16 fevereiro 2016

Do que um blog realmente precisa?

Quando criamos um blog, não temos ideia do que queremos de fato, apenas precisamos de um cantinho para desabafar ou de algumas folhas em branco para sair escrevendo desventuras por aí. É difícil imaginar alguém já começar lá no alto, com milhares de seguidores, uma página com inúmeras curtidas e interações, leitores fiéis e um conteúdo programado para os próximos cinco anos. É claro que seria muito mais fácil, mas será que daríamos valor? Será que o consideraríamos um pedacinho nosso? Eu passo tanto tempo escrevendo postagens, separando imagens, listando temas, procurando projetos, caçando tutoriais e interagindo com quem me lê, que praticamente me sinto em casa. Mas será mesmo que precisa de tanta atenção assim? Precisa sim, e é justamente sobre isso que vim escrever.
Eu não sou nenhuma entendida no assunto, mas quando você passa a conhecer outros blogs, a interagir com outras pessoas e a ficar mais atenta quanto a qualidade do que escreve, abre um mundo de possibilidades. Hoje em dia já tenho uma noção mais ou menos segura do que os outros esperam ver em um blog, seja ele pessoal, de moda, de fotografia ou literário. Há princípios básicos que fazem toda diferença e que ajudam muito na hora de criar conteúdo. Provavelmente a maioria das coisas que irei citar já são conhecidas e até praticadas por muitos, mas sei também que esse é um assunto que nunca é demais. O que eu vejo de dúvidas a respeito da blogosfera talvez seja até assustador, mas é algo extremamente necessário, afinal, todos nós estamos aprendendo e tentando entender um pouco melhor sobre tudo isso. Pensando em um contexto geral, separei alguns pontos que merecem atenção, assim como algumas dicas que aprendi quando comecei e que repasso agora para quem tiver interesse.

Sobre o que você quer escrever?

Quando se cria um blog, precisa-se ter em mente sobre o que você quer escrever. Deve-se pensar nos assuntos que domina e que tem total liberdade e confiança de falar sobre. Se você gosta de moda, mas não tem um mínimo conhecimento sobre isso, é bom que foque naquilo que realmente entende de fato. Talvez goste de livros, então pode fazer resenhas. Talvez curta ver filmes, então pode dar indicações. Talvez se anime na crianção de histórias ou textos. Há inúmeras possibilidades e você pode colocar tudo isso em um só lugar.

Deixe um pouquinho de você em cada canto

Como você é? Como é o seu jeito quando conversa com alguém? Que palavras usaria? O seu blog deve ter sua essência, ter um pouquinho de você nas palavras, no layout, na forma de responder os comentários, de indicar alguma coisa. Quando se é transparente nesse sentido, consegue-se criar até mesmo amizades e leitores que se identificam com você. Deixar uma marquinha em cada canto é uma das melhores coisas que existem. 

Escreva por prazer, não por obrigação

Muitas pessoas criam um blog com a intenção de ganhar fama e dinheiro. Aos que pensam assim, só tenho uma coisa para dizer: mais cedo ou mais tarde você vai perceber que o reconhecimento só acontece quando se faz as coisas por prazer. Escrever por obrigação é péssimo e não prende ninguém. Você precisa gostar disso e se identificar. Quando se faz alguma coisa com ânimo, gera um resultado incrível. Sem falar que o retorno dos leitores é maravilhoso. Manter um blog somente por dever é um saco.

Plágio não é nada legal

Quem me acompanha nas redes sociais ou nos grupos de interação, sabe que tive vários problemas de plágio por causa de uma mesma pessoa. Isso não é nada bacana e perde totalmente a credibilidade e confiança que você pode vir a sentir no outro. Se inspirar em um texto, em um tema ou em um projeto, é legal sim e eu super apoio coisas desse tipo, mas precisa ser transformado em algo só seu. Não deve ser uma cópia. Jamais. Seja original e criativo. Invente algo novo. Escreva seus próprios textos e coloque seus próprios sentimentos nele. Se for copiar algo, pelo menos dê os devidos créditos.

A fama não deve ser seu motivo principal

Quando entrei na blogosfera, vi uma competição tão absurda entre os blogs que quase tive vontade de ir embora e nunca mais voltar. Ninguém precisa passar por cima de ninguém para ganhar reconhecimento, afinal, isso irá vir no momento certo e por causa do seu trabalho. Uma das coisas que mais me incomodam, ainda, é o fato de que as pessoas vivem pela troca de favores. Se você me seguiu, no mínimo irei pensar que gosta daquilo que faço, não porque espera que eu siga de volta. Sei que os números são importantes e que a quantidade de seguidores, de curtidas e de visualizações são indispensáveis, mas tudo isso vai crescer aos pouquinhos. A fama pode acontecer sim, mas é só uma consequência.

Seja criativo

Um último conselho é que todo e qualquer blog precisa ter por trás uma mente bastante aberta para a imaginação. Precisa ter ideias e objetivos que, por mais pessoais que sejam, nos enchem de orgulho quando são atingidos. Precisa haver interação, projetos interessantes e uma lista infinita de possibilidades. Um blog não é só um site qualquer na internet, acho que ele nem mesmo pode ser chamado assim. É muito mais do que isso e muito mais do que conseguimos enxergar. É um cantinho só seu e que deve ser do seu jeito. Pode ser uma válvula de escape, um lugar para esquecer dos problemas, uma inspiração ou o que quiser transformar.

Alguns sites importantes

Também separei algumas coisas importantes que podem ajudar muito na hora de criar uma carinha para o blog. Seria muita hipocrisia minha dizer que ninguém rapara nisso. Eu mesma adoro entrar em um blog e ver que ele está todo arrumadinho. Você tem a sensação de que há um certo cuidado, um certo carinho por trás das postagens. Também detesto olhar o meu blog e pensar que ele não está me agradando por conta disso e daquilo. Você está criando um blog para as outras pessoas admirarem, mas também está criando para si mesmo e precisa gostar daquilo que quer passar aos outros. É importante se colocar no lugar do outro. Aliás, acho que para ficar mais fácil de entender, lhe pergunto: você gostaria que tal coisa fosse feita para ou com você? Se a resposta for negativa, é melhor tomar cuidado.

Google Fonts: um site repleto de fontes bem bacanas.
We Heart It: um site com um punhado de imagens para os seus posts.
Follow Your Dreams: um blog cheio de coisas úteis para quem quer se arriscar com HTML ou precisa de algumas dicas para começar.
Iconfinder: inúmeros ícones gratuitos e pagos.
Unsplash: mais uma variedade de imagens para ilustrar suas postagens.
Sernaiotto: outro blog de utilidade pública com diversas coisas que você precisa saber sobre a blogosfera. Além disso, também surgem alguns projetos de vez em quando por lá.
Cherry Bomb: mais um blog muito útil com vários tutoriais.
DaFont: mais um site de fontes, só que com uma variedade muito maior.
Cor Seletiva: um portfólio lindo para quem quer investir em um layout.

E por fim, a regra mais importante para se ter e manter um blog é que NÃO HÁ REGRAS. Você só precisa dar muito amor e carinho. É igual uma plantinha. Vai haver momentos de crescimentos, momentos ruins, momentos de cansaço, momentos em que as flores irão cair e que só vai restar alguns galhos sequinhos, mas tudo isso pode ser resolvido com um tempinho de cuidado e dedicação. Com o tempo, as flores voltam.

20 comentários:

  1. oi, oi.

    que post mais lindo, Kelly. ele é do tipo: utilidade pública. infelizmente, mesmo sabendo de todas essas regras, vejo tanta gente sendo chato na blogosfera, querendo apenas comentários sem se importar de fato com o que a pessoa deseja transmitir naquelas palavras. sério. a questão de seguir também é phoda... eu só sigo o que eu acho interessante e pronto. não sou obrigado a ver o que não me interessa.

    e super concordo contigo: sucesso é consequência do 'trabalho' feito com amor e virá no momento certo.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que gostou ♥ Eu também vejo muitas pessoas assim, principalmente em grupos, e para ser sincera, isso me deixa bem triste. Concordo totalmente contigo, eu vou procurar aquilo que me agrada, se for para seguir milhares de blog e não sentir o mínimo prazer em olhar as postagens diárias, por Deus, prefiro nem seguir. Acredito que todo mundo precise parar um pouquinho e pensar nessas coisas. E sim, o sucesso é somente uma consequência.

      Excluir
  2. Ter um blog é ter um espaço para compartilhar um pouco de você. Não basta viver de ctrl+c/ctrl+v, é preciso dedicação e amor no que se faz.

    beijos
    http://jurodemindinho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, moça. Ter um blog é se dedicar e gostar daquilo que está fazendo e do que está cuidando. É puro amor ♥

      Excluir
  3. O que dizer desse post? :o Ele é apenas INCRÍVEL! São essas coisas que realmente fazem toda a diferença na hora de blogar e se a gente parar pra pensar são coisas que todo mundo deveria ter em mente ao começar um blog, mas infelizmente não é assim que acontece, né? ):

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São sim, uma pena que poucos saibam ou entendam isso. Infelizmente a grande maioria das pessoas começam um blog já pensando no retorno, o que muitas vezes as fazem desistir. Que bom que gostou do post ♥

      Excluir
  4. Kelly, amei o post ♥ Adoro esse tema e o teu post ficou incrível, com dicas super válidas e que todo mundo deveria saber. Eu acho que o mais importante de tudo é escrevermos por prazer, e não obrigação. Quando as coisas são feitas com amor e não como se fossem uma tarefa a ser cumprida, tudo se torna mais bonito. Sobre plágio, vi o que aconteceu contigo. Já passei por isso com um outro blog meu, com o Letras ainda não (que eu saiba) e é uma coisa que incomoda muuito. Não sei como alguém tem coragem de simplesmente copiar todo o trabalho do outro, sem mais nem menos.
    Adorei esse último parágrafo. Um amor <3 Que venham muitas flores para todos nós =)
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, moça. A gente precisa ter em mente que tudo que é feito por obrigação se torna algo ruim. Porém, quando se faz com amor e por amor, é até leve. Plágio realmente é muito complicado e deixa qualquer pessoa desanimada com o que está fazendo, até porque, fazer algo e depois ver por aí sem nem mesmo os créditos, é triste. Enfim, fico feliz que tenha curtido. Que venham flores sim ♥

      Excluir
  5. Cuidar do que te faz feliz, buscar conhecimento e conteúdo interessante para que as pessoas possam ler e comentar é o essencial, ao invés de ficar copiando ou fazendo spam.
    Ninguém faz post para ficar de enfeite sabe, tem que ter muito da blogueira também, mas amor em primeiro lugar! O trabalho é consequência!
    Excelente post, alguns sites não conhecia!

    www.faseseestacoes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou o essencial, o conteúdo, as consequências e o trabalho vai partir do blogueiro antes de tudo. Quando se sabe o que está fazendo, as coisas se tornam mais fáceis de lidar e de se inspirar. É aquela coisa de saber mergulhar de cabeça. De qualquer forma, que bom que gostou do post, e que conheceu alguns sites também ♥

      Excluir
  6. Ter um blog é ter uma marca sua na internet, um jeito só seu. É uma forma de nos libertarmos das coisas que não conseguimos de outra forma ou de nos habilitarmos à novas situações, pessoas, conhecimentos. Por isso antes de pensar em uma forma de aumentar os seguidores, devemos amar o nosso cantinho! Post lindo Kelly! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devemos sim, amar é muito importante. Quando se faz por bobeira, as coisas não fluem como deveriam ser. Gostar e se sentir em casa dentro do seu próprio cantinho é uma delícia. É algo só nosso ♥

      Excluir
  7. que post mais amor do mundo. Com dicas super validas e amar o que faz torna tudo mais gostosinho de fazer, eu amo escrever, então sou suspeita pra falar, mas tem dias que a gente não consegue e acho importante não se obrigar a isso, escrever seja algo sobre você ,sobre moda ou livro, tem que que ser leve , por prazer isso a torna a escrita mais leve também e o leitor percebe isso. Amei mesmo as dicas.

    escrevendodepijama.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, tudo fica mais gostoso ♥ Concordo plenamente quando diz que não devemos forçar aquilo que não está fluindo. Muitas vezes um simples lugar pode nos ajudar com os bloqueios, mas é necessário se permitir. Fico muito feliz que tenha curtido.

      Excluir
  8. Oi Kelly! Dicas sempre validas. E a unica regra que eu me "obriguei" a seguir acaba sendo de fazer por amor e nao obrigacao. Entao defini que atualizo uma vez por semana e sempre texto. Pronto, acaba sendo o que gosto e de uma forma organizada. As vezes da vontade de dominar o mundo, e voce tem varias ideias.. entao volta e sempre tenho que cuidar pra nao perder o foco.. HAHAHAHA Parabens pelo post. Beijo

    http://www.verdadeescrita.com/e-melhor-parar-antes-de-machucar-mais/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma regra essencial, inclusive. É sempre bom poder se organizar dessa forma, ter em mente aquilo que conseguimos fazer sem nos sobrecarregar. Sobre dominar o mundo, acho que quando temos isso em mente é bom arriscar, sabe? Dominar mesmo uhaiue. De qualquer forma, que bom que gostou, moça ♥

      Excluir
  9. Exatamente o que eu precisava! =D
    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  10. Acho que "Escreva por prazer, não por obrigação" é a melhor dica. Quando a gente faz com o coração, sempre toca alguém, independente do estilo. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Karol. Quando paramos de pensar na obrigação e damos lugar para o que nos faz bem, tudo fica mais leve ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤