21 julho 2016

Escritores que me inspiram

Para quase tudo na vida a gente tem alguma inspiração. Pode ser uma pessoa simples e sem reconhecimento mundial, mas alguma coisa nela nos faz ter motivos suficientes para tentar. Escrever, por exemplo, é algo que jamais imaginei colocar em prática, principalmente quando se trata de algo público. Eu vivia lendo livros e pensando em como seria se aquela obra tivesse sido escrita por mim. Ou como seria se aquele texto bacana que circula pelas redes sociais fosse uma representação de um episódio pessoal. Então, sem motivo algum, tentei. Tentei porque tinha muitas inspirações e queria ser como eles. Muitos escritores me inspiraram para que eu chegasse até aqui e tivesse coragem de publicar um texto qualquer. Então, foi justamente por causa disso tudo que resolvi participar da blogagem coletiva desse mês do grupo Irmandade das Blogueiras. O tema é "escritores que me inspiram".
Caio Fernando de Abreu. O Caio começou a fazer parte dos meus dias quando ainda estava naquela época de Tumblr. Era apaixonada pelas frases e pelos textos de sua autoria. Vivia rabiscando suas escritas nos cadernos e usava até como referência para uma coisa ou outra. Acredito que todo mundo conheça ao menos um texto seu. Ele tinha uma coisa muito pessoal de não se importar com o que escrevia. Podia envolver todos os assuntos possíveis em uma única frase e ainda assim continuava sendo romântico e clichê. Suas palavras nunca eram somente palavras, era uma mistura de drama e sentimentos que até hoje ainda faz qualquer pessoa se identificar.
"Te desejo uma fé enorme, em qualquer coisa, não importa o quê, como aquela fé que a gente teve um dia. Me deseja também uma coisa bem bonita, uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo, que nos faça acreditar em tudo outra vez."
Fabrício Carpinejar. O Fabrício é um pouco como eu. Ele coloca flor em tudo quanto é coisa imaginável, mesmo que seja uma situação terrível. Em um mundo tão cheio de coisas ruins, ele insiste em trazer o sentimentalismo para a realidade e transformá-la em uma coisa alcançável. Felizmente ainda está por aí, tornando nossos dias monótonos em uma coisa bem mais bonita com suas escritas e com seu jeito bem pessoal de viver a vida. Apesar de nunca ter lido algum de seus livros, tenho um carinho enorme pelos textos que encontro espalhados pela internet.
"Não concordo com o hábito de ser pessimista para não sofrer depois. O pessimista sofre duas vezes, antecipando e cumprindo. O otimista, no máximo, sofre uma única vez. E nem sempre se aprende com o sofrimento. Já vi gente que sofre barbaridade e não muda nada. Sofre e termina mais egoísta, mais cético, mais isolado, mais frio. Pode-se aprender com alegria, não? A alegria ensina, ainda mais depois das dificuldades."
Martha Medeiros. A Martha foi uma das primeiras escritoras da qual tive contato. Também conheci seu trabalho por causa do Tumblr e acabei me apaixonando pela forma como ela lida com as palavras. Conheço dois dos seus livros e recomendo demais para quem quer aprender a ser feliz com as pequenas coisas. Ela trata de assuntos sérios com uma leveza absoluta, até mesmo quando não se pode fazer isso. De vez em quando imagino que é como se ela estivesse lendo nossos pensamentos e tentando nos ajudar de uma forma ou de outra. Sempre me identifiquei muito com seus textos, talvez pela forma singela, talvez pela complexidade, mas nunca me decepcionou.
"Em tempos em que quase ninguém se olha nos olhos, em que a maioria das pessoas pouco se interessa pelo que não lhe diz respeito, só mesmo agradecendo àqueles que percebem nossas descrenças, indecisões, suspeitas, tudo o que nos paralisa, e gastam um pouco da sua energia conosco, insistindo."
Charles Bukowski. O Charles é aquele escritor sem regras. Ele colocava suas mais sinceras palavras no papel e não estava nem aí para que os outros iriam pensar. Tinha uma grosseria predominante que ficava evidente em cada linha. Durante um semestre da faculdade cheguei a fazer um trabalho sobre sua biografia e finalmente entendi suas escritas. Apesar dos inúmeros problemas psicológicos que o envolviam com a bebida, nunca deixou de escrever. Usava situações cotidianas e seu pessimismo natural para criar um texto pesado e pessoal. Ele era aquela pessoa que tinha atitudes enquanto os outros só ficavam pensando. Às vezes tenho a sensação de querer ser como ele.
"Caí em meu patético período de desligamento. Muitas vezes, diante de seres humanos bons e maus igualmente, meus sentidos simplesmente se desligam, se cansam, eu desisto. Sou educado. Balanço a cabeça. Finjo entender, porque não quero magoar ninguém. Este é o único ponto fraco que tem me levado à maioria das encrencas. Tentando ser bom com os outros, muitas vezes tenho a alma reduzida a uma espécie de pasta espiritual."
Clarice Lispector. E, por último, temos a Clarice. Suas escritas são mais monótonas e deixam o dia um pouco pesado, mas carregam muito sentimento. Ela transforma tapas na cara em linhas poéticas. Não tem uma frase dela que não sirva para um momento da nossa vida, algumas até têm o poder de nos colocar no fundo do poço, mas por algum motivo conseguimos enxergar a tão falada luz no fim do túnel. Não sei exatamente se tenho admiração por ela, afinal, seus textos não são meus preferidos e considero seu jeito de escrever um tanto chato, mas ela me inspirou. Foi uma escritora incrível que ainda ganha muitos corações e que ganhou o meu também, mesmo que por acaso.
"Amanheci em cólera. Não, não, o mundo não me agrada. A maioria das pessoas estão mortas e não sabem, ou estão vivas com charlatanismo. E o amor, em vez de dar, exige. E quem gosta de nós quer que sejamos alguma coisa de que eles precisam. Mentir dá remorso. E não mentir é um dom que o mundo não merece."
Vou admitir que demorei um tempão para escolher somente uma citação de cada escritor, porque querendo ou não, todas são muito boas. Não tem como não se identificar e se sentir descrito. Acho que é exatamente por isso que me inspiram tanto, por conseguirem me descrever quando nem mesmo eu consigo.

32 comentários:

  1. Eita que pegou só os tops em moça.
    Quero tanto ler o novo livro do Carpinejar ♥.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Carpinejar manda muito bem com os textos ♥ Também ando namorando o novo livro dele.

      Excluir
  2. Que top poderoso hein? Eu amo/sou esses autores também, mas claro que a listinha dos que me inspiram inclui J.K. Rowling, Tolkien, C.S. Lewis... KKKK São tantos! É muito bom quando as obras expressam o que estamos sentindo, e acabam nos inspirando a criar coisas novas <3 Ha, e eu vi o novo do Carpinejar. Tá amor <3 Um beijo : *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei deixando os escritores internacionais de lado justamente por isso, porque tinha certeza de que não conseguiria escolher um número limitado rs ♥ Mas realmente tem muitos bons por aí. É maravilhoso quando nos identificamos com outras escritas.

      Excluir
  3. Amo Caio Fernando de Abreu, amei a escolha dos autores <3
    Parabéns pelo blog, já estou seguindo para poder acompanhar as novidades

    www.papomoleca.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caio é muito amor ♥ Fico feliz que tenha gostado daqui, seja bem-vinda.

      Excluir
  4. Sabe a Clarice? Sou apaixonada ♥
    Sabe o Caio? Ele me descreve em tudo ♥
    Os outros eu não conhecia ainda.

    ResponderExcluir
  5. Dos que você citou entra na minha lista o Caio Fernando Abreu, Marta Medeiros e Clarice Lispector. Principalmente Clarice, ah não tem como não gostar dela. Belo post! Grandes inspirações, grandes talentos!
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Clarice é um pouco fora do clichê sentimental, mas carrega tanta coisa intensa nas palavras que acaba cativando ♥ Que bom que gostou, moça. São mesmo grandes inspirações.

      Excluir
  6. Entendo você perfeitamente, essa coisa de imaginar como seria se o livro tivesse sido escrito por mim haha e até a necessidade de escrever e ser como eles.
    Caio me inspirou demais também, amiga. Especialmente nessa época tumblr! O Fabrício então? Me arranca suspiros. O Bukowski, no entanto, é de longe o que mais me identifico, fantástico!
    O post ficou maravilhoso.
    Mil beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tumblr nos ajudou bastante com as inspirações, não é? Me lembro de quando entrava só para compartilhar uma publicação de texto ou uma frase motivacional rs. Amava essa época ♥ Bukowski é um escritor intenso e claramente bem real.

      Excluir
  7. Martha Medeiros e Clarice Lispector sempre terão um lugarzinho no meu coração. De verdade. Gosto muito de ler seus textos, trechos de frases ou algo do tipo. São verdadeiras inspirações. E como você mesma disse, para quase tudo temos inspirações. Pode ser uma pessoa sem reconhecimento mundial. E aqui me vejo falando mais uma vez que isso vale para você e seus textos que estão sempre servindo de inspirações, rs. ❤ Amei o post, moça. Todos são grandes e incríveis escritores. ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ter inspirações é uma das melhores coisas, até porque, é uma forma de aprender ♥ Awn, eu fico muito, muito feliz em saber que te inspiro com minhas escritas. Dá um quentinho tão bom no coração. E sobre os escritores, eles são sim incríveis. Conseguem descrever qualquer pessoa.

      Excluir
  8. Um dos escritores que mais me inspira é o Lewis Carroll *_* ele é autor do meu livro favorito e de uma das histórias que mais me inspira: Alice no País das Maravilhas! Tá bom que ele já morrer, mas mesmo assim...

    Agora um autor (autora, no caso) vivo é a A.G Howard *•*

    Adorei o seu post!

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem que escritores nunca morrem, não é? Por mais que não estejam por aqui, ainda ficam vivos com seus textos e histórias. Acho isso lindo ♥ O Lewis é um escritor e tanto.

      Excluir
  9. Leio poucos livros, então acabo não tendo muitos autores preferidos.. =/

    Memórias de uma Guerreira

    ResponderExcluir
  10. Eu amo Caio e Clarice, gosto de todos os outros, mas esses dois são os melhores! ♥ Amei o post! Muita inspiração ai, escolhesse os melhores, eles também me inspiram muito! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, que bom que te inspiram, são grandes escritores ♥ Eles fizeram uma fase da minha vida bem mais bonita e suportável rs.

      Excluir
  11. Aaai, amo todos *-* Principalmente Clarice Lispector e Caio Fernando Abreu, foi os primeiros escritores que li <3
    Amei suas escolhas!
    Beijos
    http://blog-mundodalua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São incríveis, não são? Fico feliz que tenha gostado, moça ♥

      Excluir
  12. Com exceção da Clarice, os outros conheço bem pouco. Mas pelas frases dá pra entender bem o porquê eles te inspiram. *-*
    Na verdade, eu acho que quase todos os escritores tem algo que vai nos inspirar. Seja um livro, um texto, uma frase... <3
    Beijos! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o que disse. Todo escritor nos inspira em algum sentido, mesmo que seja na forma como coloca uma barra rs ♥

      Excluir
  13. Acho que é difícil não gostar da Clarice, né? haha Uma das minhas favoritas, e o Caio Fernando de Abreu é uma inspiração para mim <3
    Confesso que desses que você citou, o Charles Bukowski é o único que eu não conheço muito bem o trabalho, mas já vou procurar saber mais, fora isso, sua lista ficou muito boa, ótimas escolhas :)
    Beijo!

    Laflorando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela tem uma escrita bem pesada, mas realmente é difícil imaginar alguém que não goste de uma frase sua ♥ O Bukowski é um escritor bem peculiar, talvez entenda quando ler algumas outras frases dele. Ele tem aquela coisa de chutar o balde rs.

      Excluir
  14. Caio Fernando de Abreu e Clarice <3 São incríveis e imagino o quanto foi difícil pra você escolher só uma citação para cada. Ser escritor talentoso é muito admirável, se eu tivesse escrito tais obras e inspirado outras pessoas também teria muito orgulho de mim!
    Beijos

    Juhlihipy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mega complicado rs. Sabe quando você abre o bloco de notas, separa algumas citações e fica tentando escolher uma só? Mas todas são ótimas ♥ Super concordo contigo, deve ser uma sensação muito boa.

      Excluir
  15. Muito legais seus preferidos. Desses os que mais gosto são a Martha e o Carpinejar, que é meio que meu vizinho aliás hehehe
    Nunca li Bukowski, mas tenho muita curiosidade!
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Que bacana isso rs ♥ São escritores ótimos, de fato. Sobre Bukowski, leia um dia, talvez goste muito e talvez odeie rs.

      Excluir
  16. Acho que o único que eu não conhecia é o Fabrício Carpinejar, os outros eu conheço graças ao tumblr. O meu favorito com certeza é o Bukowski, mesmo ele sendo meio grosso não tem como não gostar e admirar a sinceridade que ele colocava em seus textos.
    Ótimo post *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabrício é aquela pessoa que "seja o que flor, floresça" rs ♥ Amo as escritas dele, são sempre cheias de intensidade. O Bukowski é incrível, tem um jeito só dele.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤