12 outubro 2016

Das coisas que a gente nunca aprende

Tenho o hábito de acreditar que é errando que se aprende. De fato, isso é uma teoria verdadeira, já que quanto mais tropeçamos pelo caminho, mais tendemos a não cometer a mesma sentença. Mas pegamos como exemplo o amor. Que atire a primeira pedra quem nunca se decepcionou com o amor, ou com uma relação, ou, ainda, com uma pessoa. Para alguns, isso é motivo suficiente para nunca mais acreditar de novo, para outros, como eu, é só mais uma peça que o destino resolveu nos conceder, portanto, continuamos na esperança de enxergar esse sentimento com outros olhos.
Mesmo com todos os motivos do mundo para não acreditar nas pessoas, tenho a mania boba de pensar positivo. Será que o universo é tão ruim quanto aquela pessoa em específico foi para mim? Não, não é, mas sempre vai ter aquele medo por trás da confiança mais sincera. A situação se aplica igualmente com relação as nossas atitudes. Vez ou outra nos pegamos fazendo alguma coisa aleatória que deveria estar enterrada lá no passado, e aí paramos e pensamos: por que diabos eu continuo fazendo isso? Mas a gente continua. Continuamos porque temos a intenção de tornar aquilo uma coisa real. Uma coisa da qual podemos ter orgulho, seja lá o que for.

Eu, por exemplo, amo morangos, mas sei que eles estragam tão rápido quanto um piscar de olhos. Ainda assim, insisto em comprar uma bandeja ou duas. Dias depois, quando lembro da existência daquelas bolinhas vermelhas, me decepciono profundamente por cometer o mesmo ato irresponsável de sempre: esquecer que comprei morangos. Mas eu amo morangos, então, vou continuar comprando e, consequentemente, esquecendo que eles estão me esperando dentro da geladeira.

Penso mais ou menos a mesma coisa com relação as amizades. As pessoas vão nos surpreender, mas grande parte dessa surpresa vai ser negativa. Ainda assim, insistimos em manter uma relação saudável com o outro. Tempos depois, na primeira oportunidade que aparece, nos permitimos magoar ou saímos magoados. Mas eu amo ter amigos, então, vou continuar criando fontes de afeto e, consequentemente, me machucando ou ferindo alguém. E isso também se aplica ao amor, às nossas escolhas, aos nossos ideais.

Mas deveríamos aprender com os erros, não é? Ora, sim, nós vamos aprender milhares de coisas com o passar da vida, só que algumas outras são exclusivas. Quando se trata de sentimentos, nós nunca vamos estar preparados para eles, e quando achamos que temos todas as cartas na manga, certos de um sucesso, o jogo vira de cabeça para baixo. É que tem coisas que a gente nunca aprende, sabe?

30 comentários:

  1. Eu gostei do texto, mas tem coisas que é realmente bom persistir, não é porque um amor ou amizade acabou mal que foi uma experiência ruim. E todos os momentos bons? Todas as risadas? Tudo que vocês compartilharam?
    Só que é natural que as coisas tenham um fim, nem sempre é um fim bom, mas isso não anula os momentos bons

    Pink is not Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso, moça. A gente não pode simplesmente se fechar porque as outras pessoas nos machucaram. Tem toda uma história por trás que ninguém repara, mas que vale tanto quanto um final feliz ♥

      Excluir
  2. Porque será que a gente não consegue manter o foco e não repetir os erros, né? Talvez pelo simples fato de determinada situação valer a pena.
    Como a Carol disse, não dá pra deixar que as lembranças ruins ofusquem as boas. Tudo é ensinamento!

    beijo
    http://eitalaurinha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que repetir os erros é uma coisa muito boa, dado o contexto rs. Persistir no que acreditamos valer a pena nunca vai ser perda de tempo. No fim das contas, tudo se encaixa e temos um turbilhão de memórias guardadas ♥

      Excluir
  3. É complicado né. Às vezes achamos mesmo que é errando que se aprende, mas quando persistimos no erro isso obviamente significa que não aprendemos nada KKKK ou que não achamos que aquilo estava errado, de alguma forma. Mas de qualquer forma o importante é determinar nossos objetivos, manter o foco e seguir em frente, impedindo que qualquer coisa do passado nos impeça de tomar atitudes que nos levem à felicidade no futuro. Uma coisa vi em algum lugar (acho que em um filme) que "uma determinada atitude do passado não nos define, somos mais do que os nossos erros e acertos", e levo isso pra vida! Um beijo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço essa frase também e super concordo com ela. Nada do que fazemos ontem vai nos definir hoje. Somos constantes mudanças e é raro ficarmos no mesmo lugar, com os mesmos ideais sempre. Talvez o que fizemos ontem era para ter sido feito. hoje já parece errado, mas na época era a melhor opção ♥ Estamos sempre aprendendo algo novo e isso molda nossa vida inteira.

      Excluir
  4. Acho que as pessoas são muito diferentes e devemos dar nosso voto de confiança para elas. É confiando que conhecemos pessoas incríveis <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devemos mesmo. É de um desses votos que sai algo surpreendente ♥

      Excluir
  5. Eu sempre procuro pensar positivo também. E por mais que a gente quebre a cara, dependendo da situação, vamos repetir e quebrar a cara várias vezes, simplesmente porque sim. É como o exemplo dos morangos que você deu (e que eu adorei).
    Ótimo texto <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou do exemplo dos morangos rs ♥ Temos que quebrar a cara, isso é um fato. Nada se aprende quando as coisas dão certo. É no erro que entendemos as consequências.

      Excluir
  6. Como minha mãe diz, é se quebrando a cara que se aprende... Porém nem sempre é assim, porque se não dar-mos mais chances ao amor, ele não vai acontecer verdadeiramente, não é mesmo?
    Beijo!

    www.nannamais.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso mesmo que devemos quebrar a cara rs. É com os erros que vamos moldando nossos aprendizados e entendendo o que pode dar certo e o que tem tudo para dar errado ♥

      Excluir
  7. Seria horrível se a gente errasse e parasse de acreditar nas coisas. Às vezes a vida dá um não para a gente, mas nem sempre devemos desistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como diria minha mãe, um não fecha uma porta, mas pode abrir mil janelas rs ♥

      Excluir
  8. Decepções fazem partes da vida, cabe a você aprender ou não com elas! adorei seu texto e gostaria de ser mais positiva em relação a vida, mas infelizmente sou um tiquinho negativa kkk isso e ruim né? :/ beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente a vida nos prega algumas peças e ficamos com esse pensamento ruim, mas no fim das contas a vida é para ser vivida, não? A gente precisa arriscar ♥

      Excluir
  9. nunca podemos generalizar, o fato de uma pessoa ser ruim não significa que todos são, temos que nos permitir ser feliz, e pra ser feliz tem que correr o risco de ficar triste, é um risco a correr. temos que nos permitir viver, pensar é bom, mas pensar de mais acaba estragando os momentos.
    beijos

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente ♥ Ninguém é igual e todos possuem seu pensamento peculiar. Temos que nos permitir arriscar e ver até onde conseguimos ir. Ser feliz é uma consequência de todas as tentativas falhas que já tivemos.

      Excluir
  10. Concordo com vc Kelly, quando se trata dos sentimentos, por mais que a gente tente ouvir a voz da razão, será sempre nosso coração quem irá ditar as regras.
    Fazemos o certo acreditando nas pessoas, dando uma chance, se elas pisam na bola, quem estará perdendo são elas mesmas :)
    Ótimo texto!

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sai perdendo, na verdade, é aquele que se propôs a não tentar. A decepção nem sempre é uma coisa ruim, mas sim um impulso da qual precisamos, ou talvez uma pausa para que possamos enxergar o mundo por outro ângulo. Fico bem feliz que tenha gostado do texto ♥

      Excluir
  11. Será que estou lendo um post escrito por mim? Juro, parece eu escrevendo, penso EXATAMENTE dessa forma e por acreditar sempre no "lado bom" das pessoas acabo 98% das vezes me estrepando...Ótimo texto, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdade é que todo mundo tem um lado bom guardado, mas poucos são aqueles que conseguem colocá-lo para fora rs. A vida tem dessas, mas tudo fica bem, não fica? ♥ Que bom saber dessa identificação.

      Excluir
  12. Que texto incrível!Me identifiquei muito! E adorei o exemplo dos morangos haha Mas é bem assim mesmo, continuamos cometendo os mesmos erros, na esperança de que em algum momento dê certo. Sempre fui o tipo de pessoa que insiste, seja em no namoro ou em alguma amizade que não me faz bem. Acho que isso chega até a ser um defeito, sabe? Porque na maioria das vezes me apego ao lado bom das pessoas, que muitos não enxergam e me dizem para largar de mão, e acabo quebrando a cara. Mas houve vezes - mesmo que poucas - em que essa insistência me trouxe pessoas maravilhosas, que trouxeram para fora o melhor de si e preencheram a minha vida de um jeito inexplicável.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o grande problemas das pessoas, ou nosso, não sei bem. A gente confia tanto em alguém que simplesmente não queremos ver o lado ruim, mas elas fazem questão de nos mostrar o quanto ainda não amadureceram. Por outro lado, também temos aquelas pessoas que não surpreendem, mas acabam sendo a melhor coisa que já apareceu ♥ Por isso é tão importante insistirmos e darmos o nosso melhor. Ninguém se igual a ninguém. Sempre tem algo ou alguém que vai nos arrancar um sorriso.

      Excluir
  13. Tem certas coisas que a gente até tenta mas realmente, não aprendemos, nunca! Eu já sou diferente de você haha, não acredito muito no ser humano, depois que me decepcionei com certas pessoas não confio mais. Para conquistar minha confiança é muito difícil é ser meu amigo é pior ainda. Não sei se estou certa ou errada, ás vezes queria ser como você porque do jeito que sou fico meio sozinha :/
    Acabo não achando ninguém que seja como eu e como sou meio (muito haha) perfeccionista não aceito erros. Bjs amei o texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me diga uma coisa, como você vai saber que a pessoa é confiável ou não se nunca dá uma chance? Ninguém é igual aos outros, acho que precisa ter isso na cabeça antes de qualquer outra coisa. Somos diferentes, temos gostos diferentes, manias diferentes. Você pode perder uma pessoa incrível afastando qualquer um. Espero que consiga separar as coisas um dia e confiar novamente nas pessoas ♥

      Excluir
  14. Que texto verdadeiro e lindo, me identifiquei completamente ❤ Várias coisas realmente vão nos decepcionar ao longo da vida, vamos errar, mas temos que continuar tentando, né? Um dia uma surpresa boa vai surgir, é sempre assim. Não podemos criar uma bolha ao nosso redor para se proteger de tudo, pois assim, não iremos aproveitar. Eu amei o exemplo dos morangos e até com ele me identifiquei, faço a mesma coisa rs.

    Tu arrasa, como sempre ❤ Aliás, tava com saudade de vir aqui.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que bom que gostou, Mari ♥ Eu sempre digo que há diversos arco-íris ao longo do caminho, mas a gente só vai conseguir encontrá-los se continuarmos em frente, insistindo naquilo que tanto acreditamos ser verdadeiro. O amor, por exemplo, é uma via de mão dupla, mas quem disse que aprendemos isso? Estamos sempre nos decepcionando, mas sabemos que vale a pena amar.

      Excluir
  15. Ah, mas o que vale é viver! E cada momento é único. "Não se pode culpar todas as rosas, se uma te espetou." kkk
    Beijinhos!

    www.brilhamiga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, há sempre um pontinho de esperança ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤