enorme no meu coração, mas eu faço sem gelatina...

    Um beijo enorme ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dias melhores sempre virão, seja agora ou depois, mas que seja justamente quando mais precisamos ♥ Essa receita que aprendi também foi sem a gelatina, acho que ela que estava estragando tudo aieuaieh.

      Excluir
  7. Gostei tanto da forma como você escreveu esse texto, é como se você tivesse conversando comigo e me dizendo como tá a sua vida atualmente.
    Sabe, eu sei como é se sentir assim no ambiente de trabalho, eu ainda tô procurando um outro lugar porque essa sensação que você falou me adoeceu. Mas por enquanto tô aqui. Sinto falta do meu tempo, sabe? Pra dedicar às coisas que eu gosto. Isso o dinheiro não paga.
    Eu ficaria exatamente como você se aprendesse uma receita que queria muito assim hahaha
    Sobre o TCC, tenta relaxar. Realmente não é fácil, é desgastante demais, físico e emocionalmente, mas ele acaba. Então pensa que logo, logo você defende e se livra!
    Boa sorte e não esquece de respirar!

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia saber disso, dessa aproximação e identificação ♥ Também sinto muita falta do meu tempo, de fazer as coisas que gosto de fazer e me arriscar em outras que nem mesmo conheço. A gente passa tanto tempo dentro de quatro paredes, na frente de um computador cheio de planilhas que me dá nos nervos rs. Também tô aguentando por enquanto, mas não sei até que ponto consigo ir.
      Aprender receitas novas é amor na certa ♥
      E sim, sei que a monografia logo vai passar, mas a sensação de desespero é normal, né? Não tem como fugir muito disso, infelizmente.

      Excluir
  8. Kelly, a saúde estará sempre em primeiro lugar e o melhor mesmo é dar atenção para ela. Nada que uma mousse de maracujá não resolva, não é mesmo?
    Tens de nos dar a receita também!
    As melhoras e espero que fique tudo bem contigo. Beijo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou dar a receita assim que puder, prometo rs ♥ Saúde realmente vem sempre em primeiro lugar, e vale a pena relaxar um pouco. Vai dar tudo certo.

      Excluir
  9. Que bom que o mousse deu certo! Nossa, super me identifiquei com esse seu desabafo. Muitas vezes acabo me afastando do que gosto (como o meu blog) por conta das correrias da vida. E é um saco quando a gente nem tem certeza sobre o caminho que está seguindo! Mas um dia a gente encontra um sentido, espero.Boa sorte pra você!

    sorria sempre :)
    www.malusilva.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que sentido mesmo a gente nunca vai encontrar, mas pelo menos temos essa esperança, né? Às vezes fico pensando que não vale a pena deixar de lado as coisas que gostamos quando aquilo que nos irrita ou adoece é foco. Sei lá, viu? rs.

      Excluir
  10. Mousse de maracujá é vida. Me casaria com um! hahaha brincadeira!
    Mas quanto em relação a planilha, me dê uma dica de como fazê-la porque estou precisando urgente!
    Tem dias que as coisas parecem não andar (ou desandam mesmo). Acho que estou vivendo essa vibe. Porém, a esperança não morre, um dia a luz vêm!
    Beijo

    Thaís, Coração de Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem não, né? Se fosse uma pessoa, certamente que eu casaria aiuehiahue ♥ Tudo há de se acertar em algum momento. Quanto a planilha de livros, eu costumo listar todos os que recebi ou tenho para ler e ir anotando do lado aqueles que já conclui a leitura, fazendo um resuminho breve da história. Tem me ajudado muito.

      Excluir
  11. Oi Kelly, tudo bem? Fiquei sem palavras ao ler seu post. Você é sempre tão animada, tão pra cima, mesmo que aconteçam algumas coisas que tirem seu foco é preciso respirar fundo e colocar a vida nos trilhos novamente. De vez em quando me sinto perdida com tantos afazeres e com o frio na barriga de não conseguir dar conta, mas ai vou à praia, tomo um sorvete e volto com mais ânimo. Em meio a tantas coisas que estão acontecendo lembrei de você e te indiquei nesse dia tão especial: BlogDay. Espero que sinta-se feliz, pelo menos um pouquinho. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, é sempre uma delícia ler coisas boas sobre a gente ou simplesmente ser lembrada de alguma forma, então saiba que sim, eu já fiquei um pouquinho mais feliz ♥♥ Realmente, às vezes acontecem coisas inexplicáveis que não sabemos como contornar, mas um belo sorvete ajuda muito rs.

      Excluir
  12. "Há dias que venho para casa com a sensação de estar fazendo a coisa errada, com as pessoas erradas, em um serviço que não explora em nada o meu potencial." Sei como é, me sinto MUITO assim, mais do que deveria. Não vou nem me aprofundar nisso pro meu comentário não virar um desabafo, hauha.
    Amei demais o seu texto, gosto de textos que retratam a rotina das pessoas, seus altos e baixos... Mousse de maracujá é o máximo!! Se quer uma dica, aprenda a fazer um novo tipo de bolo, bolo é tudo de bom, né?! Minha última felicidade instantânea foi fazer uma sopa super comestível pra mim e pro meu marido - comemos sopa o mês inteiro.

    Beijinhos, adorei MESMO o texto! <3

    www.floresdeoutono.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro desabafos, não fique com medo de se soltar nos próximos comentários rs. Sempre me identifico com as pessoas por conta de momentos assim ♥ Mas é muito ruim quando estamos focadas em algo e vemos que aquilo não é legal, não tem retorno. Eu adorei a ideia da sopa pro resto da vida aiuheiuahe, acho muito válido encontrar receitinhas novas.

      Excluir
  13. MENINA, QUE AMOR DE TEXTO! Juro que eu me senti sua melhor amiga agora!
    Eu acho super importante e válido o que você fez de se afastar um pouco das redes e do blog, e se precisar, faz mais mesmo!! A nossa vida é tão corrida, né? Às vezes nós ficamos pilhadas, com mil coisas para fazer, que nos desgastamos tanto e acabamos comprometendo nossa própria saúde! Desejo melhoras pra você!!
    Também estou mandando energia positiva para que no seu trabalho as coisas fiquem melhores.
    E seu mousse deve ter ficado uma delícia <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mousse ficou o máximo, prometo que trago a receita aqui no blog ♥ Fico bem feliz que tenha gostado do texto e se identificado. A vida é mesmo uma correria e a gente precisa dar um tempo de vez em quando, mesmo que seja algo singelo, como mudar um pouco a rotina ou sair das redes.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤