18 janeiro 2017

Tudo bem não estar on-line

A minha curiosidade sempre foi um grande problema. Aquela mania boba de criança de perguntar o porquê de tudo me persegue desde que me conheço por gente. Eu não sei ouvir um não sem ficar ansiosa para as explicações que vêm a seguir. E quando elas não são ditas, sinto que o vazio me pega em cheio. É mais ou menos assim que estar on-line funciona para a maioria das pessoas, incluindo eu. É como ter um universo inteiro para ser descoberto nas entrelinhas. Ninguém quer ficar longe. Somos dependentes. Ou, pelo menos, eu achava que era até alguns dias atrás, quando fui parar no fim do mundo e resolvi deixar a internet guardada juntamente com meu celular no bidê do quarto da qual não conhecia. Me desliguei por quatro dias.
Não foi um inferno. É mais complicado manter a mente ocupada quando não temos uma enxurrada de informações que nos atingem a todo momento, mas não chega nem perto de ser difícil. Consegui conter minha curiosidade com livros, palavras cruzadas e algumas tardes deitada na rede olhando para o nada. Provavelmente minha cabeça parou durante esses dias. Foi como praticar yoga sem necessariamente me movimentar. 

Mas agora fico aqui me perguntando: por que somos tão apegados ao mundo virtual? Tudo bem que a maioria das pessoas da qual tenho contato só lembram de mim por conta de uma mensagem ou outra em alguma rede social. Tudo bem que meu maior refúgio é escrever em uma tela em branco e publicar um texto repleto de sentimentalismo. Mas tudo bem também não estar on-line. Eu não sou um dos maiores exemplos a serem seguidos, na verdade, nem de longe posso ser algo parecido, mas já ouviu aquela frase: faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço? Funciona assim.

Deixar de lado, nem que seja por um único dia, toda essa avalanche de fotografias bonitas, reportagens mal feitas, notícias trágicas, filmes incoerentes, sociedades impulsivas e sensacionalismos faz muito bem. Só assim a gente consegue enxergar o outro, abrir a boca para conversar um pouco, dar chance a um livro que está parado na estante há séculos, ouvir aquela música que você não lembra o nome nem de longe. Temos uma mania esquisita de querer mostrar uma vida perfeita para os outros, só que esquecemos que a perfeição não é tão empolgante. O que faz todas as coisas valerem a pena é justamente os erros bobos e sem nexo que cometemos de vez em quando. 

Sei lá.

Há momentos em que precisamos dar uma pausa, desligar a câmera, os fones de ouvido, a televisão. E recomeçar. Talvez seja por isso que tudo me parece meio errado agora. Foi como se eu tivesse apertado o reset. Provavelmente minha programação vai além da tela do celular, mas eu nunca tinha parado para pensar sobre isso. 

22 comentários:

  1. Amei esse texto, sério. Faz algum tempo que não me desligo totalmente, só quando sou obrigada, tipo em casos de queda de luz por horas, rs. Mas, aos poucos, eu estou me desligando ao menos nos finais de semana. Fico assistindo a filmes e séries, o que é raro, pois antes eu entrava no blog todos os dias, não tinha descanso. Mas, do cel, eu não consigo abrir mão totalmente. Mas mexo bem menos nesses dias também. E senti uma grande diferença nos meus dias, mesmo com a diminuída.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O celular também é meu inimigo nessas horas, pois vivo com ele do lado sempre atualizando alguma coisa, mas consegui finalmente me livrar da internet em si por um tempo e isso é muito gostoso, sabe? É como se tirasse um peso das costas ♥ Espero que consiga ir controlando esse impulso, tenho certeza de que um dia vai reparar na mudança.

      Excluir
  2. Isso me lembra a vez que fiquei seis meses sem celular, foi tão maravilhoso. Confesso que no começo foi difícil, mas depois descobri tantas coisas que me davam prazer e que não fazia justamente porque estava olhando a vida de outras pessoas.
    Se libertar nem que seja um final de semana, quatro dias, duas semanas ou seis meses é necessário.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado no começo, isso é verdade, ainda mais quando já estamos acostumados com o celular por perto 24 horas por dia rs, mas é muito bom desapegar. A gente descobre outro mundo ♥

      Excluir
  3. Preciso me desligar por um tempo. Acabo esquecendo que tem um mundo real por ai a fora, e minha cabeça fica a mil, não para um segundo, ai vem o estresse com coisas pequenas, problemas que acabamos encontrando e noticias ruins. Preciso disso um pouco para mim.

    A Garota dos Teus Olhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a pior parte. Nós temos a consciência de que estamos esgotados mentalmente e ainda assim insistimos ao máximo. Se libertar um pouco disso é muito bom e saudável, inclusive. Espero que consiga ♥

      Excluir
  4. Acho que todo mundo precisa fazer isso uma vez na vida, se desligar e ficar tranquila (o), pois nos dias de hoje é tudo tão corrido ninguém tem mais tempo pra nada, o post ficou incrível talvez eu faça isso e me desligue desse mundo louco e agitado. Beijos!

    diksdareh.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que consiga se desligar por uns dias ♥ Nós vivemos cercados por um enxurrada de coisas e nem nos damos ao trabalho de ver o que realmente importa. Olhar para os lados é necessário.

      Excluir
  5. Que texto! ❤
    Acho que você já sabe que sou super a favor de não estar on-line o tempo todo. É uma coisa bastante complicada no momento que estamos vivendo, já que as pessoas fazem absolutamente tudo pelo celular, mas como você deve ter percebido é algo libertador e que vale muito a pena... Faço isso com frequência e posso dizer que quando fico off-line tenho a sensação de que tenho ali uma chance de me conectar com os lugares que frequento, com as pessoas e até comigo mesmo de uma maneira muito diferente. Tudo parece mais real e a gente passa a perceber coisas que antes passariam completamente despercebidas. Não tem como explicar a sensação de se sentir livre.
    Espero que você consiga fazer isso mais vezes. ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha ♥ A sensação realmente é deliciosa. Não tem nada melhor do que parar e enxergar além da tela do celular. Vivemos focados nas letrinhas pequenas, nas fotografias, na vida perfeita de todo mundo e não olhamos para nós mesmos. Para o que sentimos ou deixamos de sentir. Acho que você faz muito bem em praticar esse desapego de vez em quando. Provavelmente a sensação de paz fica mil vezes melhor rs. Aliás, uma coisa que ultimamente me incomoda é conversar com quem não larga o celular, antes nem percebia esse deslize.

      Excluir
  6. Eu sempre tento me manter no controle, em vez de deixar a internet me controlar. Infelizmente eu tenho o hábito de virar a noite graças à internet e o celular inibidor de sono :( Mas sempre que posso, desligo o celular e o deixo jogado por ai. Vou procurar um livro, falar com uns amigos pessoalmente, trocar os emojis por boas risadas reais. Acho mais que necessário a gente se conectar, não virtualmente, mas cara-a-cara com as pessoas. Enfim, girrrrrl. Que blog mais fofo! Sério, desde o tema florido até as fontes! Amando! Um abraço, Cris.
    Eclesiastes 12

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é um grande problema. O celular me acompanha na madrugada quando a insônia bate, mas aprendi cedo a deixá-lo de lado quando quero tentar dormir. Ler sempre me ajuda nesses casos, já que relaxa um pouco a mente rs ♥ Se conectar com as pessoas fisicamente é muito bom e muito necessário também. Não trocaria por nada. Enfim, muito obrigada pelo carinho, fico bem felizinha em saber que gostou daqui.

      Excluir
  7. Esse texto mecheu muito comigo! Ressentimente eu me desliguei das redes, mas sabe quando nada faz sentido ? Então... Você escreve muito bem, conseguiu me prender no texto, investe nisso, gata. ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que essa parte de não ver sentido nas coisas é exatamente o efeito das redes sociais na gente. Estamos tão ligados nelas que não prestamos atenção no que tem ao redor. Assim, sem elas, ficamos deslocados. Mas vale super a pena tentar, sabe? De qualquer forma, muito obrigada pelo incentivo, moça ♥

      Excluir
  8. Então só me desligo no final de semana na parte da noite apenas, celular e 24 hras comigo o.o tenho que aproveitar mais a vida lá fora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comigo também é um pouco assim, mas vale super a pena tentar ver isso de outra forma. No fim, não estamos perdendo nada ♥

      Excluir
  9. Que incrível! Eu conheço esse sentimento. Aconteceu comigo também quando me desvinculei por três dias do telefone, internet e redes sociais.

    A gente aprende que a plenitude da vida está em viver. Em acordar dando importância ao despertar, em tomar café dando importância ao alimento, em contemplar a paisagem, a família, as pessoas e todas as outras coisas que você já tem, que está lá na sua vida de presente pra você. É maravilhoso! Seu texto é lindo.

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tão bom se desligar de tudo isso, né? Parece que sai um peso das nossas costas ♥ Eu super concordo com tudo que falou. O verdadeiro sentido da vida é você perceber e vivenciar esses detalhes tão pequenos que fazem uma diferença gritante no nosso dia a dia. Não tem nada melhor do que gratidão.

      Excluir
  10. Muito lindo, adorei o seu post.
    Eu desligo da internet quando vou de férias, ou estão cá os meus pais. Porque uma pessoa está sempre em movimento.
    Duranto o dia é verdade que nos perdemos facilmente nesse universo, mas tenho de me escapar por a mina filha; porque ela cresce rápido e não quero perder nem um momento...
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não perca mesmo. Acho que a fase de crescimento é uma das mais bonitas da vida, desperdiçá-la seria muita maldade. É bom saber que consegue ter esse tempo para si e para quem ama ♥

      Excluir
  11. A abstinência de conectividade é ruim. Pq hoje as pessoas só usam isso pra falarem. E quando a gente fica off por dias, ficamos sem ter com quem conversar. Deve ser por isso.
    Te parabenizo pelos textos.

    www.brilhamiga.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, é exatamente isso. As pessoas estão sempre falando e falando, mas quando precisam parar e escutar, não o fazem. Acho que esse é um dos maiores obstáculos para os que não vivem sem internet. Muito obrigada ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤