20 janeiro 2015

Uma carta ao passado que tivemos

Eu juro que vim de bandeira branca. Vim com as mãos abanando e um coração leve que quase é levado pelo vento lá de fora. Não vim em pé de guerra, muito menos na intenção de fazer alguma cobrança. Não vim por acaso, mas sim porque peguei uma caixa cheia de lembranças pela manhã. Lembranças que talvez signifiquem só para mim, ou não, mas isso não importa agora. Não quero que importe. Aliás, soube que você levou uma garota semi nua para sua cama, assim como diz a música, então não vou tomar muito sua atenção, já que, pelo visto, há coisas muitos melhores para preencher seu tempo vago.
Eu não escrevo isso com palavras de ódio, na verdade foi minha única alternativa para me despedir de uma maneira agradável. Não tenho ressentimentos, tampouco a sensação de fracasso. Não te culpo por nenhum episódio, mas isso não quer dizer que todas as atitudes foram corretas. Também não me engrandeço para ninguém diante a situação, porém me rebaixar naquela época difícil foi a pior escolha. Me humilhar por motivos tão pequenos, tão singelos e desnecessários me fez parecer boba por um tempo. Eu sei disso. Me pego rindo de coisas tolas que falava por causa de uma decepção. Me pego rindo à toa pela imaturidade vindo de mim, e pela sua também.

Por um longo tempo te desejei tudo de ruim sim, toda mágoa que existisse, toda desavença que pudesse, mas hoje não. Hoje só te desejo tudo de bom, tudo de melhor. Desisto desse cansaço e me recuso a continuar com ironias mal feitas por causa de coisas do passado. Posso dizer com convicção que estou bem, estou melhor, recuperada e pronta para outro joelho ralado. É como dizem por aí, quando se deseja coisas negativas, elas transparecem no próprio caminho, mas quando a positividade vira rotina, nada de ruim pode abalar seu dia, e por mais que eu tenha demorado séculos para entender isso, me virei muito bem nesses últimos meses.

E você, como anda? Melhorou a alimentação depois de levar uma bronca? Deixou um pouco o ego de lado com a nova paquera? Anda fazendo as mesmas coisas de sempre, ou conseguiu mudar a monotonia por um instante? Conseguiu passar no vestibular como tanto queria? Foi morar em Londres como havia me dito que faria? Tem se sentido mais livre, apesar de estar preso? Não quero qualquer resposta que não seja sincera, qualquer fala montada ou palavras sarcásticas vindo da sua boca, já chega disso.

Hoje nós não passamos de dois desconhecidos que sabem muitas coisas um do outro. Não guardo mágoa alguma, mas também nenhum outro sentimento. Cheguei em um momento que sei exatamente o que tenho que fazer, e apesar de relutar contra algumas coisas, o tão temido ponto final está aqui do meu lado. Não o temo mais, para ser sincera. Não tenho medo, receio ou decepção com relação a nós dois. Tenho é mais que agradecer pelo aprendizado, por ter me feito encontrar um pote de ouro incrível lá no fundo do poço.

Eu não vim te propor uma amizade, como de costume. Não vim te pedir perdão. Não quero nada que venha de você, nem mesmo sua bênção. Te escrevo isso para desejar um pouco de sorte daqui para frente, e porque já voltei a ser um tanto forte nesse quesito. Espero que não me queiras mal, assim como não te quero também, mas espero que não nos queiramos nunca mais. E como dizem que só podemos desejar aquilo que temos, te desejo toda coisa boa que houver no mundo, porque é isso que eu quero para mim também.

20 comentários:

  1. Que lindo texto. Semana passada, uma pessoa de meu passado me procurou e fiquei pensando por um tempo no que aquilo poderia significar, mas depois de um tempo percebi que não me importava com o ignificado. Tivemos uma história e ela acabou.
    É muito melhor quando conseguimos superar toda a dor.
    Um grande beijo

    http://vidasempretoebranco.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Vendo sua história e sabendo um pouquinho pelo que você me contou outro dia, não vale a pena se destruir por causa de algo que ressurgiu. Sei bem como é isso, e espero que você realmente tenha superado ♥

      Excluir
  2. "Me pego rindo de coisas tolas que falava por causa de uma decepção."
    Belo texto Kelly. Creio que percebemos que amadurecemos, quando conseguimos olhar para trás, e ao invés de sentir ódio, sentimos compreensão, sentimos paz e leveza, que é quando aceitamos o fim, e paramos de desejar mal, apenas deixamos ir. Por muitas vezes tive que esquecer o passado para me libertar para o futuro, e é assim que funciona, o futuro se faz de pequenos presentes. Claro que superar não significa esquecer, mas é melhor ainda!
    Beijos

    Desfocando Ideias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se supera e se esquece, tudo fica bem melhor. Eu concordo com você em tudo que disse. O futuro é composto de pequenos momentos do presente, mas também do passado em algumas situações, mas cabe a nós escolhermos o que deixar e o que permanecer. Obrigada ♥

      Excluir
  3. Ótimo texto..
    Quando olhamos para o que passamos e não sentimos ódio, raiva... percebemos o quanto crescemos...
    Bjs

    Blog Makeeando
    Grupo no Facebook - Super Blogueiras (Makeeando)
    Fan Page
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amadurecemos na força e na coragem sem menos esperarmos, e isso é o que mais me agrada. Que bom que gostou []

      Excluir
  4. Texto maravilhoso, já passei por isso :/ Mas as lições que tiramos dessas dificuldades são enormes, amadurecimento principalmente! Parabéns pelo blog.

    http://www.isadoramonteiro.com.br/2015/01/texto-entrevista-gravidez-na.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, amadurecer nesse sentido é a melhor parte, porque temos uma noção do que pode ou não acontecer. Obrigada ♥

      Excluir
  5. Acho que consegui sentir ¹/3 do que você está sentindo ou sentiu, parabéns pelo texto. É lindo!

    http://curiosoparadoxo.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conseguiu mesmo? Que bom, de verdade, fico feliz que tenha entrado no clima ♥, obrigada pelo carinho.

      Excluir
  6. Mais um de seus textos em que me vejo. Passei por uma situação igual a descrita há pouco tempo.
    Mello, não pare nunca de escrever!

    Beijos
    http://jurodemindinho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda ♥, fico feliz que se veja nos meus textos, isso me deixa mais motiva a escrever, acredite ou não.

      Excluir
  7. Geente, apaixonada pelos seus textos, sem mais! Um dia quero escrever tão bem assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindaaa. Ganho meu dia quando leio um comentário assim, cê não faz ideia ♥

      Excluir
  8. Que texto lindo Kelly! Estou apaixonada pela sua escrita, sensacional.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Acho que esse texto descreve tudo o que sinto. Amei o blog e seguindo, beijos <3
    http://beatrizconceicao2018.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Design e conteúdo por Kelly Mathies | Tecnologia do Blogger | Com amor ❤