01 fevereiro 2017

Sonhos Partidos, de M. O. Walsh

Às vezes, tenho o costume de revirar títulos mais antigos e colocá-los na minha lista de desejados para ler quando tiver uma oportunidade. Isso me ajuda a ficar em dia com a leitura e conhecer novas histórias, sem focar somente naqueles livros que estão em evidência. Esses dias, por exemplo, terminei uma obra bem peculiar que me chamou atenção pelo título. Imaginei que talvez fosse sobre um romance não muito agradável, já que não tenho o hábito de ler a sinopse, mas me deparei com uma história sobre estupro, crime, violência e amizade. Nunca pensei que leria algo sobre isso ou que viria a gostar da história, mas foi surpreendente chegar ao final do livro e entender o ponto de vista da vítima, das pessoas ao redor e até mesmo do próprio criminoso.
Sonhos Partidos não é um livro comum. Narrado por um dos acusados pela violência, a história gira em torno de uma cidade pacata com moradores que se cumprimentam do jardim e que conhecem tudo sobre os vizinhos, incluindo informações que não deveriam ser compartilhadas. No entanto, no verão de 1989, um crime sem resolução deixou marcas profundas em um dos bairros da cidade. Lindy Simpson, uma garota atlética, bem-humorada e cheia de vida é violentada em meio ao seu trajeto de bicicleta da escola até em casa. Há quatro suspeitos. Há uma vida que mudou drasticamente. Não há sinais evidentes para que a polícia resolva o caso. O destino de Lindy, dos acusados e do próprio estuprador é incerto, mas uma hora a verdade vem à tona.

Título: Sonhos Partidos
Autor: M. O. Walsh
Páginas: 256 páginas
Editora: Intrínseca

Baton Rouge, capital do estado da Louisiana, nos Estados Unidos, é uma cidade conhecida por seus churrascos no jardim, tardes quentes de verão, barris de cerveja gelada e muitos fãs de futebol americano. Mas no verão de 1989, quando Lindy Simpson, uma das garotas mais bonitas e estrela das pistas de corrida, é estuprada perto de casa, fica claro que os subúrbios bucólicos também têm um lado obscuro. Para uma vizinhança tão pequena, os suspeitos do crime são muitos. Entre eles o narrador da história, um adolescente obcecado que mora na casa em frente à da garota. É por meio de suas lembranças que somos levados a entender como términos de relacionamentos, culpa e amor podem transformar a vida de maneiras irreversíveis.
Na história, temos quatro suspeitos, incluindo o narrador, que em nenhum momento é apresentado. Eu, por exemplo, só me dei conta disso depois que o livro terminou e li uma nota nas últimas páginas sobre o assunto. Em contrapartida, os outros três rapazes são descritos a todo momento, havendo uma ligação entre um personagem e outro com o passar dos acontecimentos. Todos são muito próximos, pois estudam na mesma escola. O narrador, inclusive, é apaixonado desde sempre por Lindy, guardando em seu quarto uma caixa secreta com desenhos pornográficos, fotografias e poemas sobre a garota. Mas se engana quem pensa que ele é o responsável.
A medida em que nosso anônimo vai contando os diversos acontecimentos que antecederam o crime, conseguimos conhecer todos os envolvidos e captar suas respectivas características. Cada um deles tem uma personalidade própria e marcante que os faz parecerem suspeitos, mas há também um mar de dúvidas que são colocadas em evidência e que confundem a mente do leitor. Aliás, é quase impossível ler a história e identificar o verdadeiro responsável sem saber o desfecho final. Todos os acusados fazem parte do crime, ainda que de forma involuntária.

M. O. Walsh escreveu um livro fantástico ao redor de um tema tão complicado. Falar sobre o estupro ou tentar entender o que se passa na cabeça do estuprador ou da vítima é uma tarefa bastante difícil para quem está de fora. Requer cuidado e sabedoria para não tirarmos conclusões precipitadas. A história foi trabalhada com perfeição e descreveu até mesmo as fases pós-acontecimento que levam a vitima a ter problemas psicológicos ou emocionais. Todos os protagonistas são tão humanos que o leitor se identifica logo de cara, colocando-se como parte da história.
A narrativa, apesar de ser um pouco lenta, principalmente no começo, e ter muitos detalhes, consegue envolver o leitor, amarrando uma cena a outra sem perder o ritmo. A diagramação do livro é bem simples, mas a capa é lindíssima. Apesar de ficar confusa quanto a isso, afinal, a história é um tanto pesada, interpretei a ilustração da capa como se fosse a aparência de uma pessoa, da qual temos o costume de julgar sem ao menos conhecer o interior, tema que também é muito debatido ao longo da obra.

O estupro é um assunto que precisa ser comentado. Esse tipo de violência se esconde em todos os cantos e afeta as pessoas de forma irreparável. Ler uma história sobre isso foi uma experiência estranha, ao mesmo tempo em que me fez ficar indignada. Tanta a editora quanto o autor fizeram um trabalho impecável. Não só recomendo a leitura de Sonhos Partidos como também admito que ele me surpreendeu positivamente de todas as maneiras possíveis. A história me fez abrir os olhos para uma realidade da qual nunca tinha tido contato. Uma realidade melancólica que mexe com nossos sentidos.

30 comentários:

  1. Oi Kelly!

    Eu já tinha lido algumas resenhas sobre esse livro há um tempinho, e confesso que ele até me despertou um grande interesse, mas ainda não tive oportunidade de lê-lo. Antigamente, eu não me interessaria por um livro desse tipo, mas ano passado decidi sair da minha zona de conforto e me arrisquei mais em histórias assim e admito que gostei bastante. Espero poder ler esse livro em breve ^^
    Beijos <3

    Me Cativastes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bacana sair da zona de conforto literária e tentar conhecer novas histórias. Acaba que às vezes até nos surpreendemos com algum livro ♥ Sonhos Partidos é muito bom, apesar do tema. Espero que consiga ler.

      Excluir
  2. Nunca vi falar sobre o livro, mas quando você comentou sobre os quatro suspeitos e sobre a verdade vir à tona já fiquei curiosa. Aí eu li a sinopse: BATON ROUGE DEEEEUS! Eu tenho uma loucura obsessiva pela Louisiana e por várias cidades de lá desde que comecei a assistir True Blood e ler os livros que inspiraram a série.
    Já adicionei o livro na minha lista de "Quero Ler" do Skoob. Sobre a temática do estupro, eu li "Diário de uma escrava" enquanto ainda estava no Wattpad. Recentemente o livro saiu da plataforma online foi publicado pela editora Darkside numa edição super bem feita. Recomendo! Fiquei chocada com algumas descrições, mas me abriu muito a mente em relação desse assunto tão polêmico que continua assolando tantas mulheres.

    Sua resenha ficou incrível como sempre. Amei todas as fotos.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que super entendo seu encanto pelas cidades, também me pego admirando algumas em específico e sempre que uma história se passa no lugar fico ansiosa para conhecer ♥ A edição da Dark tá mesmo lindíssima e quero ler o livro em breve. Não tive a oportunidade de conhecer quando ainda estava no Wattpad, mas já ouvi comentários muito positivos sobre a história. Ler sobre assuntos assim é muito bom para enxergar outros ângulos.

      Excluir
  3. Comprei esse livro a quase dois anos porque assisti o vídeo da Pam e até hoje nem tirei ele do plástico, coisas de compulsiva rs.
    Mas a história é ótima e preciso ler.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Cami, tire agora do plástico e tente ler. O começo é um pouco paradinho, mas é instigante. Vale a pena ♥

      Excluir
  4. Ja ouvi muito falar sobre esse livro, porem não achei na minha cidade para comprar. Amei seu blog bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode comprar pela internet, sempre sai mais barato e acaba valendo a pena ♥

      Excluir
  5. Estou fazendo uma lista de livros para ler até o fim, pois está sendo difícil algum livro chamar minha atenção, mas este realmente despertou meu desejo de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este livro é incrível e vale a pena conhecer, você passa a enxergar o lado da vítima e do próprio culpado, sem ficar com aquele preconceito evidente, sabe? ♥

      Excluir
  6. Meu Deeeus! Nunca pensei que iria me interessar em um livro com um tema desses. Pra mim é o pior tipo de violência, sinceramente. Não sei se tenho coragem de ler, mas confesso que fiquei intrigada, principalmente pelo fato do narrador ser um dos suspeitos!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho que é uma das piores, afinal, não há uma desculpa que seja digna para o crime ser cometido. A narrativa é pesada e bastante explícita, mas não chega a ser chocante, acho que você conseguiria ler tranquilamente. É muito bom para entender ♥

      Excluir
  7. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, também tô intrigada e curiosa pra ler, embora eu adore livros de finais felizes eu achei muito interessante esse, estupro é bem complicado mesmo!
    Amei a resenha, muito bem feita e fotos bem produzidas!
    Estou seguindo seu blog!
    Beijos, Gi.
    Blog About Girls

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele tem um final feliz, só que a sua maneira rs. O estrupo é um crime complicadíssimo, mas é muito bom que saibamos mais sobre casos assim. Espero que consiga ler em breve ♥ Fico bem feliz que tenha gostado daqui, seja bem-vinda.

      Excluir
  8. Olá!
    Esse tema me interessa muito, por isso já li vários livros que abordam esse assunto. Essa é a primeira vez que leio sobre esse livro, mas com um narrador tão inusitado, minha curiosidade já me fez colocá-lo na minha wishlist...Sim, também tenho uma lista e adoro livros que não são tão conhecidos.
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A escolha do narrador foi bem diferente, mas isso deu um ar curioso para a história e ficou incrível ♥ Livros que não são tão conhecidos é só amor envolvido, né? Conseguimos descobrir histórias raras.

      Excluir
  9. Nunca tinha ouvido falar dessa tema, mas só pela capa eu já me interessei, sabendo do que se trata então... Eu curto livros que tragam essa temática de violência e abuso, acho que são importantes tanto para divulgar que esses crimes acontecem muito e sob diversas formas e situações, mas também para nos despertar maior empatia. Curti e já adicionei para ler em breve! Flores no Outono 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é linda, né? Eu imaginaria ela de outra forma, já que é um tema tão pesado, mas parece que tudo se encaixou ♥ Também acredito que história assim sejam eficientes de forma geral, principalmente quando se trata de termos empatia. Querendo ou não, há sempre um preconceito por trás, infelizmente. Espero que consiga ler em breve ♥

      Excluir
  10. Fiquei muito interessada!!
    Realmente, é um tema pouco abordado, só se fala pra sensacionalismos e me parece mesmo que o livro o trata de uma maneira realista mas leve.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E trata mesmo. O livro traz o tema de forma peculiar e curiosa, o que é muito bom ♥ Espero que tenha vontade de ler.

      Excluir
  11. É um tema que realmente deve ser abordado com mais sensibilidade empatia (para com as vítimas), e pela sua resenha pude perceber que essa foi uma das preocupações do autor. História intrigante e com certeza vai entrar na minha lista.

    Fala Millena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Empatia é a palavra que define este livro. Acho que não tem nada melhor do que entender o pensamento dos envolvidos ♥ Fico feliz que tenha se interessado.

      Excluir
  12. Nossa, parece ser um livro realmente incrível! Eu não tinha visto sobre ele em lugar algum, mas já está na minha listinha. É um assunto muito delicado, e peculiar, pois até então não tinha visto nenhum livro sobre. Parece envolver psicologia, não é? Pelo fato de tentar entender a mente dos envolvidos. Enfim, amei muito a sua resenha.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Admito que depois que li, encontrei vários outros livros com essa temática, o que foi bem estranho, já que não estava acostumada a encontrar. É um tema bem interessante e acho que o autor conseguiu entrar de cabeça na história. E sim, ele acaba envolvendo um pouco de psicologia, mas é muito bacana ♥

      Excluir
  13. Nossa, que livro. Não conhecia o livro e nem o autor, mas achei bem interessante, já quero ler e saber como termina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O final é bem bacana, admito que foi uma surpresa e uma confirmação de tudo que eu já sabia rs ♥ Que bom que gostou do livro.

      Excluir
  14. O nome já me chamou muita atenção. Me parece uma história que já vi em algum filme - mais não tenho certeza se é desse mesmo livro.
    Adoro gênero de drama e mistério! Beijo,
    www.setevidasfelinas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que tem um filme dele e eu não sei? Vou até pesquisar sobre rs. Que bom que gosta de gênero assim, acho bem legal também ♥

      Excluir
  15. Nossa, parece um livro bem interessante por ter essa leitura diferente. Amei a sua resenha! Ah, já te disse que as fotos dos seus posts são maravilhosas? Não? Então, elas são! Amei!

    Bjos, Blog Marinspira <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro muito bom, acho que a leitura se tornar agradável ou não vai muito do leitor, sabe? Talvez você goste da temática ♥ Aliás, muito obrigada, fico feliz que goste das fotos.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤