18 maio 2015

Um romance ainda não escrito

"Debruçada em meu travesseiro, tentando ao máximo esquecer que tenho de levantar da cama, me veio em mente como tudo começou. Era uma tarde de sexta feira, o dia estava começando a se fechar novamente por aqui e já conseguia sentir ao longe a chuva chegando. Estava perdida em meus pensamentos, com a certeza de que talvez esse ano não me renderia boas histórias. Seria muito pedir que tudo voltasse a ser como antes? Seria muito da minha parte pedir mais tempo? E então, como se alguém lá em cima estivesse me escutando, ouvi meu celular avisar que alguém estava me procurando. Eu sabia quem era, só não esperava.
É estranho pensar que quando centenas de pessoas tentam lhe chamar atenção, acabamos por perceber aquele que está quieto. Foi exatamente isso que me disse. Por vezes ainda tento acreditar no quanto foi tudo tão rápido. Em um dia éramos dois estranhos que conversavam formalmente, e no outro éramos dois amantes que surgiram do acaso. Dois amantes que se conheceram pela escrita, e que apesar disso não sustentar coisa alguma, se apegaram às palavras, e aos sentimentos, que insistiram em surgir aos pouquinhos. E se mantém presente.

Afasto por alguns instantes os pensamentos de você, e volto à realidade, mas peço desculpas por não conseguir esquecê-lo, já que faz parte do que é real para mim. Dou um sorriso bobo, porque sei que pensa o mesmo, e que por via das dúvidas me diz isso de formas diferentes. Eu não sei ao certo o que será da gente, mas tenho uma boa impressão sobre isso, e espero que ela se concretize, e que dure, e que permaneça. Afinal de contas, cada pedacinho do que vivemos cotidianamente é só uma pequena parte do que ainda teremos pela frente. E espero que seja doce, apesar da sua diabete. 

É estranho pensar que quando estava pedindo por um pouco de paz você veio. Eu não fazia ideia do que isso significaria, ou se estava errada ao me entregar para um quase estranho. Não estava errada. Talvez ainda não seja um alguém que te tirará o sono durante a noite de preocupação, ou que deixará sua comida preferida queimar optando por uma pizza, mas sei que já faço parte, e mesmo que de uma forma pequena, isso significa algo. Um algo grandioso que talvez venha a se tornar um tudo. Espero estar certa nisso, pelo menos.

Debruçada em meu travesseiro, vejo sua mensagem. É estranho como tudo muda de uma hora para outra. Não me atrevo mais a chamá-lo por seu nome, pareceria bobagem perto do que agora sabemos um do outro. Não me atrevo mais a não invadi-lo, pareceria descaso perto do que agora tenho liberdade. Nessa intimidade ainda vejo muitos traços da qual nunca me contou, e que sei que existem, e que estão presos aí dentro por algum motivo. Motivo esse que poderia ficar, assim me atrevo. É estranho pensar que nos tornamos uma pessoa só, de coração e de alma, talvez. E no fim eu abro mais um sorriso tímido, e me levanto sabendo que te tenho."

20 comentários:

  1. "E espero que seja doce, apesar da sua diabete." amei seu texto, é tão bom ver outros blogs dedicados a escrita... <3

    http://valentina-albuquerque.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que bom que gostou moça ♥ Sou encantada por escritos.

      Excluir
  2. Kell seu texto ficou lindo, juro que viajei nele. Sempre disse que gosto dessa linha de textos e falar de amor na escrita deixa tudo mais leve, alem de doce. Senti um outro bullying sobre diabéticos ali rsrss to brincando, parabéns. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa mais leve sim, e ajuda muito a entender certas coisas/acontecimentos ♥ Ah, faz parte pentelhar de vez enquanto, obrigada Thato.

      Excluir
  3. Nossa, Kelly. Com um começo despretensioso, acabei me vendo em teu texto, numa situação que estou vivendo. "Que seja doce, apesar de sua diabete", sim, até isso se encaixa comigo, se encaixa nele. Ficou lindo, adorei <3
    Beijos
    Desfocando Ideias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que amor, com, pelo menos estamos vivendo algo parecido então haha ♥ Fico muito feliz por você, e por ter se identificado com meu texto também.

      Excluir
  4. Que texto lindo, Kelly! Tô apaixonada <3 hahaha. Adoro encontrar outros blogs dedicados à escrita, e ver textos tão lindos como os seus. Isso me lembra que eu devo voltar a me dedicar mais ao que eu tanto amo, sabe? Mas me bateu um desânimo tão grande. :(
    Parabéns pelo texto e pelo blog (extremamente) lindo! Eu já estou seguindo para poder acompanhar! <3

    Lovecats | allieprovier.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que linda, me abraça ♥ Pois volte moça, escrever é uma das melhores coisas que existe. Limpa o pensamento, deixa transparecer o que precisa e coloca tudo isso em um papel, garanto que vai se animar. Muito obrigada pelo carinho, aliás, seja bem vinda ♥

      Excluir
  5. Eu me vi em parte do seu texto "É estranho como tudo muda de uma hora para outra. Não me atrevo mais a chamá-lo por seu nome, pareceria bobagem perto do que agora sabemos um do outro.", mas me lembra um momento confuso de minha vida. No entanto, recordei de belos acontecimentos lendo-o e senti uma paz que há muito não sentia...
    Que teus escritos toquem à alma de muitos leitores, pois em tuas palavra há mais sentimentos que talvez até você mesmo desconheça. Parabéns! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também me remete a uma fase um tanto confusa e conturbada, mas sempre gostei de revirar a memória, é muito bom ♥ Eu fico muito feliz em saber que conseguiu sentir essa leveza, é um dos meus principais objetivos quando escrevo algo. Poder levar um pouquinho de amor para quem lê. Obrigada, de coração.

      Excluir
  6. "É estranho pensar que quando estava pedindo por um pouco de paz você veio." É realmente muito estranho e muito louco imaginar que isso acontece de fato, rs. Fiquei apaixonada pela história retratada. É fascinante imaginar um amor surgindo através da escrita. De palavras. Simplesmente, adorei. ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, quando a gente menos espera do amor, é o momento em que ele aparece e te tira o sono. Essa imprevisibilidade é incrível. Obrigada, moça ♥

      Excluir
  7. Ainnn... Eu também quero!
    Quero sentir isso de novo... Que texto lindo, lindo, lindo! Adorei a parte do doce e diabetes... hahahaha
    Me emocionei. <3

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, moça, tenho certeza de que vai sentir muitas vezes ♥ O amor é uma coisa que quando a gente menos espera, aparece. E é sempre lindo.

      Excluir
  8. Vou ser sincera: seu texto me pareceu o prólogo de um livro de romance <3 já até fiquei imaginando o que veria a seguir (tenho disso, não liga).
    Você escreve muito bem, :D
    Minha parte favorita do texto foi o último parágrafo! Tão verdadeiro e inspirador *-*
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há, acho que vou levar isso como um elogio aiuehaiueh ♥ Fiquei bem feliz lendo teu comentário. Obrigada, moça.

      Excluir
  9. Como sempre, você redigiu o texto maravilhosamente bem, além da historia ser linda. "É estranho como tudo muda de uma hora para outra.","É estranho pensar que nos tornamos uma pessoa só, de coração e de alma, talvez." Realmente, é estranho tudo isso, mas tão lindo e profundo.
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, muito obrigada pelas palavras ♥ Que bom que gostou do texto, e é estranho sim, é complicado, é confuso, mas a sensação é tão gostosa, tão boa. É lindo.

      Excluir
  10. Que chique, amei o post, as palavras, a imagem, o friozinho me deu uma vontade de atrever me e fazer um outro feliz, kkkk
    Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois faça alguém feliz, essa é a melhor sensação que você vai conseguir entender um dia ♥

      Excluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤