03 setembro 2016

Zona de conforto x Felicidade

Zona de conforto. Um conjunto de palavras que remete a sensação de aconchego. Segundo a psicologia, nada mais é do que aquilo que nos mantém inertes e confortáveis. Todo mundo tem a sua grande bolha de proteção. Momentos nem tão bons assim, mas que fazem parte da rotina e que a gente vai se costumando com o tempo. Pessoas nem tão intensas assim, mas que estão em nossa vida e nos recusamos a aceitar o desprezo. Situações nem tão importantes assim, mas que a gente vai levando, como se tivéssemos algum castigo a ser pago e essa fosse a grande sentença. Decisões nem tão concretas assim, que deixamos de lado com medo de dar o primeiro passo. É isso. Nós temos medo de tudo que nos faz ficar desprotegidos. Nus perante ao mundo.
Sendo bem sincera, eu gosto mesmo desse conforto. Gosto das coisas do meu jeito, sem crise de ansiedade ou interrupções bruscas que me fazem ir até as nuvens e voltar. Gosto do meu aconchego, sem ter que arriscar ou tomar decisões que vão me afetar em algum momento. Gosto dessa calmaria constante que não me coloca em meio a maus lençóis. Só que essa preferência não me faz feliz. Isso posso afirmar com convicção e citar milhares de exemplos bobos, porém reais.

É claro que a gente não descobre esse tipo de coisa por acaso. Toda ação gera uma reação, não é? Depois de me arrepender inúmeras vezes por não ter dito "sim", hoje tenho muitos "não's" guardados comigo. Não é contraditório. Acontece que, com as tropeçadas na vida, você aprende a identificar aquilo que te faz feliz, e ser feliz não tem nada a ver com os "sim's" que você fala, mas no quanto você teima para conquistar aquilo que tanto quer. Em diversas situações me privei de ser feliz por estar confortável em uma situação consideravelmente caótica. Hoje não.

É que ficar dentro dessa grande bolha protetora é incrível. As decepções são raras e tudo parece se encaixar perfeitamente, no entanto, quando você se coloca frente a realidade, percebe o quanto está perdendo do mundo lá fora.

Vejo muitas pessoas reclamando sobre a injustiça, mas nenhuma delas levantando para fazer a diferença. Vejo muitas pessoas reclamando sobre um mundo frio e raso, mas nenhuma delas com intensidade de sobra. Vejo muitas pessoas reclamando sobre a vida incrédula, mas nenhuma delas correndo atrás do que acreditam. Vejo muitas pessoas reclamando sobre a dificuldade em serem felizes, mas nenhuma delas saindo da sua própria zona de conforto. Ter um equilíbrio é o ponto-chave para perceber a sutileza. Ninguém é feliz sozinho, mas tem tanta gente querendo ser feliz junto que se todos saíssem um pouco do aconchego e arriscassem, ao menos uma vez, o mundo estaria repleto de gente feliz. Entre estar confortável e ser feliz, tenho certeza de que não preciso nem explicar minha decisão, não é?

32 comentários:

  1. Olá Kelly, tudo bem? :)
    Fiquei encantada com o teu texto, tens um dom tão incrível, tens imenso jeito para a escrita! Fiquei muito feliz por encontrar alguém que realmente o diga, todos criticamos as injustiças mas quem é que se levanta, ergue a cabeça e marca a diferença? Ninguém ou quase ninguém! Adorei o teu texto.
    Se puderes passa lá no meu blog também ficarei muito grata!
    Beijo ♥
    Alexandra's World

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que amorzinho, muito obrigada por esse carinho todo ♥ É muito bom saber que gosta do que escrevo. E é verdade, quase ninguém se levanta para fazer a diferença. Se todos fizessem um pouquinho que seja, o mundo seria outro.

      Excluir
  2. Post muito actual, disse tudo o que me vai na alma, por muito boa que a zona de conforto seja, e muito dificil que seja sair dela, as vezes e necessario... eu sai da minha ha 3 anos e meio atras :)
    E sim e verdade so vejo gente a queixar-se mas na hora da verdade, ningue faz nada... triste nao? Continua assim, como disseram acima tens um dom lindo.
    Bjinhoss

    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma decisão que requer atenção, cuidado e determinação, afinal, sem tem aquela fase de adaptação quanto as coisas novas, mas é ótimo ❤ Seria bem melhor se todos arriscassem um pouco mais e fizessem a diferença. Muito obrigada pelo carinho.

      Excluir
  3. Todos os arrependimentos que tive na vida, aqueles que incomodam mesmo, foram por NÃO ter feito algo que realmente queria, e não o contrário. E tudo causado por uma mistura de ansiedade (que é o principal problema) e, sim, a zona de conforto. E como é difícil sair dela, né? Parece que é um cobertor quentinho e fechado no dia mais terrivelmente frio do ano, quase impossível de se abandonar.
    Mas aí o bom de rasgar esse cobertor metafórico (e enfrentar a tremedeira, choradeira e desespero, no meu caso) a gente não só diz "sim" como também 01) não se arrepende e 02) até abstrai completamente os arrependimentos prévios!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, o que quis dizer com a parte do sim é que a gente costuma aceitar tudo que nos cabe, sempre para tentar agradar outras pessoas, mas nunca à nós mesmos. Devemos arriscar mais e definitivamente estourar essa bolha, sentir medo, euforia, tremedeira. É tão bom se sentir vivo ♥ E sim, é muito complicado sair de zona confortável, mas quando damos o primeiro passo, enxergamos um universo.

      Excluir
  4. Kelly, que reflexão hein? Me peguei viajando nos meus pensamentos e refletindo sobre como guio minha vida inúmeras vezes enquanto lia seu texto. A gente tem muito disse, né? De ficar na nossa bolha, onde a gente sabe quais problemas esperar e todas as respostas de como podemos solucionar sem gastar nem energia, nem tempo. Porque esse é o nosso maior medo: colocar energia, tempo, expectativas em algo novo, algo que a gente não tem certeza como funciona, se funciona, quem dirá como se conserta quando dá errado. E a gente perde muito: perde descobertas, momentos, felicidade. A gente acha que está economizando forças e tempo, quando na verdade, estamos é desperdiçando eles. Enquanto nos mantemos no mesmo lugar, com as mesmas coisas e mesmas pessoas, estamos nos podando, nos perdendo. É confortável, é seguro. Mas não se compara ao arriscar o novo (e poder manter o velho, porque afinal, é tudo questão de escolha). De intercalar ambos, de ir e ainda assim ter pra onde voltar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas expectativas são terríveis. Ficamos na eterna espera do que vai acontecer, do que pode acontecer. Não nos ligamos ao que está acontecendo de fato. Perdemos sim muitas coisas, muitos momentos, muitas conquistas por medo, por receio, por acharmos que assim está confortável e que nada nem ninguém poderá nos atrapalhar, mas estamos enganados. Nós mesmos nos privamos das coisas sem nem perceber. É seguro, mas é monótono. Sobrevivemos, apenas.

      Excluir
  5. Amei esse texto <3 Na verdade quando eu comecei a me arriscar mais e fazer coisas de forma diferente, percebi que na verdade tinha muita coisa na minha zona de conforto que não me fazia tão feliz assim, mas eu não sabia porque não tinha com o que comparar realmente. É ótimo a gente se arriscar e tentar coisas novas, nem que seja pra voltar para o estado anterior com a certeza de que aquele é realmente o melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade, mesmo que não seja exatamente o que queremos, às vezes é necessário tentar, arriscar, mudar um pouco. Talvez isso nos leve ao instante em que paramos, mas pelo menos podemos dizer que tentamos ♥

      Excluir
  6. Eu sou uma pessoa que vive em uma bolha, não consigo muito me arriscar, tenho medo de dar errado e de dar certo, mas ao mesmo tempo quero sair dessa bolha e acho que isso é uma das coisas mais impostantes, a vontade de mudar. Eu não me sinto feliz nessa zona de conforto, sinto que não estou vivendo e sei que tenho que sair dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então saia. Acho que uma das piores coisas que existem é você se prender por causa do medo. Não tenha medo de dar errado, se der, é um aprendizado a mais que você foi capaz de adquirir. E se der certo, que ótimo, pelo menos você está tentando e conquistando seu espaço no mundo. Se arriscar é tudo ♥

      Excluir
  7. Guria que texto incrível! Eu sou muito de dar à cara a tapa e ver no que vai dar, mesmo que me sinta desconfortável. Mas não fui sempre assim. Durante a minha adolescência eu tinha muito medo de ser tirada da minha zona de conforto, por mais que a situação fosse ruim. E isso me atrapalhava um monte, porque me acostumava até com quem não me fazia bem. Foi preciso eu começar a faculdade, trabalhar, quebrar a cara inúmeras vezes com as mesmas pessoas, sair um tempinho de casa e respirar novos ares para perceber que mudar é bom, mudar é incrível. Que mais vale à pena ficar sozinha e se arriscar sozinha, do que ficar sempre na mesma, com pessoas que subtraem no lugar de somar. Amei demais esse texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Uma das primeiras coisas que fiz quando resolvi sair dessa grande bolha foi deixar de lado as pessoas que puxavam minha energia e transformavam em uma coisa grosseira e podre. Às vezes tudo que precisamos é de alguns minutos de insensatez, não é? Sair do conforto e fazer alguma loucura que você acredita ser o certo. Nem sempre o resultado é positivo, mas pelo menos podemos dizer que tentamos. Demos a cara a tapa rs ♥ Muito obrigada.

      Excluir
  8. Meu Deus, você precisa escrever um livro, é muito talento! Olha esse texto, incrível! É tudo que eu precisava ler. "Vejo muitas pessoas reclamando sobre a dificuldade em serem felizes, mas nenhuma delas saindo da sua própria zona de conforto." Obrigada <3

    www.mundodefany.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia ler esse retorno ❤ Tenho muita vontade de escrever um livro, nem que seja com meus textos aqui do blog, mas fico com receio rs. Muito obrigada pelas palavras.

      Excluir
  9. Diante disso acho que realmente fico na zona de conforto na maioria das vezes. Não que isso seja ruim né? Mas realmente as vezes temos que deixar a janela aberta e respirar novos ares, mesmo que isso nos falta voltar novamente para o aconchego. Só não podemos nos manter estáticos para sempre, pois o tempo passa, a vida se vai e nada volta mais.

    Memórias de uma Guerreira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é ruim, não, muito pelo contrário, é ótimo e confortável mas é como você mesmo disse, a gente precisa respirar novos ares de vez em quando, mesmo que seja pra voltar ao ponto onde estávamos. Fã bem demais ❤

      Excluir
  10. Olá, Kelly!
    Que texto incrível :D Realmente esse dilema está muito presente em nossas vidas. Acho que devemos nos arriscar, pois independente do que for acontecer ser ruim ou bom, levaremos como aprendizado ;-) A vida é só uma haha Amei sua reflexão!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso, moça, a vida é uma só, precisamos vivê-la antes que seja tarde ❤ Sempre teremos um aprendizado, e isso é incrível. Muito obrigada.

      Excluir
  11. Sempre a nossa zona de conforto nos impede de fazer algo né? Que reflexão menina, me fez pensar muito! Parabens por esse blog maravilhoso.
    Com amor Vick

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que te fiz refletir, fico muito feliz com isso ❤

      Excluir
  12. Eu vivia na zona de conforto e achava que estava feliz, até perceber que só estava acomodada mesmo. Decidi sair dessa zona e arriscar e posso dizer que foi uma das melhores decisões que já tomei em minha vida toda. Acredita que algumas pessoas me chamaram de louca? Isso aconteceu com a faculdade, eu cursava algo que não tocava a alma sabe? E depois de dois anos eu decidi mudar para o que eu realmente queria e tô me sentindo mais leve.
    Se eu pudesse dar um conselho pro mundo , seria "Saia da zona de conforto e arrisque". Amei o seu texto, assim como amo todos que leio aqui ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso, que bom que conseguiu se livrar dessas amarras, é muito ruim quando estamos fazendo alguma coisa por acomodação, mas é uma sensação incrível quando vamos de encontro ao que realmente nos agrada. Parabéns pela loucura, o mundo ta precisando de mais pessoas loucas como você ❤

      Excluir
  13. Texto incrível! Me fez pensar muito e realmente eu estou na minha zona de conforto :/ Quero me arriscar e tal mas coragem me falta um pouco, seu texto me ajudou muito
    Vou sair já já haha bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que tentar, fazer o que gosta e o que te faz bem, mais leve, mais feliz ❤ Boa sorte com essa mudança, é muito bom se arriscar um pouco.

      Excluir
  14. Só uma perguntinha: Quando vai lançar teu livro? Quero esses teus textos em mãos hahahahah!
    Eu sou uma das pessoas que não saim da zona de conforto, mas quando dei uma fugida da mesma e vi o que o mundo me proporcionava, desisti de ficar sendo protegida por uma bolha!
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, que amorzinho, quero escrever em breve, mas sempre fica aquele receio de não ser bem aceito, sabe? Mas que bom que gostaria de ter, já né animou aqui ❤ Quando descobrimos o que tem além da bolha de proteção, não cogitamos maia voltar, não é? É muito bom poder conhecer o mundo, as pessoas, ter novas experiências.

      Excluir
  15. Olá,
    Adorei seu texto, em especial "Vejo muitas pessoas reclamando sobre a injustiça, mas nenhuma delas levantando para fazer a diferença."
    Por que é bem assim mesmo, é um texto bem realista, parabéns <3
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, muito obrigada, fico feliz que tenha gostado do texto ❤

      Excluir
  16. Olá! Sou completamente apaixonado pelos seus textos, eles sempre me fascinam. É um ótimo ponto de vista. Muitas vezes queremos ser felizes e descobrir novos lugares ou até mesmo viver novas aventuras, mas não queremos deixar nossa zona de conforto! Realmente, concordo com você! haha
    Adorei, parabéns e muito sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado quando queremos uma coisa, mas não nos mexemos para conseguir. A zona de conforto é complicada, mas felizmente conseguimos sair dela. Muito obrigada pelas palavras, é ótimo saber que gosta do que escrevo ❤

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤