12 setembro 2016

A verdade é que sou maria-mole

Eu não sou uma pessoa forte. Conclui isso quando me deparei com uma situação da qual não estava preparada. Não conseguir manter o controle me fez pensar que tinha alguma coisa errada nessa fachada que insisto em manter até mesmo nas horas mais impróprias. A verdade é que ninguém nunca vai estar pronto para as rasteiras da vida. A gente vai levando, torcendo para que as coisas fiquem bem e que nada dê errado, mas de vez em quando dá, e precisamos ter um emocional rígido para lidar com situações adversas, mas a verdade é que eu não tenho. Ninguém tem. Até mesmo a pessoa mais grosseira do mundo vai desabar em algum momento. Agora fui eu.
Meu coração não está mais como era até alguns dias atrás. Ele se partiu um pouco, tá chorando por dentro e quase saltando pela boca durante a madrugada de silêncio, mas tento manter a calma, apesar de chorar baixinho com o travesseiro. Eu não sou uma pessoa forte. Conclui isso quando fiquei doente no primeiro estágio emocional. Não sirvo para essas coisas e tampouco gostaria que situações assim existissem. Sei que é quase impossível, mas ainda assim torço para viver até o dia em que isso vai ser real.

No momento, me resta ter fé. Fazer uma prece, pedir proteção e talvez até acender um incenso, mas lá no fundo meu peito está gritando. No fim das contas, a gente só quer que tudo não passe de uma grande piada de mal gosto. É que sou maria-mole, sabe? Tenho certa inocência comigo. Acredito demais em poderes sobrenaturais e chazinhos que curam. Acredito na força de um fechar de olhos seguido de uma respiração funda. Acredito na energia positiva. Acredito em tudo e mais um pouco, mas talvez seja exatamente por acreditar tanto que as coisas passam ao meu favor. 

Eu não sou uma pessoa forte. Conclui isso quando uma crise de ansiedade me pegou de jeito e me impediu de vir aqui escrever ao menos uma linha. Sei que vai ficar tudo bem. Tem que ficar. Só que agora, neste instante, só gostaria de poder fechar os olhos com força e desaparecer, para, quem sabe, quando voltar, tudo esteja na mais perfeita harmonia. E então eu rezo, enquanto meu coração se despedaça.

26 comentários:

  1. Me identifiquei com cada linha, com cada palavra!
    As vezes para desabar basta um abraço, e todo o nosso muro de proteção se vai. A vida não é constante, e talvez seja esses altos e baixos que aos poucos destroem a gente. Mas o lado bom é que depois podemos construir algo novo, algo bem melhor que a construção anterior.

    www.verifiqueapagina.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou exatamente o que penso. Acho que é muito bom quando nos deixamos abater de fato e sentir essa dorzinha que incomoda. Depois, com o passar dos dias, as coisas vão tomando um rumo melhor e ganhando vida. Algo novo surge disso tudo ♥

      Excluir
  2. Olá Kelly, tudo bem? :)
    Gostei imenso do texto, está lindíssimo, gosto de todos os teus textos mas este tocou-me imenso pois eu senti cada palavra e identifiquei-me bastante com ele querida! Tu tens um dom incrível para a escrita, nunca desistas querida.
    Beijinho ❤
    Alexandra's World

    *Se quiseres passar no meu blog também, tenho um post novo e ficarei muito grata!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que te tocou lá no fundo, acho isso incrível e adoro quando alguém me diz que se identificou com o que escrevi ♥ Fico bem feliz que tenha sentido cada palavrinha. Muito obrigada pelo carinho.

      Excluir
  3. "A verdade é que ninguém nunca vai estar pronto para as rasteiras da vida."
    Seu texto veio de profundo com meu emocional. As coisas que sente... mano, pode parecer loucura, porém estou na mesma. ADOREI O TEXTO.

    www.sendoamora.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se você sentir o mesmo é bom ou ruim, mas fico bem feliz em saber que se identificou ♥ De vez em quando nosso emocional fala mais forte, não é? Mas é muito bom.

      Excluir
  4. Super me identifiquei com cada linha desse texto. Parecia eu escrevendo, haha. Acho impressionante como nos achamos fortes e indestrutíveis... até que a vida nos dá uma rasteira! O jeito é levantar a cabeça e seguir em frente, mesmo chorando.
    Um beijo enorme 💛
    Quase Aurora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, nos fazemos de pedra, mas na verdade somos mar agitado, cheio de altos e baixos. Uma hora desabamos, mas tudo se resolve com o tempo ♥

      Excluir
  5. Oii Kelly, tudo bem?
    Conheci seu blog por meio da página do face Daydream, primeiramente achei seu blog muito lindo :)
    Seu texto tbm me chamou a atenção, acho que sou do time da maria mole tbm, já tive crise de ansiedade e me senti fraca diante da situação, me identifiquei com seu texto.

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que bacana ter conhecido o blog por lá, é um grupo bem legal ♥ Muito obrigada pelas palavras e que ótimo ter se identificado, me dá um quentinho no coração quando me dizem isso.

      Excluir
  6. Eu também sinto que não sou uma pessoa forte, me despedaço com facilidade, tenho momentos de crises, de querer me isolar, de desaparecer e deixar que as coisas se ajeitem sozinhas. Mas a vida nos obriga a nos reerguer, frequentar a situação e no final sairmos mais forte dela.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não formos por nós mesmos, não fazemos nada por ninguém, não é? Às vezes a vida cobra e temos que guardar nossa dorzinha no peito e ir ajudar quem precisa, vivenciar o momento, mas tudo fica bem ♥

      Excluir
  7. Que texto mais lindo do mundo. Não me canso de dizer que você sempre me escreve nas suas linhas, sem-pre.
    Não sei o que é pior, ser sentimental demais e intensas como um oceano, ou aquele tipo de pessoa que não está disposto a sentir nada. Ambos fazem mal né?
    A gente nunca tá pronto para ter o coração partido, às vezes até leva tento para reparar os estragos e juntar os caquinhos, mas a gente consegue. E só por estarmos de pé (ou deitadas na cama afogando as lágrimas no travesseiro), provamos nossa força.
    "Conclui isso quando uma crise de ansiedade me pegou de jeito e me impediu de vir aqui escrever ao menos uma linha." eu que o diga rs, o Café pegando poeira.
    Ai ai.
    Você é maravilhosa!
    Não sei se é o eu lírico falando ou não, mas se for pessoal, saiba que tudo fica bem, sei que é a frase mais clichê do mundo e até irrita às vezes, mas não tem verdade maior que esta. Mil beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazem sim, acho que todos nós precisamos de um ponto de equilíbrio, mesmo que seja uma coisa boba que nos traz paz, mas precisamos. Essa coisa de ser muito frio ou muito intenso machuca demais. Um coração partido ou uma dor sentimental que seja sempre vai nos colocar a prova de tudo e de todos, mas é fato que conseguimos nos levantar e dar o nosso melhor, mesmo com o coração doendo. Tudo há de ficar bem, sim ♥ Espero que consiga colocar suas palavras para fora e voltar para o Café, viu? Nem sempre temos inspiração, mas de vez em quando essa válvula de escape precisa funcionar rs. Obrigada pelo carinho de sempre, moça.

      Excluir
  8. Que texto lindo! A verdade é que, esses altos e baixos são verdadeiros degraus pro nosso crescimento pessoal! Dói, machuca, parece que nunca vai passa... mas quando a gente vê, já foi, a tempestade virou brisa e as coisas voltam ao eixo!

    Textão!

    http://thaispietrobon.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São mesmo, são esses altos e baixos que nos fazem mais fortes e resistentes às pancadas da vida. Tudo passa, tudo se ajeita com o tempo ♥

      Excluir
  9. Já estou começando a reconhecer seus textos, por que eles são sempre incríveis, tocantes e cheio de sentimentos que me identifico ❤ beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que amor seu comentário ♥ Fico muito feliz em saber que pensa isso das coisas que escrevo.

      Excluir
  10. Eu senti esse texto dentro do meu peito!
    Sempre soube que sou maria-mole, mas a vida pega a gente de tal forma que mesmo sabendo dessa condição a gente se despedaça e fica sem controle. A vida é injusta demais e não prepara a gente pra nada... NADA!
    Texto perfeito, um beijo e sucesso! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não prepara nem mesmo para as coisas mais simples, quem dirá para aquilo que nos destrói aos poucos. Infelizmente temos esse descontrole conosco, mas uma hora ou outra aprendemos a ser equilibrados. Muito obrigada ♥

      Excluir
  11. Que texto lindo !!! Realmente as vezes acontece algumas coisas na vida que mexe muito com a gente.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontecem mesmo, coisas péssimas que nos colocam lá no chão, mas depois se ajeitam ♥ Pelo menos, torcemos para que sim.

      Excluir
  12. Oi Kelly, como você está? Acredito que todos nós somos em algum momento maria mole, o que acontece é que alguns de nós aguentam por mais tempo, enquanto outros desabam no primeiro round. Vivemos num mundo que gera muita pressão sobre nós, tanto pessoalmente como profissionalmente, no entanto é preciso manter o foco e seguir em frente, sempre firme. E aguardar que tudo se acalme. Excelente texto. Ótimo final de semana! Beijos, Érika =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse momentos de manter o foco é que é complicado, não? A gente vai levando, vai tentando se acalmar e equilibrar os sentimentos, mas de vez em quando nosso emocional fala mais alto e aí tudo desmorona. Felizmente a calmaria chega para todos ♥

      Excluir
  13. Parabéns pelo belo texto. Amei ler e algumas partes me fizeram lembrar de coisas que passei. Com toda certeza ninguém é sempre forte uma hora a gente desmorona.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos fortes até o momento em que a vida resolve nos testar, porque daí em diante é só questão de segundos para a fraqueza aparecer. Mas tudo há de ficar bem ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤