20 janeiro 2016

Surpreendente, de Maurício Gomyde

Primeiro gostaria de compartilhar uma coisa importantíssima: consegui parceria com a Editora Novo Conceito e quase surtei de felicidade quando vi o nome do blog na lista de selecionados, portanto, vai ter muitas resenhas esse ano sim e espero que gostem disso. Agora, voltando ao assunto do post, finalmente consegui começar os livros desse ano e Surpreendente é um dos que estão dentro. Ele é um daqueles livros que você automaticamente se apaixona primeiro e unicamente pela capa, para só depois prestar atenção na história contida por dentro. Soa meio clichê falando dessa forma, mas admito que foi exatamente isso que aconteceu. Eu ficava vidrada nele toda vez que ia em uma livraria e me deparava com aquela capa azul linda me olhando de longe, até que comecei a ler algumas resenhas e acabei gostando do enredo tanto quanto. Ia deixá-lo para ser um dos últimos, só que o preço promocional acabou ganhando meu coração e em poucos dias já estava nas minhas mãos.
O livro conta a história de Pedro, um jovem com problemas de visão e uma empolgação absurda em transformar o mundo em um lugar melhor através dos filmes clássicos do cinema, que ele costuma chamar de Cinema Felicidade. Ele acredita que as pessoas podem ser melhores quando passam a enxergar as coisas através de novos ângulos, e é exatamente isso que o garoto se empenha em fazer. Apesar de as coisas ao seu redor nem sempre estarem nos eixos, ele tenta, incansavelmente, enxergar o lado bom de tudo, até que recebe um diagnóstico nada animador e perde totalmente o controle, deixando até mesmo de acreditar nas chances que a vida lhe propõe, descobrindo assim, que a vida não é tão colorida quanto pensa.

Título: Surpreendente!
Autor: Maurício Gomyde
Páginas: 272 páginas
Editora: Intrínseca
❤❤❤❤
Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora da periferia planejando seu próximo filme, Pedro conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida e estudante de física nuclear que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado.
O personagem principal é um daqueles garotos que você acaba se apaixonando mesmo que de bobeira. A forma como ele lida com as situações e não perde o bom humor é um traço simplesmente marcante que merece atenção. Ele tenta desesperadamente ver sempre o lado positivo de tudo que o cerca, para que isso fique sempre em sua lembrança. Sua vida está indo bem, com sonhos planejados e uma animação de dar inveja, porém, seus problemas começam ao entrar em uma briga no restaurante do seu pai e receber um belo soco no olho. E, mais tarde, quando retira o olho turco de seu pescoço e leva uma coronhada novamente. A partir de então, o garoto perde o encanto que tinha da vida.
Um dos momentos mais interessantes ao decorrer da história é quando Pedro conhece Cristal, uma menina de olhos verdes e grandes, com cabelos cor de fogo e um ar de mistério. Entre coincidências nem tão inesperadas assim, o cineasta se descobre apaixonado, pensando até na possibilidade de transformá-la no assunto principal de um curta que está tentando produzir, porém, depois de uma madrugada junto ao seu melhor amigo Fit, duas poltronas coloridas, muitas folhas, música e uma imaginação incansável, o roteiro se esvai na conclusão de que seria loucura realmente criá-lo, mas a ideia do filme permanece. Pedro acaba encontrando seu foco nas chances que a vida lhe proporcionou, abrindo um leque de possibilidades e simplicidade.

No momento em que tem a certeza de que é hora de descobrir um segredo do qual sua avó guardou por tantos anos, ele e os três amigos saem em busca de respostas, e de um grande espetáculo cinematográfico, rumo a Goiás. Sem perguntas, sem questionamentos. Apenas a câmera, uma vontade imensa de aproveitar o momento e boas companhias. Na viagem, Pedro descobre muito mais do que gostaria, e entende, por fim, que a vida é simplesmente repleta de preto e branco, mesmo que ele tenha a maior coleção de cores sãs e salvas dentro da sua memória. Entre idas e vindas, situações ruins e momentos extremamente marcantes, ele sente o verdadeiro valor de ter bons amigos por perto, um amor de sobra guardado no coração e a vontade de fazer a diferença, mesmo que para uma única pessoa.
Os personagens são muito marcantes e, inclusive, já acrescentei mais um Pedro para a minha lista de amores platônicos. A escrita é muito leve e muito fácil, o que faz com que a leitura flua com uma rapidez inesperada. Os capítulos são pequenos, o que também ajuda muito para não deixar aquela sensação de cansaço. A narração intercala entre o personagem principal e a visão de alguém que está simplesmente contando as situações. As gírias, a forma de falar, os diálogos despretensiosos, tudo foi pensado com muito cuidado para transformar uma história simples em um livro memorável.

Só tenho a dizer o quanto esse livro me marcou lá no fundinho da alma. A sensação que me proporcionou foi incrível e somente lendo para conseguir entender tamanho sentimento. Quando você lê a sinopse e depois encontra algumas resenhas espalhadas por aí, não consegue imaginar o quanto a história é impecável. Com toda certeza ele entrou para os meus favoritos e vai permanecer por lá por muito tempo. O impressionante mesmo é que não tem uma moral grandiosa nem detalhada, são lições simples que não nos damos conta no dia a dia, mas que podem ganhar um coração em segundos. O livro virou uma espécie de amuleto da sorte para mim, daqueles que pretendo levar para qualquer lugar na esperança de me sentir sempre bem, e me lembrar do que realmente é importante. É um livro imensuravelmente surpreendente.

18 comentários:

  1. Esse livro é lindo não é? Eu não sou muito chegada em nacionais, mas, assim como os da Isabela Freitas esse me conquistou! A história é simples e tão realista, tão diferente dos muitos livros de fantasia e ficção que costumo ler, e ao mesmo tempo tem aquela magia, a relação entre os personagens. Eu amei <3 Gostei muito da sua resenha, e aproveito para te dar os parabéns mais uma vez pela parceria com a Novo Conceito! Eles tem livros ótimos, e também espero sorteios viu ? KKKKK Um beijo : *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, é um mimo ♥ Acho que tenho o mesmo pensamento que você, também não gosto muito de literatura nacional, não me prende, mas esse realmente foi uma surpresa pra mim. Que bom que gostou Let, e que venham muito livros então aiuheiauhe. Muito obrigada.

      Excluir
  2. Há esse livro foi uma das minhas melhores leituras nacionais do ano passado. E é como você a capa nos conquista logo de primeira. E ele é o xodó da minha estante.
    É o tipo de livro que te da uns bons tapas na cara né.
    Sua resenha ficou muito boa, e as fotos lindas.
    Há e parabéns novamente pela parceria, ver o nome do Caligrafando-te na lista fez minha felicidade ainda maior.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, ele consegue conquistar por dentro e por fora, e é um verdadeiro amor ♥ Concordo, fala muitas verdades não ditas e isso é ótimo para abrirmos os olhos. Nha, muito obrigada Cami, parabéns para nós duas que conseguimos, também fiquei muito feliz em saber que seu bloguito entrou ♥

      Excluir
  3. Definitivamente, esse livro acabou de entrar na minha lista de leituras de 2016. Sou apaixonada por cinema e estou precisando de uma leitura leve sobre o tema. Fora que não sou tão positiva quanto gostaria e acho viável ler conteúdos que mostram como enxergar a vida através de novos ângulos. Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que te incentivei, isso é ótimo ♥ É realmente um livro incrível, espero que goste tanto quanto eu gostei, sem falar que há muitas lições para serem aprendidas nas entrelinhas. Eu que agradeço pelo carinho.

      Excluir
  4. Que livro maravilhoso! Já amei ele pela capa e agora com essa história... Amei mais ainda! Gostei bastante e com toda certeza vai para a minha lista de livros que quero ler esse ano!

    Blog Luanne Oliveira❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso mesmo, a capa chama atenção por onde passa iauheuhae ♥ Espero que leia logo e que goste da história, pois é muito boa.

      Excluir
  5. Obrigado pelas palavras, Kelly. Que bom saber que gostou. :) Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que preciso agradecer pelo carinho e por ter escrito um livro tão incrível ♥ Obrigado mesmo.

      Excluir
  6. Esse livro é sem dúvida maravilhoso, nunca li, mas só por essas frases me despertou uma curiosidade enorme. Adorei, adorei e adorei.
    Beijos, Bunny and Sara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que sentiu essa curiosidade, moça ♥ O livro é muito bom e tenho certeza de que vai gostar tanto quanto eu curti. Espero que consiga ler.

      Excluir
  7. oi, oi.

    o maurício é um querido mesmo. eu o conheci quando ainda não era tão famoso como agora. na verdade, ele era autor independente na época.

    como tu disse, a capa é linda, mas é só um detalhe, pois a história é incrível e contagiante. li só o primeiro capítulo em pdf e mal posso esperar pra comprar o livro e terminar a leitura. :)

    bjs
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, eu não o conhecia até então, mas dei uma procurada sobre ele e vi muitos pontos positivos ♥ Tomara que consiga comprá-lo logo e que se envolva no restante da história, pois só um capítulo é maldade.

      Excluir
  8. PARABÉNS MOÇAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!
    Haha, pronto.
    Sobre esse livro, todo mundo está falando dele, mal posso esperar para ler. Depois dessa resenha então, argh. COMO LIDAR? haha
    Adorei as fotografias também *-* M&M, deu até fome kk
    Mil beijos!
    Com carinho, Beca; Café de Beira de Estrada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, obrigada Beca ♥ É verdade, tenho o visto bastante por aí e isso me deixa bem feliz, porque é um livro incrível. Espero que goste da história, ela é muito envolvente, incluindo M&M's o tempo inteiro.

      Excluir
  9. Tenho que concordar contigo, a capa desse livro é encantadora, e às vezes, só a capa já me dá vontade de ler o livro, então eu te entendo bem. E o livro também parece ser muito bom, com uma história simples e cativante.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim, a história é um mimo e super simples. Sabe aquela coisa de dar valor aos detalhes? É exatamente isso ♥ E a capa, bem, ela é um encanto e ganha qualquer pessoa num piscar de olhos. Se o ler, espero que goste.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤