04 março 2016

Das coisas que aprendi com o jornalismo

Faculdade é sempre sinônimo de novas situações, algumas até bem constrangedoras. Não que isso seja uma coisa ruim, muito pelo contrário, é divertido, é diferente. Quando optei por fazer Jornalismo, pensei em inúmeros caminhos para seguir depois de formada. Hoje, faltando só mais três semestres para acabar o curso, me sinto totalmente perdida. Eu me encaixava nas disciplinas de uma forma tão fácil que era até estranho. Ultimamente, é como se estivesse indo por um caminho oposto. O mais complicado de tudo isso, é que nenhuma vertente tecnicamente jornalística me agrada. É como se tudo precisasse de muito mais formalidade do que eu realmente gostaria. Mas há um ponto positivo nisso. Aos poucos estou conseguindo me encontrar e entender o que realmente quero.
Não consigo me enxergar na frente da televisão apresentando uma matéria, sendo repórter. Também não consigo me enxergar atrás de um microfone, sendo radialista. Eu quero muito mais do que isso. Talvez eu siga um caminho diferente quando concluir essa etapa, quem sabe até tente uma área diferente, mas uma coisa de que tenho certeza, é que o jornal me rendeu boas lições. Eu aprendi muito mais coisas do que imaginava. Entendi um pouco do universo. Passei a compreender as pessoas. Me tornei mais humana. Apesar dos meus gostos, o jornalismo me abriu um leque de opções que vai muito além do que se pode tentar entender. Com tudo isso, pensei naquelas pessoas que estão começando a faculdade agora e que, por um acaso, escolheram o jornal. Separei, então, alguns pontos sobre o curso.

Você precisa ter a mente aberta

O jornalismo, assim como a Publicidade, é um curso que envolve um mundo inteiro. Se você chegar na faculdade com uma opinião própria e intacta, achando que ninguém pode te fazer mudar de ideia, esqueça. Dê meia volta e fique em casa. Não digo isso por grosseria, mas sim porque é necessário estar em constante transformação. Talvez você não goste disso e daquilo, mas vai precisar encarar em algum momento. Terá que dar o seu melhor. Com o tempo, você nem julga mais, não critica mais, deixa de lado aquela lista de pré-conceitos que tanto utiliza de vez em quando. E quer saber um segredo? A sensação é ótima.

Haverá inúmeros desafios

Encarar algo que não gosta não chega nem aos pés dos desafios que terá que passar durante os quatro anos de graduação. Haverá semestres em que todas as disciplinas terão trabalhos bastante complexos para entregar em uma semana. Por sorte, ou não, quase todos são para entregar no mesmo dia. E não são trabalhos simples. Terá que pautar um assunto, conseguir fontes para entrevistar, um local adequado para gravar, um punhado de pesquisa em mãos, sem contar dos diversos "não's" que você receberá quando mais precisar de uma gravação. Mas não pense que isso é ruim. Ser pressionado nunca é algo agradável, mas você aprende tanta coisa que até esquece. No fim, você só quer dar um abraço apertado no seu trabalho de tão lindo que ficou. Coisas da vida.

Você precisa ser totalmente de humanas

Não no sentido literal, haverá disciplinas de exatas no meio que te farão ficar de cabelos brancos caso não goste muito de números e porcentagens, mas no sentido de que você precisa ver as outras pessoas. Precisa, além disso, enxergá-las como um indivíduo. Em um dado momento, depois de muitos sermões dos professores, você vai estar tão "de boas" com as coisas, que nem vai se importar mais com a lista infinita de energias negativas. Você passa a entender melhor o outro. É uma coisa bem complexa, mas muito aconchegante.

O jornalismo vai além das câmeras

Uma coisa que escuto constantemente quando comento sobre a minha graduação, é que em breve as pessoas irão me ver no jornal do almoço local. Talvez um dia eu chegue até lá, talvez até seja repórter, mas o curso vai muito além disso. Há produtores, pauteiros, apresentadores, redatores, editores, revisores. São tantos cargos que eu ainda nem conheci todos eles. De fato ainda não me encontrei em um específico, talvez demore um pouco mais para cair a ficha, mas as opções são inúmeras. Uma coisa importante que escuto desde que entrei na sala de aula, é que você tem total liberdade de escolher o que vai querer ser, mas precisa ter uma bagagem imensa de conhecimento para ser qualquer coisa.

As histórias são um brinde

E uma última coisa que me ganha por completo. As histórias que você vai levar para o resto da vida. Você passa a conhecer tanta gente, tantas vidas, tantos fatos contados pelo telefone, por e-mail, através de gravadores, através das lentes e até por cartas. São histórias de pessoas que venceram na guerra, sobreviventes armados, vítimas esquecidas, personalidades marcantes, telegramas perdidos. São histórias tristes que te fazem olhar para cima segurando o choro. São romances com finais felizes. São famílias devastadas pela perda. São sorrisos de um melhor momento. É algo impossível de explicar sem ficar com um sorriso bobo no rosto e o olho cheio de lágrima. Essas histórias são a cereja do bolo. É trabalhoso, mas vale a pena.

30 comentários:

  1. Amei o post, Kelly. Gosto muito da forma que tu enxerga as coisas, e acredito que várias coisas que tu citou no post são super importantes para levarmos para a nossa vida. Eu estava decidida a fazer jornalismo uma época, mas de tanto pesquisar, percebi que não me encontrei muito em uma profissão exatamente jornalística. Assim como tu disse, eu quero muito mais do que isso! Há tantas possibilidades, e eu tenho certeza que tu vai saber explorar bem todos os conhecimentos que adquiriu. Ultimamente estou apaixonada por Publicidade e Propaganda, creio que é o curso pra mim. Ah, e tu já está bem no finalzinho <3 Não achava que faltava tão pouco hehe. Ano que vem vai ser a minha vez de começar a facul =)
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muita gente passa pela mesmo impressão da qual você teve. Eu também senti isso e agora ando sentindo novamente, mas depois você percebe que são tantos caminhos. É quase impossível focar em um única coisa. Espero conseguir explorar sim e muito bem. Fazer valer a pena, sabe? Publicidade é um curso muito parecido com o Jornalismo, só que mais voltado para o entretenimento, aliás, é o que penso em fazer depois que terminar esse ♥ Tomara que goste da faculdade, dessa vida mais corrida, porque é uma delícia. Você vai ganhar uma bagagem imensa.

      Excluir
  2. Adorei o texto Kelly! Faço jornalismo, estou um pouco atrás de você mas me encontro exatamente nessa mesma situação. Atualmente faço estágio de assessoria mas fico meio com dúvida se é isso mesmo que eu quero pra minha vida e tal. Eu amo o curso, é lindo, você aprende muito de tudo, o universo pra comunicação é imenso, mas eu não me vejo sendo âncora, repórter... nada disso. Enfim, espero que você encontre um caminho e eu também! E, comenta mais aqui sobre jornalismo, porque amo <3
    Sucesso pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assessoria é bem puxado, mas dizem que é muito bom trabalhar com isso, principalmente para botar em prática o que você está estudando. Somos duas perdidas nesse meio, mas espero que consiga se encontrar por aí. Uma hora vai conseguir focar naquilo que tanto quer, mas nem faz ideia disso. E vou sim, ainda pretendo fazer muitos posts sobre o curso ♥

      Excluir
  3. Eu adorei o post. Quando foi para decidir qual curso fazer, jornalismo foi o que mais me agradou e, aparentemente, é o que mais tem a ver comigo. Logo mais começo a cursar e já fico nervosa por não saber se vou me dar bem, se isso é pra mim msm. Mas, se até você que já está no finalzinho sente isso, imagina eu que nem comecei. Haha
    Enfim, mas gostei bastante do que você disse no post. De certa forma, quando leio coisas assim, me sinto um pouco mais motivada para cursar Jornalismo. Espero mesmo ver mais postagens sobre isso por aqui.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todo mundo fica um pouco assim no começo. É como você disse, eu que estou já quase terminando ainda me sinto assim, imagina quem ainda nem teve a chance de ver como é. É complicado. Espero que goste bastante do curso, e que aproveite muito também. Você vai aprender coisas valiosas que vai levar para o resto da vida, te garanto ♥ Boa sorte.

      Excluir
  4. Amei o post! Me ajudou muito já que estou em dúvida em que curso seguir, e jornalismo é um deles. Beijoo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que bom que gostou ♥ Será que temos uma futura colega de profissão? Espero que consiga escolher.

      Excluir
  5. Quando comecei o curso eu tinha uma visão do jornalismo e sobre o que eu seguiria após a formatura, mas hoje, faltando poucos meses para este momento, estou completamente diferente. Assim como a você, o curso me modificou, me mudou, revelou novas ideias e possibilidades. É uma profissão muito ampla, apesar do senso comum acreditar que se trata apenas de câmeras e microfones. É engraçado pensar que, apesar da minha experiência em TV nos estágios e das diversas disciplinas, foi o blog que acabou me encaminhando para o que pretendo seguir. Concordo com você sobre todos os itens, e ha... jornalismo é a minha paixão, então sou suspeita para falar né? KKKK Um beijo : *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa parte da transformação é incrível, não é? O problema mesmo é que ela nos deixa num meio termo um tantinho chato. Não saber exatamente para onde seguir é bem angustiante, mas tenho certeza de que vai se achar em algum momento, talvez quando estiver lá apresentando seu TCC. Acontece. O jornal também é um grande amor da minha vida ♥

      Excluir
  6. Adorei o post. Eu não faço jornalismo, e sim design, mas me enxerguei nas suas palavras. Quando você estuda um curso de "humanas" você passa a enxergar o ser humano com outros olhos, é como se você tentasse entender como ele chegou ali e toda sua trajetória. E realmente isso é lindo. E como você bem disse, tem matéria que vai te pressionar ao extremo, mas você cresce tanto com a experiência que se torna mega válida.
    Bjs

    Meu Mundinho de Sofia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Design também é um curso ótimo, me identifico com muitas coisas dessa área ♥ Acho que é exatamente como disse, quando estudamos um pouco mais sobre os outros, conseguimos ter uma visão completamente diferente. Nos tornamos mais de carne e osso. É realmente encantador.

      Excluir
  7. Ah, em breve mais uma colega diplomada! :D

    Essa fase que tu vives é perfeitamente normal e, ouso dizer, todo estudante de jornalismo passa, já passou ou vai passar. Mas, como diz no texto, o Jornalismo nos agrega muito como pessoas. Talvez isso se dê porque ele nos força a enxergar o outro, torná-lo objeto da nossa atenção, mesmo nessa sociedade cada vez mais egoísta. Afinal, as histórias são feitas de pessoas e por pessoas. Nosso dever é dar voz para elas. Pelo menos na visão mais utópica da coisa.

    Beijão e se precisar de algo nessa reta final, pode contar com o apoio da colega gaúcha aqui. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, em breve sim ♥ Espero que você esteja certa, viu? Vou torcer para que seja assim mesmo. Infelizmente o mundo realmente se tornou muito egoísta, é até estranho estudar sobre valores éticos, dar voz ao povo ou entender o que a outra pessoa está sentindo. Isso abre uma infinidade de ângulos diferentes. É lindo e ao mesmo tempo um grande desafio. Mas, que venha a reta final ♥ Obrigada pelo carinho, moça.

      Excluir
  8. a partir de amanha talvez me torno caloura do curso de jornalismo venho sonhando com isso a 4 anos <3 é tanto amor, é tanta felicidade que ma estou cabendo em mim <3 obrigada pelo o post veio a calhar (deve ser sinal de Deus pra acalmar meu core que ta a mil)

    escrevendodepijama.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que amor ♥ Uma colega de profissão então, que coisa linda. O curso é uma delícia, aproveita muito porque as experiências que você vai adquirir são indispensáveis lá na frente. E que ótimo que te caiu certinho. Tenho certeza de que vai adorar estar no meio dessa confusão.

      Excluir
  9. Adorei!
    Minha irmã é jornalista há pouco mais de 10 anos, sempre ouvi as mesmas coisas descritas no post. Aliás, ela sempre tentou me levar pra área da comunicação, mas não deu certo e eu optei pela biológica mesmo rs.


    beijos

    http://jurodemindinho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, pelo menos você se deu bem no que escolheu e isso é ótimo, não é? Tanto uma quanto a outra são muito boas e muito dinâmicas. Eu adoro isso, mesmo ♥

      Excluir
  10. Cursei publicidade e é bem por aí mesmo! Vc entra no curso, se apaixona por uma cadeira e acha que vai fazer aquilo pra vida inteira só pra depois no próximo semestre descobrir que tem algo que vc ama mais kkkkkkkkkkkkkkkkkkk!
    Beijos!

    Querido Deus,obg por me exportar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, moça. A gente fica ali querendo um caminho e no fim das contas está totalmente ao contrário. É ruim por um lado, mas bom por outro. Tomara que essa descoberta seja breve ♥

      Excluir
  11. adorei o post, muito bom, eu quero fazer jornalismo, estou no ultimo ano do ensino médio, ano que vem se eu conseguir vou fazer uma particular na minha cidade, eu sou tímida mas sempre no escoteiro ou outro lugar quando tem que ir falar com alguém eu que sempre vou, eu adoro me comunicar com os outros e quero logo ir para faculdade.
    rebeldiaemv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom que dê uma olhada geral na grade do curso e veja se é isso mesmo que quer, pois gostar de se comunicar não quer dizer nada. Muitos outros cursos se encaixam nesse quesito. Espero que se encontre, e se for Jornalismo mesmo a sua escolha, uma boa sorte ♥

      Excluir
  12. Ameeeei o post, eu queria cursar Jornalismo, mas mudei de última hora, de qualquer jeito, acho linda a profissão e sucesso pra tiii! <3
    http://www.leiturateen.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, a profissão é linda ♥ uma pena que tenha tanta coisa negativa circulando por aí.

      Excluir
  13. Oie Kelly, ingressei nesse mundo mágico do jornalismo esse semestre. E estou amando. Venho das exatas, q não me completavam, e agora me sinto em casa! Espero viver tudo que você citou, mas principalmente a parte das histórias!
    Muito sucesso moça!
    Achei as Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, é muito bom saber que se encontrou no Jornal ♥ Espero que continue se sentindo assim até o finalzinho do curso, porque por mais que eu ame a profissão, me desencantei muito de uns tempos para cá. E te garanto que logo vai conhecer muitas dessas histórias. Boa sorte.

      Excluir
  14. Muito bom teu post Kelly! Pra quem deseja cursar jornalismo realmente você abre os horizontes a respeito da área. bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O próprio jornalismo tem horizontes imensos, né? Fica até difícil entender tudo, mas é uma delícia ♥

      Excluir
  15. O melhor texto explicando sobre jornalismo! Gostei do seu ponto de vista, estava pensando em cursar jornalismo e incansavelmente pesquisava e era sempre a mesma explicação, o básico do que é o jornalismo.
    O legal é quem já fez ou cursa para sentir mesmo como é. Adorei o post!

    www.faseseestacoes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem complicado escrever sobre isso, sobre essa sensação de estar cursando. Acho que talvez seja por isso que os posts não saiam da mesmice. Mas é muito bom que pesquise mesmo, para se sentir segura em cursar ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤