23 novembro 2015

Eu cansei, é isso

É que tem vezes que dói, sabe? Tem dias que eu acordo com os dedos cruzados, rezando para que seja um dia melhor, para que as coisas tomem um rumo e que eu consiga me encontrar nessa imensidão que chamam de universo. Tem dias, como hoje, que eu não sinto nada. É como se eu me perdesse involuntariamente nas outras pessoas. Reviro na cama durante a madrugada inteira, com insônia, com o coração apertado e algumas lágrimas entaladas na garganta. Só que tudo isso machuca. De fato, meus olhos arroxeados dizem muito sobre mim e meu semblante cansado não é só por estar. Ando esgotada da vida, das pessoas, do mundo, de mim mesma. Encarei a tela em branco na minha frente por cerca de meia hora até realmente ter coragem de escrever alguma coisa. Não que me ajude, mas desafoga.
É que tem momentos em que sinto vontade de pegar o meu mundo, botar nas costas e fazer de conta que só reflete em mim. Acho que ninguém nunca entendeu minha solidão, mas é isso, eu não sei lidar com perdas, não sei lidar com as decepções, não sei contornar as situações de desamparo. Eu não sei. Sonhos? Eu nem me lembro mais o que é isso, sinceramente. Cada dia que passa me sinto mais distante daquilo que quero, como se caminhasse em marcha ré. É possível? Tem dias que me sinto um desastre e a única coisa que me conforta é saber que não sou a única, mas sou só. É contraditório. Eu sou uma contradição ambulante. Quem é que vai entender isso? Ninguém. Ninguém tem a obrigação de entender.

Sempre que me rendo a escrever um texto pessoal, tenho a sensação de que não deveria, e talvez não deva, é uma necessidade, entende? Não encontro outra saída a não ser escrever. Colocar meu coração num papel vazio e tentar ilustrá-lo da melhor forma possível. A segunda opção é chorar, porque sou uma manteiga derretida e essa armadura de fora não é nada. Só que não ando nem mesmo tendo sucesso nessa parte. Quer saber de uma coisa que só descobri agora? Eu não sou uma pessoa forte, para falar a verdade tenho até uma certa inveja de quem passa pelas fases ruins com bom humor, eu sou resistente, apenas. Resisto até não dar mais conta do recado. Só que nesse momento eu desabo, literalmente.

Acontece que quando eu tento fazer diferente, erro do mesmo jeito. É como se eu tivesse que aprender uma lição que por acaso já aprendi. Só que eu cansei, é isso. Queria mais tempo do que provavelmente vou ter. Queria que por acaso ou por ordem do destino o mundo parasse de girar por um segundo. Sempre tem aqueles dias que você acorda desejando poder começar do zero, e incansavelmente tenho almejado isso mais do que de costume. Sinto falta. Preciso de um tempo, uma hora, um segundo talvez.

18 comentários:

  1. Quis copiar alguns trechos aqui, mas aí percebi que ia acabar copiando o texto inteiro.
    Não sei nem como dizer o quanto me identifiquei com esse texto, sério. Parece até que eu estava lendo algo sobre mim. D: Realmente, é horrível essa sensação de insuficiência e o pior é o fato de muitas vezes não sabermos lidar com isso. :/
    Realmente você não está sozinha. Sinta-se abraçada nesse momento. <3
    (E cara, preciso ser seu amigo. /aqueles carentes k)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei exatamente se deveria me sentir triste ou feliz por você se identificar com o meu texto, afinal, o sentimento de fato não é muito bom. Mas, é bom saber que não estou sozinha. E sim a sensação é terrível. Lhe retribuo o abraço então, e sobre ser meu amigo, oras, sinta-se a vontade ♥

      Excluir
  2. Depois de ler esse texto a minha vontade foi de ir te dá um abraço bem apertado, sabe? Porquê eu entendo totalmente esse sentimento, e é muito ruim. Estou passando pela mesma fase, achei até que você tinha escrito para mim. Me vi em cada palavra desse texto. Enfim, sinta-se abraçada (mas um abraço daqueles que pelo menos te alivia e te conforta um pouco, rs). Amo teus textos!

    http://doisjeitos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aceito o abraço ♥ É muito bom quando escrevemos e alguém diz que se identificou ou que se sentiu escolhida em ser representada no texto, sério, chega a ser gratificante. Fico muito feliz em saber que gosta, moça.

      Excluir
  3. Aquela coisa que te acalenta no mesmo compasso que te aperta o peito. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a sensação é exatamente essa Cami ♥

      Excluir
  4. Dói querer tanta coisa e se sentir impotente por não conseguir nada. Dói ainda mais lidar com as adversidades da vida, essas que insistem em te desanimar de tudo. E te fazer chorar.

    O que vale no fim do dia são os textos maravilhosos que costumam dizer o que queremos, mas que não conseguimos.

    Juro de Mindinho

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade moça, queremos tantas coisas para no final não conseguirmos nem mesmo metade delas. As adversidades são um grande problema, acho que a contradição também, afinal, machuca da mesma forma ♥

      Excluir
  5. A vida em si, é bem difícil :( Sou tão nova, mas penso tanto sobre ela, teu texto ta maravilhoso. :')
    http://www.laisaoliveira.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a idade não define isso, são as as suas experiências que resultam no pensamento, sabe? Muito obrigada ♥

      Excluir
  6. Gente, quanto sentimento! Estou encantada pela sua escrita e o seu blog! Deu uma breve olhada nos outros textos e até mesmo as imagens neles me agradaram. E o layout? Que charme são essas rosas! Amei tudo, perfeito!

    canseideserquase.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muitíssimo feliz que tenha gostado moça ♥ É bom saber que gosta e que se sente em casa por aqui. Muito obrigado pelo carinho.

      Excluir
  7. Em algumas partes do seu texto eu me vi, por isso amo seu blog.. tudo escrito aqui parece vir do coração e consigo sentir cada linha. Sobre essa sensação há uns anos atrás estava assim, e gostaria de falar uma fórmula mágica de como tudo melhora mas eu sinceramente não sei. Só sei que um doa passou, e a coisa que mais me acompanhou foi a paciência e o otimismo. Te ofereço um abraço e um ombro amigo, porque faz muita diferença.
    Bjs ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é. Cada linha é um pedaço meu, querendo ou não, e fico muito feliz em saber que consegue sentir isso ♥ Eu te entendo, realmente não tem uma fórmula mágica e um dia acaba melhorando, o fato mesmo é o vazio que fica, sabe? Muito obrigada pelo carinho moça.

      Excluir
  8. "Resisto até não dar mais conta do recado. Só que nesse momento eu desabo, literalmente. Acontece que quando eu tento fazer diferente, erro do mesmo jeito."
    Não há o que comentar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada a declarar para você também moça ♥

      Excluir
  9. É bom escrever o que a gente sente, desabafar no papel (ou numa tela de computador) todas nossas angústias e anseios, isso alivia, faz a gente refletir sobre o que está nos acontecendo, ter uma percepção diferente, buscar alternativas. Eu gosto de fazer o mesmo, nem sempre compartilho textos assim, mas faz bem para a minha alma.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há sempre aqueles da qual você escreve e deixa guardadinho, coisa que faço quase sempre, mas tem muitos que a gente acaba adaptando, e desafoga muita gente ♥ Aprendi isso uma vez e sinceramente me recuso a deixar de acreditar. Escrever é um alívio para a alma, mesmo que seja uma frase apenas.

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤