20 janeiro 2017

Manual da Autoestima: primeiro desafio

Um grupo da qual participo, vulgo United Blogs, propôs um projeto muito interessante que envolve amor próprio e autoconhecimento, e eu não poderia ficar de fora. Nunca fui aquele tipo de garota que se sente cem por cento confiante, sempre tive inúmeros problemas de aceitação quando era pequena e já ouvi milhares de julgamentos por conta da minha aparência. Isso me fez ficar por um longo tempo odiando quem eu sou. Eu me olhava no espelho e via um reflexo torto daquilo que as pessoas comentavam, juntamente com o que eu mesma sentia. Era como se houvesse uma guerra interna que não havia possibilidade alguma de trégua. Tudo que me formava era alvo. A pele muito branca. O cabelo num tom nem castanho nem loiro nem preto. O rosto cheio. As curvas que apareceram mais cedo do que deveriam. Os olhos num tom de mel que lembra a dieta de um vampiro literário. Para os outros, eu era diferente.
Mas então eu descobri que ser diferente é incrível. Os pontos que me faziam ser uma aberração para as outras pessoas são os mesmos que hoje me tornam específica. Por um tempo eu lutei contra quem sou, mas comecei a perceber que não importa o que eu faça, a realidade sempre vai estar em evidência. Nem mesmo morar no litoral ou as altas temperaturas do verão me fazem ficar morena. Meu olho muda conforme a maquiagem ou a cor do dia, da roupa. As curvas podem ser moldadas da melhor forma possível e parecer uma vampira de vez em quando tem lá as suas vantagens.

O primeiro desafio do projeto é mostrar um objeto que me faz lembrar do quanto sou importante. Eu não poderia escolher outro se não o famigerado batom vermelho. Há alguns anos atrás, quando passei pela primeira vez, alguém me disse que eu deveria ter cuidado, pois era muito chamativo e as pessoas poderiam interpretar errado. Deixei de usar por um tempo. Tinha medo das opiniões alheias, mas também não queria dar o braço a torcer. Então me rendi, e, consequentemente, voltei a ouvir as mesmas críticas. Só que, com o tempo, a gente começa a entender que esse tipo de coisa não diz respeito a nós, diz respeito a coragem, aquela da qual quem critica não possui.

Hoje, eu não ligo de ser chamada de qualquer coisa imaginável porque sei quem sou e tenho consciência das minhas atitudes. Tenho consciência de que cada pessoa é linda da sua maneira e que a opinião de um terceiro não pode interferir no meu amor próprio. Há a possibilidade de mudanças sempre que necessário, mas por si mesmo. E o batom vermelho, bem, ele se tornou minha marca. Quando a cara lavada dá lugar a uma maquiagem mais caprichada, é justamente ele que me acompanha. Quanto as críticas, eu não me dou ao trabalho de escutá-las. Deixe estar.

30 comentários:

  1. Kelly, adoro vir aqui ler teus pensamentos. Me sinto muito bem lendo tudo que escreve, mesmo que alguns não tenha muito a ver comigo. Por exemplo, eu sempre tive amor próprio, sempre me amei demais, mas eu sofria muito bullying na escola, pois como qualquer um também tenho defeitos. Por muito tempo eu não gostei desses defeitos e fazia de tudo para esconder. Hoje em dia, embora eu ainda não goste muito deles, arranjei uma maneira de não ligar para os comentários. Sobre o batom vermelho, já passei por isso. Igual as unhas vermelhas. Eu amo unhas dessa cor e quando passei a primeira vez disseram que era vulgar demais, que só "putas" usavam. Então eu pintei e disse que preferia parecer puta a não usar algo que gosto. Os comentários acabaram depois daquilo. Quando aceitamos as coisas e confrontamos os outros, mostrando que não nos importamos com o que pensam, aos poucos esse tipo de comentário acaba.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O grande problema do mundo é justamente esse, não é? A gente se importa demais com o que não está tão bom e passa a deixar essa parte ser mais evidente do que qualquer outra mais bonita, mais visível. Adoramos criticar os outros sem ter motivo, acho que está mais do que na hora de mudar isso, mudar o pensamento das pessoas. Seria tão gostoso viver num mundo sem comentários destrutivos ♥ Super te entendo com a parte das unhas vermelhas, eu as uso desde sempre, mas felizmente isso ninguém teve a audácia de tirar de mim aiuehae. Tenho certeza de que um dia a mente das pessoas ainda vai se tornar mais aberta e parar de julgar os outros por conta desse tipo de coisa. No entanto, aceitar e confrontar a opinião é uma peça de ouro ♥

      Excluir
  2. Como eu amo esses projetos que ajudam meninas/mulheres a se amarem mais, a se olhar com carinho e com seus próprios olhos.
    Eu mesma demorei amar meu corpo, e claro que há dias em que tudo parece feio e fora do lugar isso é normal, só não podemos deixar isso nos prender.
    E passa muito batom vermelho porque tu fica diva.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é lindo ver um projeto desses tomar forma? ♥ Também fico encantada com esse tipo de coisa. Realmente, há dias em que tudo parece meio cinza, mas é questão de nos deixarmos colorir. Aliás, viva o batom vermelho rs.

      Excluir
  3. Que post mais incrível e emocionante <3
    As pessoas sempre arrumam jeito de criticar, elas criticam aquilo que não tem coragem de ser ou fazer, menina eu amo um batom vermelho, batom vermelho e como se fosse uma arma que desperta o poder da mulher rs
    AMEI SUA FOTO <3 arraso e bom projeto para nós ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é pura verdade, Grazi. As pessoas criticam tudo. O mundo está lotado de críticas, uma pena que a maioria delas seja destrutiva. Enfim, eu te entendo rs. Batom vermelho é uma coisa bem única ♥ Que bom que gostou, moça.

      Excluir
  4. Batom vermelho é batom de mulher poderosa... E acredito que você ame tanto por ser uma... Adorei seu post!!
    Ps Amo vampiros e não vejo nada errado em parecer com um, eles são incríveis...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, amei teu comentário rs ♥ Sabe que também não vejo nada de errado com eles? Até queria rs.

      Excluir
  5. Engraçado como o que tanto critica na gente é o que faz de nós pessoas únicas e maravilhosas justamente por isso. Quando eu tinha as sobrancelhas juntas muitas pessoas criticavam, mas também por outro lado algumas reconheciam que eu era uma garota diferente e única pelo charme delas. Hoje em dia eu nem ligo mais pra essas coisas.
    Também amo batons e estava pensando em escrever para eles também. Eu adoro batom vermelho, e acho ridículo qualquer preconceito sobre. Bom mesmo é se sentir poderosa com ele!

    De cara com a Juh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade. É estranho que esses defeitos aparentes, se é que posso chamar de defeito, são os pontos que mais nos fortificam. A mente das pessoas é muito fechada e muito suja, convenhamos. São raros os indivíduos que deixam de olhar com indiferença e enxergam a beleza das coisas. É muito bom saber que não se apega mais as críticas desse porte. E quanto aos batons, também acho muito desnecessário tanto preconceito. Batom é vida rs ♥

      Excluir
  6. É isso aí, nessa vida uma coisa é impossível de mudar: Sempre haverão pessoas que não gosta de você, agora cabe a cada um de nós não deixar isso nos afetar. Eu também já tive o receio do batom vermelho, quando consegui vencer isso percebi o quanto valoriza. Adorei o projeto e parabéns por participar, é inspirador. ♡ xoxo, Blog B de Bia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valoriza mesmo, nada como algo que nos faz sentir bem ♥ Isso que falou é bem verdade, sempre vai existir alguém que vai te colocar para baixo, mas cabe a nós interferir nesse processo. Muito obrigada, moça.

      Excluir
  7. Antes, também via minhas diferenças como problemas. Hoje em dia percebo que é isso que faz cada um de nós ser único! Deixei de ter medo do que os outros pensam sobre mim e só ligo quero ser feliz.
    Beijos <3

    www.madamices.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que conseguimos perceber isso com o passar do tempo, né? Felizmente passamos a enxergar nossas diferenças como algo incrível ♥

      Excluir
  8. Eu também participo do grupo e amo!! Eu também já deixei de usar e ser feliz por medo da críticas alheias, foi aí que eu aprendi que o tempo estava passando e eu me rendendo cada vez mais as opiniões do povo, foi quando tomei a atitude e comecei a ser quem eu era. Mesmo assim, ainda deixo de usar muitas coisas mais sei que estou no caminho para acabar de vez com isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de usar ou fazer as coisas com medo do que os outros irão pensar ou falar, nós precisamos ser feliz e cada um tem seu próprio conceito de felicidade ♥ Algumas vezes é bom escutar opiniões, mas nem sempre elas são válidas.

      Excluir
  9. Eu estou amando ver os posts desse projeto do grupo. Valorizar quem somos é tão importante *-* esses posts tem me ajudado, embora eu ainda tenha muitas neuras com a minha aparência e COMIGO :/ minha autoestima é baixíssima.

    Adorei a forma como você escreveu e nos apesentou ao batom vermelho. Eu também sempre me sinto bem usando os meus <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente ir trabalhando as suas neuras e aprendendo a gostar daquilo que te faz ser diferente. São essas pequenas miudezas que transformam o olhar torto em amor próprio ♥ Fico bem feliz em saber que gostou do post.

      Excluir
  10. adorei Kelly. por muitos anos eu também via a imagem distorcida. eu estava fragmentada por dentro, e acaba vendo isso no espelho. depois que comecei a tratar essas feridas abertas e a entender que eu sou diferente, especial, tudo de bom, passei a enxergar claramente. meu pai me ajudou muito a mudar minha mentalidade.
    usa muito batom vermelho, e sorri muito pra vida com a boca vermelha!!
    seja muito feliz ❤️ beijos, isa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São tantas as críticas destrutivas que essa imagem distorcida de nós mesmos vai se moldando por conta disso. Vamos deixando que as feridas abertas fiquem cada vez pior até nos darmos conta de que tratá-las é essencial ♥ É muito bom saber que teve um apoio sobre o que pensa de si mesmo.

      Excluir
  11. Esse projeto é incrível mesmo e está saindo cada coisa maravilhosa <3 O batom vermelho realmente parece algo simples mas acaba sendo um grande simbolo e empoderamento e auto confiança, alem de lindo né. Adorei o texto <3
    Abraço :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, isso é verdade, o projeto é muito amor ♥ Assim percebemos o quanto um simples objeto pode se tornar importante, né? Fico feliz que tenha curtido.

      Excluir
  12. Extremamente poético e sensível o seu texto! Não participo do projeto, mas adoro ver todas as histórias de autoestima e isso é maravilhoso! Que isso inspire mais e mais todo mundo!

    Beijo ♥
    • www.deixeapenasfluir.com.br •

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também espero que história sobre amor próprio inspirem o mundo de alguma forma ♥ É lindo ver as pessoas aprendendo a se aceitar.

      Excluir
  13. PAAAAARA TUDO, olho tom de mel é muito muito mais lindo que no tom de azul ou verde ♥ Sua história de autoestima é maravilhosa. Amei a escolha do objeto, o batom vermelho diz muito sobre a coragem ♥ Amei o post, beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda sou fascinada por olhos azuis, admito ♥ Fico bem animada em saber que gostou do texto e da história. Batom vermelho é um mundo rs.

      Excluir
  14. O mundo fala demais Kelly! Não existe nada mais lindo que as diferenças, elas nos tornam únicas no mundo e sim, toda mulher deveria usar um batom vermelho. Falam que mulher que usa batom vermelho /escuro é "puta", mas é mesmo, uma puta mulher segura de si, dos seus desejos. Continue usando muito batom vermelho e iluminando o mundo com seu sorriso.
    Ótimo post
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que toda mulher deveria usar batom vermelho, é algo tão íntimo e, ao mesmo tempo, tão nosso ♥ E eu tenho que concordar com a parte de sermos uma puta mulher, porque somos. Basta olhar com cuidado.

      Excluir
  15. Que palavras tocantes, já passei por momentos parecido com o seus, e sobre o batom vermelho, eu ainda tenho medo de usa-lo em alguma ocasião :c

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenha medo, não tenha medo de nada que diz respeito ao que você usa ou gosta ou faz. Isso é algo seu ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤