03 agosto 2017

Dos laços líquidos que criamos

Às vezes, é estranho pensar no quanto somos rasos e breves. Criamos laços tão frouxos que ninguém mais se importa de verdade. Mas então me lembro das palavras de Bauman, em que ele fala sobre os tempos líquidos, quando nada é para durar. Na verdade, para ser sincera, não sei ao certo se um dia vou aprender a conviver com isso. Eu não sei ser um meio termo quando se trata de sentimentos intensos. Acho que sou um tanto quanto antiquada nesse quesito. Sabe o porquê de eu amar tantos os romances de época? Eles carregam esse descontrole que só um sentimento é capaz de fazer com o ser humano. E como é gostoso vivenciar isso.
A gente tem essa mania boba de querer estar livre o tempo inteiro, sem se prender a algo que possa virar uma consequência desastrosa. Em contrapartida, também queremos amparo, colo e atenção constantes, considerando que somos seres de afetos e precisamos nos sentir protegidos e amados a todo momento. É muito complicado, não é? Quem em sã consciência vai, um dia, entender essa complexidade da vida? O fato é que nos apegamos, sim. Nos apegamos a quem nos convém, assim como praticamos o desamor quando o outro não vai muito bem.

Vivemos tempos líquidos, e até o coração se tornou flexível.

Já pensou em tentar manter uma amizade mesmo que à distância? Já tentou continuar conversando com aquela pessoa que era o grande amor da sua vida, mas, no fim das contas, não deu certo? Já pensou na possibilidade de construir relações mais intensas, talvez com pessoas inimagináveis? De vez em quando encontro algumas histórias engraçadas, como a de um cara que conheceu o melhor amigo no ponto de ônibus, ou de uma garota mal humorada que deu de cara com sua alma gêmea quando pediu um café na cafeteria preferida.

Precisamos aprender a dar uma chance aos laços humanos.

Talvez algum nos surpreenda.

30 comentários:

  1. eu sou muito assim, sempre mantenho as pessoas perto mesmo longe, quanto mais amor me envolvendo assim!

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também penso dessa forma. Acho que, quanto mais distribuímos amor por aí, mais o mundo se transforma ♥

      Excluir
  2. Oi, Kelly.
    Aí que saudade de passar por aqui.
    E que texto cheio de verdades, hoje em dia é raro aqueles que tem coragem de se entregarem mesmo quando não tem certeza se irá acontecer algo de bom.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cami ♥ A gente precisa aprender a não focar tanto nas coisas ruins, né? Tem muita coisa boa envolvida nos momentos. Alguns até de surpresa.

      Excluir
  3. adorei o texto, infelizmente essa é a nossa atual geração, nos tornamos descartáveis tão fáceis
    https://dose-of-poetry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, nos tornamos pessoas descartáveis e descartadores também. Não há nada que impeça isso.

      Excluir
  4. Eu sou assim. Sempre tento manter minhas relações, até mesmo quando elas não me fazem bem , e isso me prejudica um pouco , mas não quero mudar ( desde que isso não me faça passar por situações realmente drásticas , como já aconteceu uma vez). Como você disse, talvez possamos nos surpreender, então gosto de continuar acreditando.

    Belo texto <3

    letologia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que, mesmo aquelas relações que não nos fazem bem, de certa forma, nos fazem pessoas melhores, mais maduras. A gente acaba abrindo um leque de conhecimento, e isso é lindo ♥ Obrigada, moça.

      Excluir
  5. Lindo texto, e parece que caiu como uma luva pra mim, estou passando por um momento tenso, conheci uma pessoa muito especial porém um pouco diferente de mim e as vezes parece que deixá-la para sempre seria muito mais cômodo, ao mesmo tempo sinto que não seria feliz sem ela...
    Enfim, beijos e sucesso!!
    https://bel-somostaojovens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tudo é uma questão de equilíbrio, sabe? Nem sempre vamos ser felizes com uma pessoa que é igual a nós ou que pensa da mesma forma, mas também não significa que alguém completamente diferente vá nos fazer um pouco melhor. Se a pessoa te faz bem e você à ela, não tenha receio ♥

      Excluir
  6. Hoje em dia é tudo tão volátil inclusive as relações humanas... É difícil encontrar alguém que realmente fique na nossa vida, né? E que principalmente, se importe o bastante para conseguir se entregar, hoje tudo é tão engessado.
    Beijos ♡
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tudo muito padronizado, infelizmente. Nem sempre conseguimos ser maleáveis, mas também é necessário tentar ao máximo ♥ É uma pena que poucos pensem dessa forma.

      Excluir
  7. Lindo Kelly! Amei a reflexão
    É exatamente isso sabe, a humanidade caminha rumo a evolução tecnológica e todo aquele blábláblá que conhecemos. O que não podemos é nos perder em meio a toda essa evolução. Não podemos perder a graça da vida, que está exatamente nisso, no simples, que alegra o coração. <3 um beijo, sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos ter essa noção de simplicidade em mente, né? Por mais que o mundo evolua e que a tecnologia tome conta das nossas vidas, algo deve ser feito quanto a falta de contato. Temos que ter mais olhos nos olhos ♥

      Excluir
  8. Adorei o seu post e a ligação com a modernidade liquida do Bauman. Fala muito sobre a realidade desses tempos de hoje!

    sorria sempre :)
    www.malusilva.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A realidade de hoje é um mistério rs. Somos movidos pelo automático e não nos damos conta disso, infelizmente.

      Excluir
  9. Eu acredito que não só os tempos atuais são líquidos, mas que a efemeridade acompanha o ser humano desde sempre. Nada é feito pra durar, infelizmente, mas tem o tempo necessário para ser infinito. Amei o texto ♥

    Café, Vodka e Literatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tempo para ser infinito existe, sim, mas as pessoas não se importam muito com isso, infelizmente. Nada mais é feito para ultrapassar os limites. Enfim, fico bem feliz que tenha gostado do texto ♥

      Excluir
  10. Adorei o texto! E vivo falando que parece que nasci em época errada. Hoje em dia é tudo tão descartável que são raras as pessoas que realmente se importam com as relações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo, exatamente tudo é feito para descartar. Seja algo material ou nossas próprias relações. Uma vez que o mundo está constantemente mudando, é complicado se manter estável, mas há pessoas que conseguem e as admiro ♥

      Excluir
  11. Você escreve muito bem. Parabéns! Adorei o texto e reflete muito o que penso, sabe? Me dói muito pensar nas amizades e pessoas que passam na vida, ou daqueles que não dão valor à amizade ou amor. Não é todo mundo que pensa assim, e por isso costumava muito quebrar a cara. Hoje tento ser mais forte, mas meu coração ainda se importa muito com as relações.

    www.soltavoz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom que seu coração ainda se importe com as relações que cria, sabe? Em tempos que ninguém olha mais nos olhos, sentir esse amor, esse sentimento bonito pelo próximo é incrível ♥

      Excluir
  12. Nossa!! Seu texto está lindooo!!!
    Tudo tem um fim, tudo tem seu tempo, basta a gente aproveitar cada minuto para que se torne infinito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tudo tem um fim somente quando a gente não aprende a manter aquilo que realmente importa. Por mais que saibamos das mudanças e dos tempos líquidos, nunca é tarde para tentar outro caminho ♥

      Excluir
  13. Teu texto me fez pensar essa nova realidade que a cada dia se torna mais fixa, e apesar disso a gente quase não fala sobre ela. Quando você diz "O fato é que nos apegamos, sim. Nos apegamos a quem nos convém, assim como praticamos o desamor quando o outro não vai muito bem" é uma verdade muitas vezes criticamos que pratica tal ação, mas sem nos darmos contas não fazermos diferente. Ótima reflexão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nossa realidade não tem nada de fixa. Tudo muda o tempo inteiro, sempre de forma bruta e inegável. Não temos a oportunidade de pensar o contrário ou de tentar mudar esse choque do que é real. Enfim, é um assunto complexo rs ♥

      Excluir
  14. Oi Kelly, tudo bem? Tenho percebido muito isso nos últimos tempos. Conhecemos pessoas o tempo todo, trocamos algumas palavras, perguntamos sobre a vida, a família, mas nada que realmente nos torne íntimos, que se torne uma amizade concreta e duradoura. As pessoas se enchem de orgulho quando dizem que tem milhares de amigos nas redes sociais, que o celular não para com tantas notificações, mas e os laços? Eles existem? As pessoas nos conhecem de verdade ou são apenas números? É preciso menos números e mais relacionamentos verdadeiros, duradouros e laços mais fortes. Parabéns pelo texto. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, moça ♥ Acho que é bem isso. Todo mundo se importa muito com os números, de curtidas, de compartilhamentos, de amigos, de relacionamentos. Mas não há algo mais intenso, não há profundidade, apenas pessoas rasas com sentimentos mais rasos ainda.

      Excluir
  15. Esse texto é simplesmente incríveeel!
    Eu fiquei muito reflexiva nas coisas surpreendentes que podem acontecer apenas por a gente dizer "sim", ao invés de pensar demais antes.
    Às vezes a gente carrega sentimentos que nos impedem de, por exemplo, ir atrás daquele amigo que sumiu, pois estamos chateados porquê ele sumiu. Seu texto disse tanto! Amei ♥

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que a gente pensa muuuito antes de fazer as coisas, né? Temos tanto medo de dar errado que preferimos não arriscar, não tentar. Mas esse rancor, essa mágoa que guardamos não é bacana, fazemos por birra, mas pode ser mudado tranquilamente e tudo fica bem melhor ♥ Obrigada pelo carinho.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤