25 maio 2017

Velha e louca

Finalmente aprendi que a gente precisa seguir em frente, moço. Passei a vestir minha roupa mais bonita e resolvi botar o pé na estrada com uma bagagem carregada de coisas boas. Não sei bem a hora que irei voltar e nem mesmo se irei voltar um dia. Já que a alegria faz morada, não quero deixá-la perdida por aí sem companhia. Não me importo que diga o quanto estou maluca, porque sei que tudo depende do ponto de vista. Você está aí, e eu aqui. Ando desejando absurdamente que essa vida toda seja boa e que essa tristeza melancólica não passe de uma fase ruim. Então, não vem tirar meu riso frouxo com algum conselho. Me deixa ser velha, louca e, apesar de tudo, feliz.
Você pode ler ao som de Mallu Magalhães - Velha e Louca
Talvez seguiremos por caminhos diferentes e lá na frente nos cruzaremos novamente. Talvez eu nunca mais saiba de você ou dos seus planos mirabolantes. Talvez você me esqueça em um piscar de olhos. Talvez haja muitas possibilidades para nós, mas, neste momento, meu único objetivo é viver. Se quiser vir comigo, tudo bem, mas mais uma vez lhe peço que não tire o meu sorriso com cara de desaprovação e palavras de represália. Não tira meu riso frouxo. Oras, sorria comigo. A vida é uma imensidão de prazeres ocultos e escondidos nas entrelinhas, você precisa enxergar com cuidado, com calma e atenção. Você precisa ter o dom de ver em cada canto o lado bom.

É que essa sua indiferença não faz os dias serem ensolarados. É que essa sua falta de vontade em enxergar o mundo não o faz olhar mais adiante. Olha para mim, moreno. Vê esse sorriso? Coloca um no rosto também e sai por aí. O passado deve ficar lá atrás, o futuro lá na frente e o presente é agora. Veja as coisas boas. Mas, se não conseguir, pelo menos não me desarme. Pode falar, não me importa, o que eu tenho de torta, eu tenho de feliz. Mesmo que nem sempre em passos firmes, mas sigo meu caminho até onde convém. Você pode ficar parado, mas eu vou em frente, exatamente como desse ser.

Pode falar que eu nem ligo. Eu nunca sei da hora. Eu nunca sei de nada. Cansei dos dias mais ou menos e de não fazer parte da multidão. Cansei das caras feias e das expressões de desagrado. Cansei das pessoas que não conseguem ver um tantinho de felicidade nas outras. Cansei da inveja e dos olhares tortos. Cansei e ver um mundo preto e branco enquanto há milhares de cores para pintarmos as paredes da vida. Cansei da negatividade. Cansei de ser metade. Cansei da infelicidade. Agora, não vem tirar meu batom vermelho com a sua ingratidão, é que eu tenho tido a alegria como dom e em cada canto eu vejo o lado bom. Então, pode falar, não me importo, porque eu sou feliz.

20 comentários:

  1. o que temos que ler todos os dias, se amar, ser feliz com você mesma <3

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre, sempre e sempre. Não tem caminho melhor para ser feliz do que assim, se amando por inteiro ♥

      Excluir
  2. Eu amei o texto! Tua escrita é muito boa e amei as referências à Mallu Magalhães (amo as músicas).
    "Já que a alegria faz morada, não quero deixá-la perdida por aí sem companhia. Não me importo que diga o quanto estou maluca, porque sei que tudo depende do ponto de vista". Esse foi meu trecho favorito ♥

    www.chuvadejujubas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As músicas da Mallu são muito boas de ouvir ♥ Fico bem feliz que tenha gostado e se identificado com o texto.

      Excluir
  3. Me deixa ser velha, louca e, apesar de tudo, feliz. Ameeeei, e adorei a indicação da musica, apesar de nao conseguir ler e ouvir ao mesmo tempo kkkkkk...

    Sinceramente-Le

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu também tenho alguns probleminhas para ler e escutar uma música ao mesmo tempo, but iauiuahe ♥ Fico feliz que tenha gostado do texto.

      Excluir
  4. Amei demais esse texto e é minha cara. Define muito minha personalidade e forma de pensar.

    Beijos,
    Última postagemBlog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
  5. Amo teu jeito de escrever é de uma delicadeza sem fim!!
    Beijo enorme ❤

    www.quaseaurora.com

    ResponderExcluir
  6. Quê que é isso!!!
    Kelly Marthies é pura autarquia! Arrocha, regada à muito batom vermelho!
    Beijos!!!!
    Ha-zou!
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, aieuhiauhe, adorei as referências ♥

      Excluir
  7. Oi, é a primeira vez que eu venho aqui e estou encantada <3
    Cada linha do que tu escreveu me descreveu de tal maneira que me fez lembrar de tudo o que eu vivi num passado não muito distante e os motivos que me fizeram voltar a ser feliz. Obrigada!

    Beijos
    Mundo de Nati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que delícia ler issoooo ♥ Muito obrigada pelo carinho. É muito gostoso saber que se identificou com o texto e com o momento em si.

      Excluir
  8. Eu simplesmente ADOREI a ideia de transformar uma música tão legal em um texto. Sério, ficou ótimo! Eu me identifiquei um pouco com ele porque também estou tentando levar a vida de um jeito mais leve e seguir em frente sempre.

    Beijos,
    http://subscrevendome.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levar a vida de um jeito leve é super válido, sabia? É como retirar um peso imenso das costas ♥ E quanto a música, ela é ótima mesmo.

      Excluir
  9. Oi Kelly, tudo bem? Que delícia ler esse texto. É verdade, alguns momentos da vida precisamos deixar os outros de lado e pensar em nossa própria felicidade. Lutar pelos nossos próprios sonhos. E tentar ser feliz a nossa maneira. Por mais que amemos alguém, devemos nos amar primeiro e fazer aquilo que deixa bem. Se vamos nos encontrar novamente? Não sabemos. Mas é melhor ser feliz enquanto isso concorda? Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amor próprio é tudo de bom, né? A gente precisa aprender a ser feliz por conta própria, sem ficar se colocando em situações contraditórias ♥ E sim, é melhor sermos felizes enquanto procuramos respostas rs.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤