17 março 2015

Coisas que precisamos saber sobre a faculdade

Já faz um ano que eu entrei na faculdade, e ainda sim não caiu a ficha. Mas sabe de uma coisa? Não vi muita diferença entre colegial e universidade, e acho que por esse motivo, não me conformo com o fato. A maioria das coisas permanece igual, e é como se te dessem uma segunda chance de reviver os anos de estudante de fundamental. Sabe aqueles aviõezinhos que eram jogados no meio da aula, e quando o professor o pegava todos ficavam quietos fingindo que nada aconteceu? Isso existe na faculdade minha gente, até mesmo em horários inoportunos, quando todos param o que estão fazendo e começam a rir da situação. É mais divertido, admito.
Semana passada, reparei que entrou centenas de calouros onde estudo, e que os corredores andam tão cheios que mal se consegue um espacinho para caminhar. Grande parte deles, estão perdidos ou nervosos com a ideia de estarem ali. Não sabem o que procuram, onde ficam suas salas, e tem mais gente na secretaria pedindo informação do que nas salas. Aí me lembrei que eu também era assim. Vivia confusa, não sabia o que esperar, o que fazer, como me portar. E isso me deu a ideia de escrever sobre algumas coisas que qualquer pessoa deve saber, antes de entrar na tão sonhada faculdade. Porque, imagino eu, vão entender que isso não é um bicho de sete cabeças. Na verdade, acho que nem de duas.

Ser calouro é legal. Por mais que você fique com um milhão de pensamentos nesse período, ter essa denominação é uma grande vantagem. É o primeiro ano, as pessoas são mais atenciosas, tudo é novo e agradável, cada cantinho secreto da universidade se torna uma descoberta incrível. É a hora de aproveitar, porque depois que se tornar um veterano, tudo vai começar a encher o saco. Você vai sentir falta dos primeiros dias, e das primeiras disciplinas também, garanto.

Você tem liberdade, até reprovar na primeira matéria. A maioria das pessoas fantasia uma ideia de libertação ao entrar na faculdade, e está certo. Pode sair a hora que quiser da sala, entrar quando achar conveniente, e até mesmo faltar quando estiver a fim, o problema, é quando isso vira um excesso. Já imaginou ter que refazer aquela disciplina chata, só porque ultrapassou seu limite de faltas? Sim, existe limite para isso, e é levado muito a sério pelos professores.

Alguns trotes são muito sem noção. Eu, quando entrei, fiquei ansiosa pelo dia do trote achando que ia ser uma experiência divertida. Engano meu. Se você tiver veteranos criativos, torça para que eles não tirem seus sapatos e te levem para um bar jogando vodka em cima de você. Pelo que eu sei, agora as coisas andam um pouco mais organizadas, e rola até pulseirinha para quem quiser participar.

Nenhum professor te espera copiar. Não pense que vai ter aulas calmas, tranquilas e que poderá copiar tudo que for escrito no quadro. Você vai ter que se virar nos trinta para pegar toda explicação que precisa. Os slides? Esqueça-os. Se concentre no que o cara lá na frente está falando, e tente anotar o máximo de entrelinhas que puder. Aquela era do "me espera, eu tô aí" acabou. E não adianta se irritar, chorar, bater pé ou fazer drama. É como um grande jogo. Aliás, você vai ter professor que não escreve uma palavra se quer na lousa, então é melhor se preparar.

Mesmo depois de anos estudando, você não saberá de nada. Aquilo tudo que aprendeu no colegial? Esqueça quando se tornar um universitário. Química virará física. Física se tornará matemática. Biologia na verdade é química. E psicologia, bem, ela vai virar rotina no seu dia a dia. As coisas mudam, os conceitos também. Você vai se sentir perdido em um primeiro momento, mas pega a manha com o tempo. Pelo menos, espero que pegue.
As pessoas são as mesmas. Sabe aquela menina mesquinha que quer tudo do seu jeito? Vai ter. Aquele nerd que sabe de tudo? Vai ter também. Aquela guria que você não suporta, mas tem que aguentar por educação? Vai ter em quantidade triplicada. Aquele ser imaturo que faz drama por qualquer coisa? Sim, ele também vai estar lá. Mas há uma saída. Suportar. Você terá que sobreviver por mais alguns anos convivendo com essas pessoas, então é melhor deixar para se irritar no fim do curso. Ninguém quer começar com o pé esquerdo, certo? Certo.

Ninguém te cobra nada, mas é bom fazer por conta própria. Aquelas tarefinhas de casa sempre são um grande problema, mas, na faculdade, é melhor você dar um jeito. Algumas instituições, permitem que os professores passem trabalhos como complemento das provas, e essas benditas atividades, muitas vezes, contam. Surpresa, eles dizem. É engraçado, eles dizem. Não.

Sua imagem sobre o curso vai mudar diversas vezes. Minha sala tinha em torno de cem alunos no inicio do ano passado, quando começou o curso. Agora? Se tiver umas vinte pessoas já é muito. As pessoas entram achando que vai ser uma coisa, e acaba que há muito mais teoria do que prática nos primeiros semestres, então desistem logo de cara. Assim como você também entra sonhando ser uma coisa, e acaba gostando muito mais de outra área depois. É um verdadeiro leque.

Você vai se socializar, inclusive com pessoas que nunca imaginou. A universidade é o lugar mais estranho que vai conhecer. Há indivíduos de todos os tipos, cada qual com seus gostos peculiares, e você vai acabar esbarrando com eles em algum momento. Quem sabe até surgirá uma amizade disso. E posso falar por experiência própria, que são as melhores.

Seu TCC não se escreverá sozinho. Uma das coisas mais temidas durante a faculdade, é o tão falado trabalho de conclusão. E não vale deixar para última hora, último ano, último semestre. Você vai entender que precisa começá-lo logo, e o mais cedo possível. Confesso que ainda não parei para pensar sobre o meu, mas já sinto um fantasminha me rondando. Descobri que ele não tem vida própria. Foi a pior descoberta que eu fiz.
Então, para aqueles que estão começando esse ano, meus parabéns e uma boa dose de boa sorte, afinal, a palavra "dose" se tornará bem comum. E para aquelas que ainda possuem um tempinho até virarem universitários, espero que estejam preparados. São mais quatro anos em uma sala de aula, mas juro que são os melhores quatro anos que terão.

44 comentários:

  1. Esse texto muito me representa nos idos e longínquos tempos da faculdade. Se eu tivesse lido antes, teria poupado alguns aborrecimentos! rs Otimas observações e 'dicas'!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, talvez teria mesmo haha, mas espero que tenha sido bom ♥ Obrigada, que bom que gostou ♥

      Excluir
  2. Olha meu sonho era que o tcc se escrevesse sozinho KKKKKKKKKKKKKKKKKKK... Só de lembrar do meu dá vontade de chorar... É a vida

    Helaine Costa - Blog NannaMais
    http://nannamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que isso é o sonho de todo universitário ♥ Até porque, esse bendito trabalho é tão detalhado que você fica com vontade de sumir :(

      Excluir
  3. "Mesmo depois de anos estudando, você não saberá de nada" = maior fato da vida!! Hahaha

    Sou apaixonada pela faculdade, pense num lugar mágico ♥

    http://chuvadejujubas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho um lugar mágico. Você encontra tudo por lá menina, não tem nenhum outro parecido com isso. Fato mesmo ♥

      Excluir
  4. Amei o post! Pretendo entrar em uma faculdade, e com certeza saber essas pequenas coisas me deixaram com mais vontade de fazer, e com um pouco de preguiça. haha

    Prazer, Jéssica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, a preguiça sempre acaba surgindo, mas cê vai gostar, tenho certeza. Boa sorte ♥♥

      Excluir
  5. Me identifiquei com vários pontos do seu texto. Já sou formada, mas esse ano me tornei caloura de novo (o que é bem estranho, porque por anos eu usava o termo "bixete"). E noto muitas outras diferenças, principalmente entre universidades públicas e particulares.
    Meu primeiro curso foi numa estadual e agora tô na particular e a diferença mais gritante é em relação ao trote. Eu sei bem o que é fazer uma semana de pedágio, sair pela faculdade fazendo elefantinho e ainda ser leiloada numa república cheia de futuros engenheiros (sério, foi a situação mais humilhante que eu já passei), mas faz parte e não me tornei nenhuma revoltada por isso.
    Já esse ano nem trote teve, o que eu achei ótimo, pra ser sincera.
    Nos primeiros 4 anos, eu senti ao extremo essa sensação de liberdade, de com 18 anos estar a 600km longe dos meus pais, sem ninguém pra pegar no meu pé, e confesso que isso me atrapalhou bastante nos estudos.
    Hoje estou mais velha, com outra cabeça e bem mais focada nos meus objetivos.
    A gente aprende muito na universidade, mas a vida ensina muito mais.

    Beeeeijos
    jurodemindinho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ouvi falar desse termo, mas nunca ninguém me chamou assim, então não sei ao certo haha. Sorte sua não ter tido um segundo trote aiuheiauhe, porque eu também sou de uma particular, e lá tem até essa coisa de fazer elefantinho. Triste, mas é engraçado ♥ Se não souber lidar, acaba atrapalhando mesmo, mas a liberdade é ótima. Aprendemos meeesmo ♥

      Excluir
  6. Sempre tem a escrota que você nao suporta, mas dá aquele sorriso amarelo por educação.
    Eu simplesmente amei a semana do trote e hoje sinto falta disso. Ainda mais porque iniciei em uma universidade e mudei pra outra.
    Os professores realmente não se importam se você copiou ou não, passam 100 slides e na prova cai o que ele falou, não o que está nos slides. Tantas coisas, né?

    Ah! E valorizem um mísero trabalho valendo 0,25. Em Bauru deixei de fazer um e quase reprovei por falta dessa pontuação.

    Beijos
    http://jurodemindinho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tem mesmo, e o pior é que temos que tratar com educação. "Sorria e acene, sorria e acene" aiuehiuaeh. Os professores são uns amores na faculdade, mas nesse quesito eles estão pouco ligando para quem pegou ou não o conteúdo. E sobre o trabalho, super apoio tua dica. A maioria dos trabalhos onde estudo, valem 2 pontos por causa das provas prontas, e olha que já sofri horrores também por deixar de fazer alguns. Mas faz parte ♥

      Excluir
  7. Nem sabia que você já estava na faculdade, que carinha de criança hahahahahahaha. Brincadeira, viu!
    Enfim, adorei esse post. Vou levar pro resto da vida hahahahahaha. Muita coisa aí eu já sabia, como, por exemplo, com relação às matérias que se misturam e formam um nó na nossa cabeça, e também que não somos obrigados a fazer nada. Enfim, acho que não vou ter tanto problema com a aceitação da nova "metodologia" hahahaha.

    Adorei o post, de verdade. Como sempre, não posso deixar de citar o quão bem você escreve ❤️

    Beijos | www.blogdagica.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gica, até você menina? Haha, mas todos dizem que eu tenho cara de criança mesmo, já chegaram até a pedir minha identidade para confirmar. Chateada. Awn, que bom que gostou ♥ Espero que não tenhas problema mesmo, porque é simples, nós que complicamos tudo. Muito obrigada, mesmo ♥

      Excluir
  8. A universidade foi um pouco diferente do que eu achava que seria, pensei que ia ser mais divertido com uma turma animada e com pessoas legais, mas até que tem pessoas legais. Hoje eu estou achando bem chato e por fazer um curso da area de humanas os trabalhos são de umas 20 folhas cada, os professores são exigentes e as vezes fica difícil acompanhar tanta matéria com assunto diferente ao mesmo tempo. Sinceramente, quero que acabe logo, adoro ir pra faculdade mas é muito chato as vezes... Já estou pensando no meu TCC e já tenho ideias em mente, estou pensando também no mestrado... Ainda há um longo caminho pela frente.

    ♡ lugarrnenhum.blogspot.com.br ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, ser de humanas é igual a ficar horas e horas tentando fazer textos enormes por causa dos trabalhos. Mas como gosto de escrever, até que consigo relevar isso. Uma pena que você não esteja gostando tanto, mas é como disse, depois de um tempo, acaba se tornando um porre, e aí só paciência mesmo para aguentar as coisas, e as pessoas, principalmente haha. Menta aberta, que beleza ♥ Boa sorte nesse caminho menina ♥

      Excluir
  9. Esse ano eu me formo e, te confesso, não vejo a hora! Chegando na reta final, o fôlego vai acabando... hahaha. Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, tenho certeza que você deve estar ansiosa pela formatura e para ter o diploma em mãos. Deve ser uma sensação ótima ♥♥

      Excluir
  10. Tive uma experiência pequena de caloura no início do ano, e vou ter uma mais próxima no segundo semestre, mas se tudo der certo, ano que vem vou ser caloura de novo, ok, ta meio confuso isso, mas enfim, sou quase uma "tri caloura" hahaha.
    Adorei as dicas, ajuda a preparar o psicológico viu, e espero que a faculdade corresponda as minhas expectativas, porque vamos lá, passamos onze anos na escola esperando pela parte que nos formamos e vamos para a universidade, hahaha. Amei o post, Kelly!Beijos
    Desfocando Ideias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você que mora aqui pertinho de mim e quer tentar vestibular para Federal, te aconselho que estude muuuito, porque nem com reza forte eu consegui passar haha, mas vai dar tudo certo ♥ Meu, ser caloura tantas vezes deve ser bom, tirando os trotes haha. Que bom que curtiu, pois é verdade, tanto tempo esperando para acabar o colegial, e ter que entrar em outro. Obrigada ♥

      Excluir
  11. Salvei esse texto pra sempre q eu me esquecer qual é a da faculdade! Estou no ultimo ano de um curso e no primeiro de outro, assim terei tempo pra ler esse texto de vez em sempre. Beijão

    www.eunomadiando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nha, que amor ♥ Espero que leia mesmo, e que te ajude também nessa nova etapa. Boa sortee ♥

      Excluir
  12. Esse texto é uma descrição do meu futuro. Ainda estou na fase de estar perdida fora da sala perdida pelos corredores. Já salvei aqui nos favoritos e vou colocar um lembrete para daqui a um ano eu reler e ver que: olha só, não é que é isso mesmo? Meus quatro anos só estão começando e em dois meses já passei e conheci pessoas melhor do que muitas outras coisas - e pessoas - da minha vida. Um beijão. Bárbara

    colisaoquimica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai conhecer muita gente bacana, até mesmo professores. É um mundo bem diferente, e interessante também ♥ Logo passa essa fase de ficar perdida, te garanto, e você vai sentir falta ♥

      Excluir
  13. Adorei o texto, adorei as dicas. Muito bom, me ajudará bastante.

    Beijos! ♥

    http://pitangarosaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico animada sabendo que te ajudará em algum momento ♥ Obrigada.

      Excluir
  14. Oi Kelly, olha só como são as coisas: já estou no mestrado e nada dessas coisas mudam! hahaha, a diferença básica e importante da faculdade para o mestrado, é que os tipos de pessoas que você descreveu acima tendem a mudar um pouco, a maioria das pessoas que se dignam a fazer mestrado são focadas, gostam de estudar e as dicussões em sala são bem mais enriquecedoras. Mas olha, fora isso, todo o drama permanece, sua dissertação também não se escreve sozinha e você, com o tempo, passa a ficar meio descabelado, louco e destrambelhado (principalmente com a sua própria aparência), rss.

    abs
    http://mesadecafedamanha.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que mestrado e doutorado são mais focados mesmo, e as pessoas já estão mais maduras nesse meio tempo, conseguem crescer um pouco, tanto em atitudes quanto em pensamentos. Mas o restante acaba por igual, afinal, são dentro de universidades, certo? Então o lugar é o mesmo haha. Não quero nem ver isso que você falou. Já estou entrando em desespero por agora mesmo aiuehiaeh ♥

      Excluir
  15. É bem isso mesmo, adorei! hahaha
    Eu preferi não participar do trote da faculdade, não acho legal. Realmente, na faculdade há pessoas de todos os estilos e jeitos. rsrs
    E sobre o TCC, tive que fazer o meu em cerca de cinco meses, e venci, quase tive um "treco", mas deu certo no final. kkkkk... Vale a pena todo esforço!
    Beijos

    www.rabiscando.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não participei do meu, consegui fugir a tempo sem ninguém perceber haha, mas alguns são válidos e até divertidos. Esse TCC me acaba, já sinto a angústia, mas tudo bem ♥

      Excluir
  16. To na reta final do ensino médio, ano que vem faculdade. E adorei o que você disse, vai me ajudar muito a não levar um susto na faculdade hehehe

    http://geekcorderosa.blogspot.com.br/2015/03/sessao-nostalgia-1-desenhos-animados.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não leve não, faz parte de toda transição. Vai ser um tantinho complicado no começo, mas depois você fica até tranquila ♥

      Excluir
  17. Que post legal! Gostei muito dos conselhos. Estou no terceiro ano do ensino médio e daqui a pouquinho tô entrando na faculdade. Já tinha parado pra pensar que as pessoas vão ser as mesmas, mas não sabia que rolava aviãozinho na aula. Hahaha
    http://thaisnacidade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rola sim, e muito, mas a parte legal é que os professores não ficam brigando, por vezes até se juntam a rir aiuehiueh ♥ Que bom que gostou, espero que se dê bem por lá. Boa sorte ♥

      Excluir
  18. Sei como é, passei muito por isso! Agora já me acostumei, já virei macaca velha da faculdade. Mas devo confessar que talvez não tenha explorado muito todas as áreas da facul, vai ver porque a gente anda sempre com pressa. :/
    Adorei o post, muito bacana alguém falando sobre esse assunto!
    Beijos,
    www.plus-d-intensite.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a pressa as vezes vira algo normal e monótono, que participa do nosso cotidiano. Mas é bom deixá-la de lado alguns momentos ♥ Obrigada, e fico feliz que tenha gostado ♥

      Excluir
  19. Oi Kelly
    Ano passado eu tinha começado o curso de Letras português/inglês. Tranquei no meio do ano quando descobri a gravidez, pra mim foi melhor. O curso não era bem o que eu esperava. Como é focado em licenciatura, tem muita muita muita gramática (que eu odeio) e pouquíssima literatura (que é meu foco). Ainda quero, um dia, fazer o ensino superior, mas acho que vou procurar bem até encontrar um curso que foque realmente no que busco. Eu não estava tão pilhada nos meus primeiros dias, mas via a quantidade imensa de gente perdida pra todo lado kkkkk. Gente... Universitários são apenas pessoas.
    Beijinhos

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensei em fazer Letras, mas exatamente por isso desisti. Seria tantas regras, que não sobraria tempo de botar em prática. Espero que encontre o curso dos seus sonhos, e que consigas se dar bem na área que escolher ♥ Boa sorte.

      Excluir
  20. Nossa Kelly que post incrível, não imaginava que fosse assim, agora to até com vontade de fazer faculdade hahah! Mas ainda faltam alguns aninhos, mal sei o que quero cursar, mas mesmo assim muito bom seu post. Beijos
    http://meninaencrespada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenha vontade mesmo, é bem legal essa parte ♥ Já vai pensando em algo, porque nada pior do que terminar o terceirão e não saber o que fazer da vida. Obrigada ♥

      Excluir
  21. Concordo com tudo que você disse, adorei o post *--*
    bjoos

    visite também: http://blogelassemfrescura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤