02 maio 2016

No escuro

Ainda era cedo e eu já estava arrependida de ter vindo nesse encontro. A conversa ao lado sobre quem estava melhor com a vida já deveria ter acabado há algum tempo. Ora, ninguém nunca vai estar satisfeito completamente, mas todo mundo é meio feliz, não é? Ainda não sei o motivo de insistirem nesse assunto. Fico imaginando que tipo de prêmio cada pessoa ganha por estar melhor do que o outro. Será que existe isso? Por Deus, espero que não. Mas acho que os seres humanos ficam na esperança de se sentirem realizados contando cada momento de dez anos atrás. Sinceramente? Eu queria mesmo era estar vendo um filme com um moletom velho e um cobertor de companhia. Me pouparia ter que escutar tanta besteira.
Acho que cansei das pessoas, sabe? Preciso fazer um anotação mental para não repetir eventos como esse. É como se fosse um grande jogo e eu estivesse perdendo feio para pessoas que não valem um real. Não tenho nada além da minha vida medíocre e singela em um apartamento que mais se parece uma caixinha de fósforos. Essas pessoas têm tudo.

- Ei, você tá aí ainda?

- Desculpe, viajei por um momento... O que você disse mesmo?

- Perguntei se está gostando do lugar. 

- Um encontro às escuras não faz muito o meu tipo, mas não é ruim...

É sim. É péssimo, mas eu não iria falar isso no meu primeiro encontro depois de tanto tempo. Seria grosseria, não seria? O problema são as conversas alheias. Elas me tiram a concentração e me deixam intrigada com tamanha ignorância.

- Talvez queira ir para um outro lugar. E talvez a gente possa se ver, literalmente.

- Acho que perdi o jeito com essas coisas, sabe?

E ele soltou uma gargalhada gostosa que quase me deu vontade de beijá-lo por alguns instantes e esquecer daquela gente mesquinha. Eu não o conheço muito bem, mas até agora ele foi a única pessoa nesse metro quadrado que não falou nada muito absurdo. Se parece um pouco comigo, só que é mais alto, mais bonito e tem um pouco mais de habilidade para lidar com as palavras. Eu não sei fazer isso. Sou péssima.

- Ei, moço, você quer ir lá em casa? Talvez a gente possa ver um filme e comer algumas porcarias. Essa comida aqui nunca foi tão ruim.

- É uma ótima ideia. E vou poder ver sua cara depois de roubar um beijo...

Tudo bem. É exatamente por causa disso que eu não sei falar nada de útil. As pessoas me pegam de surpresa e a única coisa que me resta é ficar vermelha e dar um sorriso bobo. Mas a ideia do beijo não é nada mal, mas, nesse caso, ficar aqui no escuro seria uma boa. Na verdade, acho que nenhum outro lugar seria melhor do estar aqui, agora, com ele. É, moreno, talvez eu ainda goste de algumas pessoas.

18 comentários:

  1. Lindo é ver que mesmo quando a gente acha que não consegue sentir mais alguém chega e derruba essa história de falta de sentimentos.
    Lindo Texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, sempre vai ter alguém pra acabar com essa casca grossa que vamos criando com o tempo ♥ Obrigada, moça.

      Excluir
  2. E põe casca nisso! Às vezes alguém feriu nossos sentimentos, ou simplesmente vivemos a experiência através de outro, alguém próximo, e buscamos ao máximo evitar que aconteça conosco. Mas eu acredito que quando o sentimento é real, e saudável... bom, ele nos conquista e ultrapassa os nossos receios <3 Um beijo : * (Lindo texto, como sempre)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem verdade o que falou, moça. A gente fica com aquele receio de acontecer de novo ou da mesma forma que aconteceu com outra pessoa. Por diversas vezes nos afastamos por causa disso, mas sempre vai ter alguém pra nos tirar essa bolha de proteção. Quando o sentimento é saudável, é mesmo uma delícia.
      Obrigada pelo carinho ♥

      Excluir
  3. Texto maravilhoso menina! <3
    Você sabe escrever demais! Parabéns, você tem talento!
    Beijos!

    http://www.blogdakah.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, muito obrigada ♥ Fico feliz que tenha curtido.

      Excluir
  4. Que texto incrível! Me identifiquei um pouco, estava me sentindo meio "coração de gelo" há algum tempo, mas parece que estou derretendo aos poucos, não sei bem, haha.
    Você escreve muito bem, parabéns!

    Beijinhos e boa semana!
    www.julietaemparis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aos poucos a gente se derrete mesmo, sempre vai ter aquele sentimento mais quentinho pra provar isso. "Vale a pena derreter por algumas pessoas" ♥

      Excluir
  5. Amei esse texto! Me identifiquei demais! Às vezes as pessoas ao nosso redor não fazem sentido algum e nos sentimos deslocadas. Mas é tão bom quando chega alguém e mostra que ainda vale a pena acreditar, né? Beijo!

    Ei Carol!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me sinto exatamente assim em diversos momentos. Como se não fizesse parte desse grande mundo que todo mundo vive. Mas quando aparece alguém tão deslocado quanto a gente, a coisa muda ♥

      Excluir
  6. Não é novidade que eu amo os seus textos. Acho incrível poder me imaginar nas suas histórias. Achei esse texto um amorzinho e, sinceramente, acho impressionante quando alguém aparece para nos resgatar e nos tirar um pouco a sensação de patinho feio por estarmos entre pessoas um tanto diferentes, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, é tão bom ler isso ♥ Também gosto muito quando aparecem essas pessoas. A vida fica um tantinho menos chata, mesmo que não tenhamos coragem pra admitir isso.

      Excluir
  7. Amei o texto!
    Vc escreve mt bem...
    Seu blog é lindo tbm!! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, obrigada, moça ♥ Que bom que gostou.

      Excluir
  8. Muito legal o texto. Fiquei torcendo pra que eles se vejam logo hehehe
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há, que bom que gostou, moça ♥ Muitíssimo obrigada.

      Excluir
  9. Que texto mais amooooooooooooor
    como eu pude sumir por tanto tempo longe daqui?
    não sei
    pode me dar um tapa
    me encanta o jeito que tu brinca com as palavras e conta histórias como se tivesse vivido cada uma delas (e talvez tenha, vai saber).
    você é demaaaaais
    mil beijos
    ♥♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Beca, sempre bom ter você de volta aiuheiuhae ♥ Te dou um abraço depois, tava com saudade. Eu fico muito feliz em saber que gosta disso, dessa brincadeira.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤